Baffone – Edição 680

Hospital

O presidente do Hospital de Urussanga, Arnaldo BezBatti convidou os vereadores de Cocal do Sul e Urussanga juntamente com a diretoria, os médicos, enfermeiros, administrador e demais funcionários para lavar a roupa suja. Tudo no preto no branco.  Esclarecer as reclamações apresentadas, principalmente pelos vereadores da cidade vizinha. Encontro foi longo, esclarecedor, e em certos momentos com tom de desabafo. Ao final todos apreciaram um excelente jantar, como já é de costume na casa do presidente.

Um milhão

O gerente regional de saúde Fernando de Fáveri anunciou no jantar que o hospital finalmente receberá uma verba de um milhão reservada pelo deputado Ronaldo Benedet e que vinha sendo contingenciada há uns bons anos.

Aprovado

Sobre o projeto da escolaridade que foi aprovado na Câmara seria muito mais fácil se dissessem de uma vez que o prefeito considera que as pessoas corretas para aquelas funções não preenchiam os requisitos legais e por isso a lei precisava ser mudada. Seria bem melhor do que toda a demagogia que foi usada, falando em função social, oportunidade para os menos favorecidos e tudo o mais que escutamos.

O que é um diretor?

Segundo o dicionário diretor é “aquele que dirige ou orienta” ou então “aquele que ocupa cargo mais alto em uma administração”. Com a nova regra que está valendo em Urussanga talvez deva-se acrescentar ao dicionário a definição “aquele que executa obras, pequenas reformas, abertura de valetas, manutenção preventiva entre outros trabalhos”. O nome disso é desvirtuamento de função, deveriam pelo menos usar os nomes corretos. Poderia-se chamar de encarregado, de mestre-de-obra, entre outros nomes que se encaixariam muito melhor para a função prevista.

O voto do PT

Os votos do PP e PDT já eram esperados a favor do projeto, pois a redução da escolaridade ajuda a “ajeitar as melancias” na carroça do governo e em política  normalmente ajeitar as melancias é mais importante que manter a coerência com o discurso. Mas há muita especulação no ar com o que teria levado o vereador do PT a votar junto ao governo nesse caso. Talvez seja pela inclusão social. Resta saber a “inclusão social” de quem.

Vistoria e churrasco (foto)

Deputados Ronaldo Benedet e Luiz Fernando Vampiro foram ao Rio Carvão vistoriar a obra do asfalto. Gostaram do andamento da obra, que vem sendo muito dinâmico. Depois se reuniram com emedebistas de todas as correntes em um churrasco no vinhedo da família Baldin. No churrasco o ex-prefeito Johnny fez discurso e enalteceu a participação de Vampiro na obra. Também estiveram presentes alguns líderes comunitários sem ligação formal ao partido.

Convenção

O Baffone fechou a coluna antes da convenção do PDT. Sabemos que era esperada a filiação de 12 novos integrantes e que diversas lideranças de outros partidos se fariam presentes, inclusive vereadores e o presidente do MDB Vanderlei Rosso. Décio Silva assume de vez o coando do partido brizolista para implantar uma estratégia de crescimento partidário.

Mais asfalto

Nessa sexta acontece em Azambuja uma audiência pública para tratar do asfalto da rodovia dos imigrantes. Mais uma estrada tradicional do Sul do estado que precisa de atenção. Estima-se que quase metade do público seja de urussanguenses, incluindo as principais autoridades do município.

Defesa Civil

O Prefeito Gustavo Cancellier nomeou o novo coordenador  da Comissão Municipal de Defesa Civil (COMDEC) de Urussanga. A função agora estará sob a responsabilidade de Rafael Sales que tem como principal foco trabalhar a previsão de risco, identificando as áreas e situações que exijam atenção no município. Bom para o município.

Conferência

A 1º Conferência de Políticas Públicas dos Direitos dos Animais que movimentou Urussanga na semana passada gerou uma carta de deliberações com todas as propostas apresentadas pelos participantes que será apresentada nos próximos dias. O vereador Braz disse que a Conferência foi realizada sem recursos públicos e com a colaboração de pessoas e empresas simpatizantes da causa. Esse tipo de iniciativa é importante, porém se a conferência aconteceu sem desembolso direto de dinheiro público não se pode dizer que foi feita sem recursos públicos, pois envolveu o trabalho de funcionários públicos, vereadores, carro da Câmara, combustível e isso tudo é recurso público, não cai do céu. O Baffone esta na torcida para que tudo saia do papel.

Toca do Graxain

Uma publicação no Facebook ressuscitou o bafafá sobre a transferência de quatro servidores públicos da Prefeitura para o Parque Municipal. A sala onde agora está instalado o quarteto recebeu o jocoso apelido de “Toca do Graxaim”, com direito a plaquinha de cartolina na porta e tudo. Segundo a administração, os servidores, todos concursados e experientes, foram destacados e deslocados para realizar o inventário do patrimônio público, mas até o momento seguem todos de braços cruzados, num desperdício absurdo de mão de obra qualificada. Os quatro afirmam que estão sofrendo perseguição política, enquanto especialistas garantem que os princípios da administração pública foram absolutamente desrespeitados com a transferência. É bafo grande, é bafão, e mais uma vez vai sobrar para o calejado cidadão urussanguense arcar com as perdas e danos.

Brasão

Das redes sociais também surgiu polêmica nova: a mudança na cor da faixa do brasão de armas do Município, que, do original vermelho, passou para um inovador bordô. Tanto no site do governo quanto no material impresso pela prefeitura, a mudança foi notada, levantando suspeitas de que a cor vermelha está sendo banida até mesmo dos símbolos oficiais. Seja como for, o brasão de novas cores ficou bem feinho. Um ó, como dizem por aí.

Rapidinhas

– Inscrições para o Desfile das Famílias podem ser realizadas até hoje. A ação será realizada no dia 26 de maio, às 10h, na Praça Anita Garibaldi e estará inserida dentro da programação dos 140 anos de fundação e colonização italiana em Urussanga 

Na discussão da lei que retira a exigência de escolaridade para os cargos de diretor municipal, ao garantir que tem certeza do acerto da medida, o vereador Braz Cizewski fez questão de citar toda sua vasta formação acadêmica. O Baffone ficou confuso.

– No dia do aniversário de Urussanga