Governo de SC autoriza início do asfalto na SC-440

O secretário de Infraestrutura de Santa Catarina, Luiz Fernando Cardoso liberou o começo das obras de pavimentação da SC-440, Rodovia dos Mineiros, que liga Urussanga a Lauro Müller. A entrega da ordem de serviço aconteceu ontem, na Câmara de Vereadores de Urussanga, e contou também com a presença dos deputados estaduais Cleiton Salvaro, José Milton Scheffer e Manoel Motta, do secretário da ADR Criciúma, João Fabris, prefeito de Urussanga, Gustavo Cancellier e vice Décio Silva, prefeitos e vices da região, vereadores e comunidade.
A autorização se refere à pavimentação asfáltica do primeiro trecho da SC-440, de quase dois quilômetros, que contemplará a localidade de Rio Carvão Baixo. O investimento é de R$ 2,9 milhões e os serviços serão executados pela Setep Construções.
“Esta é uma obra emblemática. Quando assumi a Secretaria encontrei este projeto desatualizado e na gaveta de pendências. Eu atualizei e fui em busca desta concretização em respeito à Urussanga e ao Sul de SC. A bancada de deputados da região abraçou a causa e o prefeito e a comunidade unida lutaram com perseverança. O Governo de SC pretende trazer os avanços necessários para a nossa região”, salientou Cardoso.
O deputado Cleiton Salvaro afirmou que a bancada continuará lutando pela conclusão da obra. “Se as lideranças políticas de 30 anos atrás tivessem envolvidas neste projeto, com determinação e coragem, mesmo fatiando a obra, ela já estaria pronta. Porém nunca é tarde para começar. E esta pavimentação beneficiará toda a comunidade Urussanga. Nós, deputados estaduais da bancada do Sul, vamos continuar lutando pela conclusão dessa obra e também por outras para esta cidade, pois tenho um carinho especial e sou desta terra. Este ato mostra a força política do Sul que vem trabalhando”, frisou.
Para o prefeito de Urussanga, este momento é de agradecimento. “Desde 1963 esta rodovia vem sendo pleiteada. Uma obra que encurtará o caminho entre a BR 101 e a Serra do Rio do Rastro, além de facilitar o escoamento. Sabemos da injustiça social que ocorreu nestas comunidades pela riqueza que a região gerou à SC. Por isso é preciso agradecer imensamente ao chefe de gabinete Totinho, ao ex-prefeito Johnny, aos deputados e demais autoridades envolvidas, em especial ao secretário Vampiro que cumpriu com a sua palavra. Aproveito para parabenizar e agradecer a mobilização e união dos moradores. O trabalho de vocês deu resultado”, finalizou.

A despedida de Jurubeba, referência em operação de áudio na região

Urussanga e região amanheceram comovidos com a notícia do falecimento do profissional Ideraldo Luiz Niclele, mais conhecido como Jurubeba, na manhã do último domingo, dia 28 de janeiro.
Um câncer no estômago o acometeu aos 56 anos. Niclele era profissional referência em operação de áudio na região.
Ao final do sepultamento, na manhã de segunda-feira, dia 29 de janeiro, ex-colegas de trabalho das rádios Marconi e Eldorado expressaram seus sentimentos.
“Perdemos um grande profissional. Um mestre. Mais do que isso, sentimos hoje que perdemos um amigo, um irmão. O rádio catarinense perdeu um dos seus grandes profissionais. Dedicado, competente, exigente. Só quem conviveu com ele sabe o quanto aquela intransigente exigência de perfeição foi importante para as rádios por onde ele passou. Missão cumprida Jurubeba, você é nosso herói. Vais fazer muita falta, mas nós nunca deixaremos faltar nas nossas vidas tudo aquilo que você nos ensinou e deixou. Descanse em paz”, disseram os profissionais Karol Carvalho e Dante
Bragatto Neto ao lerem um texto escrito por João Paulo Messer.
Jurubeba iniciou a carreira de sonoplasta na década de 70. Por longos anos, trabalhou na Rádio Fundação Marconi, em Urussanga, até o ano de 1984, época em que intercalava jornadas de serviços entre a Marconi e a TV Eldorado (extinta RCE). Jurubeba também fez parte do quadro de funcionários da RBS TV Criciúma na função de operador de áudio.
Afastado do trabalho desde o final de 2016, Ideraldo era o colaborador mais antigo da Rádio Eldorado, de Criciúma, local onde ingressou em 1985, na época Rede Eldorado de Comunicação (RCE). Ele atuou como operador de gravadora e técnico de transmissões externas.
Ideraldo Luiz Niclele deixa a esposa Maria Aparecida Sprícigo, os filhos Elder, Eriqui e André e os netos Cauâ, Letícia e Pietro.

Na Alemanha, espumante de Urussanga é comparado ao champagne francês

Um encontro no palácio da cidade alemã Weimar, patrimônio da humanidade, transformou-se em matéria nos jornais regionais do leste da Alemanha e evidenciou uma garrafa de espumante produzida na região Vales da Uva Goethe, no Sul de Santa
Catarina, detentora da única Indicação Geográfica de Procedência do setor vitivinicultor no Estado.
No dia 25 de janeiro, durante reunião da sociedade literária Goethe (Goethe Gesellschaft), associação que se dedica a obra e ao autor alemão Johann Wolfgang von Goethe, os membros degustaram o espumante produzido pela vinícola Casa Del Nonno, de Urussanga, com a emblemática variedade de uva que leva o sobrenome do
escritor.
Segundo o alemão Sylk Schneider, os membros da sociedade literária ficaram impressionados com a história e cultura em prol da uva e do vinho Goethe no Sul do Brasil. “Mostrei imagens da região Vales da Uva Goethe e todos ficaram admirados. Na Alemanha, o vinho Goethe é novidade.
Nenhum membro da sociedade conhecia este produto até ontem. O espumante foi um sucesso. Os sábios disseram que ele tem qualidade que nem o champagne francês”, conta Schneider, que é autor do livro “A viagem de Goethe ao Brasil”.
As garrafas de espumantes Goethe foram entregues por Felipe Alves, na época acadêmico da Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc) que estudou sobre a internacionalização dos vinhos da região Vales da Uva Goethe.
Em comentário no jornal Thüringische Landeszeitung (TLZ), a jornalista alemã Christiane Weber escreveu: “Goethe está nos lábios de todos”.
Site da sociedade literária Goethe: http://www.goethe-gesellschaft.de/

Batman do Brasil fala no maior evento de marketing

O trabalho realizado por Cristiano Zanetta – o Batman do Brasil, foi reconhecido por um dos maiores especialistas em publicidade online, marketing e empreendedorismo do país, Pedro Superti. Para falar do trabalho que realiza junto às crianças com câncer em hospitais da região, sobre como utilizar as forças para minimizar as fraquezas no âmbito profissional, e sobre o lançamento da nova modalidade esportiva SuperHero, Zanetta palestrou durante o Fator X, maior evento de marketing de diferenciação do mundo, que ocorreu em São Paulo e contou com cerca de 2,5 mil participantes.
Vestido a caráter, Cristiano surpreendeu ao chegar de moto ao palco. Aplaudido de pé, contou como iniciaram as visitas aos hospitais, há cerca de 10 anos, e por que resolveu encarnar o personagem. “O Batman é um herói que não tem superpoderes, ele usa somente a sua força para vencer todos os desafios. Era essa a mensagem que eu queria levar para as pessoas que passam por momentos tão difíceis por conta do câncer. Que elas podem ser fortes, podem vencer a doença e voltar a viver normalmente”, explana.
Durante a palestra, Zanetta fez uma ligação do trabalho social com o meio empresarial. Transitando entre a emoção e o humor, ele falou sobre a utilização de fatos da própria história em prol do sucesso do negócio, valorizando o cliente e o colaborador.
“Dei exemplos de motivação ligados à atividade realizada nos hospitais, de como faço para deixar a criança mais animada durante o tratamento. A minha intenção é sempre ajudar o paciente a sair do estágio de depressão e ir para a aceitação, e isso tem muito a ver com o mundo corporativo. Como fazer para impressionar o cliente, como fazê-lo acreditar em você?”, indaga.
Por conta deste trabalho, explanou ele, surgiu o SuperHero, modalidade lançada em dezembro, em Urussanga, que mescla fundamentos do parkour, levantamento olímpico, artes marciais e treinamento militar, com o intuito de fortalecer o corpo e melhorar o condicionamento físico em geral. “É um exercício físico que consiste no fortalecimento da parte mais fraca do corpo, sem baixar a intensidade do treino, possibilitando a realização por qualquer pessoa”, ressalta.
A palestra ministrada por Zanetta durante o evento repercutiu nas redes sociais. “Hoje tive a oportunidade de conhecer uma das pessoas que mais impactou a minha vida até o momento. Ele tem uma história de vida de muita superação e ainda assim pensa no próximo com muito amor”, “a sua palestra foi a que mais marcou e que me emocionei. Você é guiado por Deus, um ser humano incrível. Agradeço por ter conhecido a sua história”, comentaram internautas.
Para Cristiano, o sentimento é de missão cumprida. “Ver este reconhecimento por conta do trabalho que realizo há uma década me motiva a trabalhar ainda mais. Ser aplaudido de pé só prova que este é o caminho”, completa.

Em Urussanga, agendamento para biometria é encerrado

O cadastramento biométrico, que possibilita a identificação do eleitor pelas digitais antes do voto, já foi realizado por 31,73% dos 17.241 eleitores em Urussanga. Os dados foram atualizados no dia 31 de janeiro, no site do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina.
O Cartório da 34ª Zona Eleitoral, com sede em Urussanga e que atende também os eleitores de Cocal do Sul e Morro da Fumaça, já encerrou o agendamento para biometria.
Até maio deste ano, os profissionais que atuam no Cartório Eleitoral irão atender a demanda já programada de cadastramento, bem como realizar cadastros sem a necessidade de agendamento apenas em casos como o de pessoas com mais de 60 anos e também a emissão do primeiro título de eleitor.
Posteriormente, o cadastramento biométrico será retomado em novembro. Cocal do Sul, com 13.481 eleitores, contabiliza 26,07% de cadastros biométricos, enquanto Morro da Fumaça, com 12.879, atingiu apenas 10,45%. A previsão da Justiça Eleitoral é que todo o eleitorado brasileiro esteja cadastrado na biometria até 2022. Atualmente o serviço já contemplou metade do eleitorado brasileiro, atingindo 73.638.970 (50,21%) dos 146.654.659 eleitores do país.
A BIOMETRIA
Desde as eleições municipais de 2000, todos os brasileiros escolhem os seus representantes utilizando a urna eletrônica. No entanto, naquela época, verificou-se que em um procedimento eleitoral ainda havia a intervenção humana: na identificação do eleitor.
Com a adoção da biometria, o processo de votação praticamente excluiu a possibilidade de intervenção humana. Com a biometria, a urna somente é liberada para votação quando o leitor biométrico identifica as impressões digitais daquele eleitor (é feito um batimento das digitais lidas com as armazenadas no banco de dados da Justiça Eleitoral).

Seminário reúne cerca de 600 pessoas em Urussanga

Urussanga recebeu na quarta-feira, dia 23, cerca de 600 pessoas que participam do II Seminário de Prevenção de Saúde e Prevenção de Deficiências da Região Carbonífera
– Prevenir faz a Diferença”. O evento, realizado no Centro Comunitário da Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição, é uma realização das Apaes da Região Carbonífera, conta com o apoio da Prefeitura Municipal de Urussanga e faz parte da Semana Estadual de Saúde e Prevenção de Deficiências e da Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla.
O seminário teve o objetivo de difundir ações preventivas a respeito das causas das deficiências por meio de informações, orientações e debates. Estão envolvidas as nove Apaes da Região Carbonífera: Urussanga, Morro da Fumaça, Lauro Muller, Cocal do Sul, Içara, Criciúma, Siderópolis, Nova Veneza, Forquilhinha.
“Esta é uma ação muito importante não só para as pessoas que apresentam deficiências, como também para toda a sociedade. Especialmente este seminário que tem o foco na prevenção é muito importante. As pessoas precisam se conscientizar que prevenir é muito mais fácil”, enaltece o presidente da Apae de Urussanga, João Paulo Mendes.
De acordo com a Organização Mundial da Saúde, 10% da população mundial possui algum tipo de deficiência e 70% delas poderiam ser evitadas. Em Santa Catarina, 14% da população conta com algum tipo de deficiência, e nos próximos dez anos, a estimativa é que aumente para 21% o número da população atingida. “Queremos mobilizar a população quanto a necessidade de ações para a prevenção dessas deficiências.
Este seminário tem a função de ser um elo entre a área educacional, de saúde e de assistência social para que essa prevenção possa efetivamente ser realizada”, explica a coordenadora regional de saúde e prevenção de deficiências das APAEs da região Carbonífera e presidente do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência de Urussanga, Cristiane D’Acampora Guazzi.
Pela manhã foi realizada uma palestra com o Doutor Rui Fernando Piloto que teve como tema “Prevenção Primária”. Já na parte da tarde, a palestra teve como tema “Desenvolvimento Neuropsicomotor Intervenção na Educação Infantil, Ensino Fundamental e Especial” com o Doutor Francisco Rosa Neto.

Caminhada reúne amantes da fotografia

Os trilhos e as estradas do distrito de Estação Cocal, em Morro da Fumaça, foram os cenários escolhidos pelo Foto Clube de Urussanga para promover a terceira edição da “Camminata Fotografica” no último sábado, dia 19. A ação foi organizada em parceria com o Movimento pela Paz e reuniu mais de 40 fotógrafos amadores e profissionais.
O grupo percorreu cinco quilômetros e registrou momentos, pessoas e paisagens nas comunidades de Vila Rica e Linha Pagnan. Um piquenique foi realizado em frente a um capitel de Santo Antônio e contou com a participação do morador Otávio Soratto, de 99
anos, que relatou histórias e lembranças.
Para o argentino e fotógrafo profissional, Juan Russo clubes de fotografias são um espaço de troca de conhecimentos entre os amantes desta arte. “Urussanga tem a única associação do sul catarinense. A fotografia se popularizou com o acesso às tecnologias. No entanto, temos muito que aprender uns com os outros e este movimento nos ajuda a treinar o exercício do olhar e a aprimorar técnicas e o entendimento da mecânica da fotografia”, afirmou.

Ateky Internet realiza primeiro workshop técnico em São Ludgero

No último sábado, dia 19, a empresa Ateky Internet promoveu o primeiro Workshop Técnico, em São Ludgero. O evento contou com aproximadamente 50 colaboradores de diversos municípios de atuação da empresa. O objetivo do workshop foi definir parâmetros, sanar dúvidas e explicar melhor a área técnica a todos os colaboradores da Ateky.
O setor de projetos da Ateky explicou a fundo toda estrutura de uma rede de fibra óptica como, por exemplo, o que é fibra óptica, tipos de ligações de rede e o processo técnico até o cliente final. Já o setor de Centro de Gerência de Redes (CGR), tirou dúvidas sobre rede interna e externa, área de cobertura, telefonia, entre outros.
Além do curso intensivo, ocorreram atividades dinâmicas de integração e troca de conhecimentos que a Ateky pratica com seus colaboradores. Como por exemplo, a participação de uma sessão de fotos de todos os setores, uma dinâmica de grupo, onde cada colaborador apresentava seu colega de trabalho, demonstrando assim conhecer um ao outro. No encerramento foi servido um coquetel aos presentes.
O Workshop da Ateky abordou temas como Fibra Óptica (FTTH), CDN, tipos de rede de computadores, área de cobertura via rádio e telefonia digital.

Coopercocal busca novas alternativas para geração de energia renovável

Na última semana, o presidente da Coopercocal, Altair Lorival de Melo (Belha) juntamente com o associado Mauro Ceron visitaram a Prefeitura de Bom Jardim da Serra. Eles foram recepcionados pelo prefeito Serginho Rodrigues de Oliveira e o secretário de Planejamento Oneide Nunes Zaneta.
O encontro iniciou com tratativas referentes à possibilidade de realização de estudos a fim de verificar pontos de queda d’água para a viabilidade de instalação de uma Pequena Central Hidrelétrica (PCH) no município de Bom Jardim. Esta seria uma alternativa de garantir a sobrevivência das cooperativas com a geração própria.
As PCHs são consideradas fontes alternativas de geração de energia, sendo um modelo de fonte renovável com menor impacto ambiental, compromisso com a sustentabilidade e menor custo de geração. “Este é um projeto que leva muito tempo para ser desenvolvido e o primeiro passo é realizar esses estudos para verificar a viabilidade territorial que comporte esta instalação. Precisamos pensar no futuro”, destaca o presidente.

Semana da Pátria inicia no dia 1º de setembro

Urussanga retomará, no dia 7 de Setembro, o tradicional Desfile Cívico. A ação que faz
parte das celebrações do Dia de Independência do Brasil terá início às 9 horas, na Avenida Presidente Vargas e seguirá pela Praça Anita Garibaldi, finalizando em frente à Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição. O desfile contará com a participação das escolas e entidades do município, fanfarra da comunidade de Santana e Orquestra Municipal de Urussanga.
“Nós entendemos que toda a sociedade deve comemorar as suas datas cívicas, por isso retomamos esta ação que é tradicional no município. O desfile de Sete de Setembro resgata a nossa história, faz com que a população tenha amor ao nosso país e ressalta o quanto foi e continua sendo importante para o Brasil a sua Independência. Se mantermos esse sentimento de amor à Pátria, diminuiremos outros problemas, até mesmo os políticos enfrentados hoje pelo nosso país”, enaltece o prefeito Gustavo Cancellier.
A Semana da Pátria já inicia no dia 1º de setembro, às 15 horas, com a presença do da Banda do 28º GAC, de Criciúma. Além disso, também será realizado o Hasteamento e Descerramento da Bandeira, com a presença de escolas do município, todos os dias, no Paço Municipal, às 8 e às 17 horas, respectivamente.
“O Dia da Independência sempre será uma data a comemorar no sentido de reafirmar nossa liberdade como cidadãos que lutam por um país mais justo, igualitário, solidário. Se o Brasil vem passando por uma grande crise política, basta olharmos para trás para vermos mais motivos para continuarmos lutando por dias melhores. Hoje devemos ter a responsabilidade de conduzir a história, por nós e por aqueles que nos permitiram chegar até aqui”, enaltece o diretor administrativo da Secretaria Municipal de Educação, Victor Novaresi. “Por isso, vamos fazer nossa manifestação na forma de um desfile cívico em nossa cidade como forma de, irmanados, declararmos nosso civismo e amor pelo Brasil”, complementa.

Primeiro trecho do asfalto na SC-440 é autorizado pelo Governador em exercício

As comunidades de Rio Carvão, Santana e Santaninha comemoram uma grande conquista na última semana. Na noite de sexta-feira, dia 11, o governador em exercício, Eduardo Pinho Moreira, e o secretário da Infraestrutura, Luiz Fernando Cardoso autorizaram o lançamento de edital de licitação para o primeiro trecho de pavimentação da SC-440, que liga Urussanga a Lauro Müller passando pelas localidades. Moradores das comunidades beneficiadas prestigiaram o ato.
Segundo consta no edital, a primeira etapa da pavimentação asfáltica será de 1,9 quilômetros e liga o bairro Nova Itália à Rodovia dos Mineiros, que inicia no bairro Rio Carvão. De acordo com o Governo de Santa Catarina, o valor estimado da obra é de R$ 3,4 milhões e o prazo de execução de 12 meses. “Estamos dando o primeiro passo para essa importante obra. Queremos que essa região se desenvolva e o asfalto é a alavanca do desenvolvimento”, destacou o governador em exercício.
Já o secretário de Infraestrutura garantiu que após publicação no Diário Oficial no início desta semana, a licitação será agendada para que a obra comece o mais breve possível. “Agradecemos a conquista desses dois quilômetros. De dois em dois chegaremos até a conclusão dessa rodovia e sei que teremos o apoio do Governo. Foram mais de 65 anos de espera e hoje estamos realizando este sonho que irá beneficiar não só Urussanga como toda a região. Temos que comemorar esse apoio do Governo do Estado e agradecer o empenho de lideranças e principalmente da comunidade que abraçou a causa”, enalteceu o prefeito de Urussanga, Luis Gustavo Cancellier.

A LUTA CONTINUA
A alegria e esperança das comunidades que clamavam pela pavimentação asfáltica há
décadas foram demonstradas por meio da participação de dezenas de moradores no ato que contou com a presença do Governador em exercício.
Um exemplo disso foi Marvina Zanelatto Muttini, de 92 anos, uma das moradoras de Rio Carvão. Ela fez questão de comparecer e acompanhar atentamente o ato. Marvina representa os centenas de moradores das localidades de Rio Carvão, Santana e Santaninha que não perderam a fé e que irão continuar lutando pelos próximos quilômetros de asfalto.
Para o presidente da Associação Comunitária do Rio Carvão (Acric), Sidnei Casagrande esta conquista dos dois quilômetros é resultado do empenho de toda a comunidade.
“Começamos este movimento em janeiro com o apoio da Rádio Marconi, depois fomos recebidos e também apoiados pela Câmara de Vereadores e Jornal Vanguarda, conseguimos espaço na Alesc, e penso que todo esse empenho das comunidades tomou força e colaborou para essa conquista. Esses dois quilômetros para quem muito
espera é pouco, mas já que nunca ganhamos nada com a história da mineração significa muito. Isso nos motiva, nos dá ânimo. Estamos no caminho certo e vamos continuar essa luta. Até Santana serão mais 7 quilômetros e depois faltaria mais 3,5 quilômetros para chegar à divisa com a cidade de Lauro Müller”, frisa.
O próximo passo, de acordo com o presidente da Acric, será a participação na audiência pública promovida pela Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), no dia 4 de setembro, em Santana. “Vamos pedir apoio aos deputados por meio de emendas ou pelo Fundam. Não podemos deixar no esquecimento”, finaliza.

Big Time Orchestra se apresenta em Urussanga

A cidade de Urussanga recebe a grande banda Big Time Orchestra no próximo sábado, dia 26, a partir das 22 horas, durante mais uma edição do tradicional evento Remember Night, no Centro de Eventos da Igreja Matriz.
Com dez anos de carreira, a banda de Curitiba alcançou destaque nacional ao ficar entre os dez finalistas do programa Superstar, da Rede Globo, em 2015. A orquestra irreverente conta também com o cantor catarinense Rubens Daniel, finalista do Programa The Voice Brasil, em 2013.
A apresentação em Urussanga será a primeira no Sul de Santa Catarina após a Big Time Orchestra gravar o novo DVD nos Estados Unidos. A banda retorna prometendo marcar a 13ª edição do evento Remember Night, que enaltece músicas das décadas de 60, 70, 80 e 90.
Durante o evento, os participantes poderão colaborar com o projeto social do Batman do Brasil, um grande personagem do cinema que se transforma em um herói da vida real para crianças em tratamento. Em hospitais, ele doenças graves, principalmente câncer, para dar apoio e transmitir ensinamentos, força e determinação. O Batman do Brasil já confirmou presença no Remember Night.
“Será uma noite contagiante e cheia de energia. A recepção será com acústico voz e violão de Junior Zaccaron e encerramento com DJ Regis trazendo músicas dos anos 70 e 80”, explica o responsável pela organização do Remember Night, Jair De Ávila, o Bicudo.
Informações sobre vendas de mesas e ingressos individuais com o promoter pelo telefone 99982-2344. Pontos de venda no site: www.minhaentrada.com.br

ATRAÇÃO PRINCIPAL
A Big Time Orchestra chega aos 10 anos de estrada com uma trajetória de quase mil shows realizados em todo o Brasil, países da América do Sul, bem como turnês pelo Japão e EUA. Com seis CDs e três DVDs, a banda é considerada a principal big band do país. O repertório, rico em releituras de clássicos do swing, pop, rock e soul, é apresentado com muita irreverência e descontração no palco. Elvis Presley, Paralamas do Sucesso, Tim Maia, Barão Vermelho, Police, U2 e clássicos do rock de todos os tempos são evidenciados.

Urussanga recebe Feira do Livro

Até o dia 19 de agosto, Urussanga recebe no Salão de Eventos do CRAS, no Bairro da Estação, a Feira do Livro. O evento faz parte da 2ª Quinzena Pluralidade Cultural que será realizada de 15 a 30 de agosto no município e que conta com uma vasta programação que inclui a realização da Feira do Livro, exposição de obras de arte e fotografia, esporte, música, rodas de conversa, piquenique no parque, encontro de Cosplay, entre outras atividades.
O evento conta com a parceria da Prefeitura Municipal de Urussanga, diretorias de Cultura e Turismo, Assistência Social e Educação. “Nossa intenção é de tornar visível, o invisível. Muitas pessoas têm inúmeras formas de expressar a Cultura, sejam de qual área for, mas precisam de incentivo, de um começo. A Quinzena reconhece e expõe dando acesso a todos, em suas mais diversas performances para chegar ao público”, enaltece a idealizadora e coordenadora do projeto, Alice Batista.
A Feira do Livro está aberta até sexta-feira das 8 às 21 horas e no sábado, das 9 às 18 horas. “Além disso, vários eventos simultâneos são realizamos, na sexta-feira, a partir das 14 horas, por exemplo, teremos uma oficina com jornalistas, escritores e compositores”, explica Alice. As informações sobre a programação e objetivos da Quinzena Pluralidade Cultural podem ser obtidas por meio da página do Facebook: www.facebook.com/quinzena.urussanga

Reunião define data de audiência pública para tratar do asfalto

As comunidades de Rio Carvão, Santana, Santaninha, Santo Expedito e Das Damas se uniram na noite de terça-feira, dia 18, no Salão de Festas do bairro Santana, durante uma reunião com autoridades do Executivo e Legislativo e representantes de associações de moradores.
Na oportunidade, o presidente da Associação Comunitária de Rio Carvão (Acric), Sidnei Casagrande, comunicou que a assessoria do deputado estadual João Amin, presidente da Comissão de Trânsito e Desenvolvimento Urbano da ALESC, confirmou a data e o local para realização da audiência pública que irá debater sobre o asfalto na
SC 440, que liga Urussanga ao município de Lauro Müller, contemplando os bairros de Rio Carvão e Santana até Itanema.
A audiência pública foi definida para o dia 21 de agosto e ocorrerá no Salão de Festas do bairro Santana. O prefeito de Lauro Müller também será convidado para o encontro.
“Este será o Dia D para nós. Convido todas as pessoas para lotarem essa audiência para que juntos possamos lutar por esse asfalto e concretizar este sonho”, frisa Casagrande.
Para o presidente da Câmara de Vereadores de Urussanga, Marcos Roberto Silveira a participação das comunidades fará a diferença. “Esta reunião foi de suma importância, pois uniu pela primeira vez todas as comunidades juntamente com os Poderes Executivo e Legislativo. Certamente juntos teremos cada vez mais força para lutarmos pelo mesmo objetivo. Sugeri para o prefeito Gustavo na reunião que o recurso que vier do Fundam seja aplicado no asfalto para Santana. Agora temos que nos mobilizar para a audiência pública. A participação e cobrança das comunidades serão fundamentais e certamente farão a diferença. Juntos somos mais fortes”, salienta.
Outra questão discutida durante o encontro foi a reunião itinerante da Câmara de Vereadores, que será promovida na comunidade de Rio Carvão no dia 8 de agosto, às 19 horas, no Salão de Festas da Capela de Nossa Senhora da Saúde. A reunião debaterá o passivo ambiental e contará com a presença de representantes do Poder Judiciário.

Cirsures é referência em nível nacional

O Consórcio Intermunicipal de Resíduos Sólidos Urbanos da Região Sul – Cirsures foi destaque mais uma vez em nível nacional. Durante o 8º Fórum Internacional de Resíduos Sólidos – FIRS, realizado em Curitiba, ele foi apontado como um dos melhores consórcios referência do país. O evento reuniu entidades de toda a América Latina para apresentar resultados e perspectivas para o futuro dos Resíduos Sólidos no continente. Representaram o Cirsures, os engenheiros Thiago Maragno Biava e Lindomar Caciatore Júnior.
A participação do Cirsures é fundamental para poder avaliar o nível de desenvolvimento do consórcio perante os demais órgãos similares. “Podemos constatar que mesmo diante das exigências legais (lei 12.305) a maioria do país continua com sérios problemas relacionados ao lixo. Enquanto a nossa participação foi voltada para o cumprimento da lei, com aplicação de tecnologias de geração de energia, a maioria dos participantes exaltava a conquista da disposição de resíduos em aterros sanitários, o que legalmente não é mais permitido”, frisou o gerente do Cirsures, engenheiro Thiago.

Coopercocal adquire veículo zero quilômetro

A Cooperativa Energética Cocal (Coopercocal) adquiriu mais um veículo para compor sua frota, nesta semana. O carro Volkswagen, modelo Gol trendline 1.6, ano 2017/2018 será utilizado no setor administrativo sendo que o antigo foi remanejado para o departamento técnico.
O investimento de R$ 44,6 mil foi pago com recursos próprios da cooperativa. De acordo com o presidente Altair Lorival de Melo, a renovação da frota faz parte do programa de melhoria contínua.

Rotary empossa nova diretoria

Integrantes do Rotary Club de Urussanga se reuniram na noite do dia 6 de julho para realizar a posse na nova diretoria. Na ocasião, Stela Talamini passou o cargo para Marlene Zannin, tendo como secretária Juliana Turazi. Na oportunidade também foi apresentado o novo lema do ano rotário: “O Rotary faz a diferença”. A integrante Norma Martins encerrou sua atuação à frente da Casa da Amizade transferindo a presidência para Arlete Freccia.

Na Alesc, comunidade clama pelo asfalto para Rio Carvão e Santana

Jornalista: Eliana Maccari

Com adesivos pedindo justiça e uma faixa com a campanha “Sem asfalto não tem voto”, mais de 40 moradores das localidades de Rio Carvão e Santana acompanharam a participação de autoridades de Urussanga e representantes das comunidades na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) na tarde de quarta-feira, dia 5 de julho.
Utilizando da Palavra Livre, proposto pela deputada Ana Paula Lima (PT), o presidente da Câmara de Vereadores de Urussanga, Marcos Roberto Silveira, acompanhado do prefeito, Gustavo Cancellier, e do presidente da Associação Comunitária de Rio Carvão, Sidnei Casagrande, solicitou o apoio dos parlamentares para a pavimentação de 12,6 quilômetros da SC-440, mais conhecida como Rodovia dos Mineiros, que liga Urussanga à localidade de Itanema, em Lauro Müller, passando pelas localidades de Rio Carvão e Santana com mais de dois mil habitantes.
“Por mais de 40 anos as minas de Santana e Rio Carvão forneceram milhões de toneladas de carvão para a produção de energia em SC. Com o esgotamento das minas, as duas comunidades foram praticamente abandonadas pelo poder público em termos de implantação de obras de infraestrutura. Restou para as comunidades que tanto contribuíram para o desenvolvimento de Urussanga e do Sul do Estado de SC uma rodovia esburacada, de difícil manutenção, além de um enorme passivo ambiental. O asfaltamento desta rodovia já foi prioridade no orçamento regionalizado que infelizmente não saiu do papel, mesmo depois de tantas mobilizações das comunidades. Por isso senhores deputados, façamos a pavimentação asfáltica de Rio Carvão nossa bandeira de luta”, frisou.
Silveira elencou os motivos para a concretização da obras como, por exemplo, o tráfego relativamente intenso de veículos e caminhões, implantação de um distrito industrial sob reaproveitamento de áreas degradadas pela mineração de carvão e incentivo para o turismo da região utilizando este caminho como o acesso mais curto para chegar a Serra do Rio do Rastro.
Já o presidente da Associação Comunitária de Rio Carvão, Sidnei Casagrande, aproveitou o espaço para desabafar e clamar pelas localidades. “A luta pela pavimentação asfáltica dura mais de 30 anos. Gostaria que os representantes do Executivo e Legislativo olhassem para essa região como uma oportunidade de desenvolvimento industrial e de novos empregos. Com essa estrada asfaltada, dezenas de hectares de áreas degradadas poderiam ser utilizadas como área industrial gerando emprego e renda para Urussanga e Lauro Müller. Além disso, esse é o caminho mais rápido de ligação entre planalto serrano e litoral catarinense, reduzindo 14 quilômetros. Os moradores dessas comunidades estão cansados de promessas”, salientou.
O prefeito de Urussanga, Gustavo Cancellier pediu o apoio dos deputados. “O asfaltamento desta rodovia é um pleito ainda mais antigo do que a Segunda Guerra Mundial. Desde 1940 já tivemos atividades naquela região e desde então esta já foi uma solicitação da comunidade. Só para se ter uma ideia, em 1963, o então vereador Mario Gotardi já havia colocado esta rodovia no Plano Rodoviário da época. Todos nós temos na memória os movimentos que já foram feitos para que esta obra seja, enfim, realizada. Por isso pedimos o apoio de todos os deputados, pois tenho certeza que somente esta união entre comunidade e entes políticos fará com que tenhamos êxito nesta mobilização”, finalizou.
Se manifestaram favoráveis a luta pela obra os deputados Dóia Guglielmi, José Nei Ascari, Manoel Mota, José Milton Scheffer, Ricardo Guidi, Cleiton Salvaro e Rodrigo Minotto.

DEPUTADOS BUSCAM PROMOVER AUDIÊNCIA PÚBLICA
O deputado estadual João Amin (PP) recebeu em seu gabinete o prefeito de Urussanga, vereadores da cidade e os representantes das localidades de Rio Carvão e Santana. Amin sugeriu e protocolou a realização de uma audiência pública, com data a ser definida, reunindo os prefeitos de Urussanga, Lauro Müller e Bom Jardim da Serra, bem como a participação de representantes do Governo de Santa Catarina, deputados e comunidades.
Durante a mobilização na Alesc, a deputada Ana Paula Lima também apresentou um requerimento propondo uma Audiência Pública com a comunidade afim de ouvir os moradores e auxiliá-los nos encaminhamentos para a pavimentação. Ana Paula encaminhou ainda uma indicação ao Governo do Estado para que sejam destinados recursos do Fundam para a pavimentação da rodovia.

MAIS DE 30 ANOS DE ESPERA
Foi em uma plantação de milho que a aposentada Haide Ceron, de 63 anos, acompanhou as primeiras mobilizações para a implantação do asfalto em Rio Carvão na década de 80. “Eu e meu tio estávamos na roça de milho e os homens estavam medindo as extremas para ver a questão do asfalto. Lembro que ele estava preocupado porque o asfalto passaria no meio da plantação e talvez nem iríamos colher o milho. Ele morreu há 30 anos e até hoje a plantação continua no mesmo lugar. Ainda tenho esperanças que o asfalto vai sair. Alguém tem que olhar por nós”, desabafa.
Para a moradora Clésia da Graça Ceron Mutini, o asfalto traria muitos benefícios para as comunidades. “Quando tiver o asfalto vamos economizar na manutenção dos carros, na água, poderia vir indústrias para as pessoas da comunidade não trabalharem tão longe, ter áreas de lazer para as crianças e os jovens, entre tantas outras vantagens. Espero ainda ver este sonho se realizar”, frisa.

Urussanga promove IX Conferência Municipal de Assistência Social

O Conselho Municipal de Assistência Social – CMAS de Urussanga, juntamente com a Diretoria de Assistência Social do município, convida a comunidade para participar da IX Conferência Municipal de Assistência Social. O evento que ocorrerá no dia 4 de julho, terça-feira, no Complexo Municipal de Assistência Social Luiz Henrique da Silveira, terá início às 13 horas.
O encontro terá a participação do palestrante Antonio Sergio Curioni, com o tema “Garantia de Direitos no Fortalecimento do SUAS”. De acordo com a presidente do CMAS, Edina Meira Fernandes Duarte, o encontro é importante para a discussão de temas pertinentes ao município. “A conferência é um momento de discussão sobre as políticas públicas relacionadas à assistência social, garantindo direitos para a população”, esclarece Edina.

Desligamento da TV analógica em SC inicia em 2018

Uma campanha que alerta a população para o início do desligamento da TV analógica em Santa Catarina foi lançada na última semana. No dia 31 de janeiro de 2018, os televisores dos municípios da região da Grande Florianópolis, entre eles Biguaçu, Palhoça, São José e Santo Amaro da Imperatriz, sintonizarão apenas o sinal digital das televisões abertas. Depois, em dezembro de 2018, o desligamento chegará a Blumenau, Joinville e Jaraguá do Sul.
Concluindo o processo de migração do sinal analógico para digital em todo o Estado em 2023. A campanha está sendo feita pela Associação Catarinense de Emissoras de Rádio e Televisão (Acaert) em parceria com a ABERT e a Seja Digital. O trabalho de esclarecimento dos catarinenses é importante para que não fiquem sem o sinal de TV em suas residências.
Para sintonizar os canais abertos transmitidos pelo sinal digital pode ser que televisores mais antigos precisem de adaptações. Modelos mais novos e de tela fina geralmente já vem com um conversor de sinal embutido, o que deve ser confirmado no manual do fabricante. Para aparelhos que não tiverem será preciso adquirir um kit de conversão com cabo, antena conversora e controle remoto.
O kit custa em torno de R$ 200, mas para famílias de baixa renda inscritas em alguns dos mais de 20 programas sociais do Governo Federal como, por exemplo, o Bolsa Família, esse kit será gratuito.
A empresa Seja Digital esclarece que as solicitações do kit poderão ser feitas a partir de outubro pelo número de telefone 147.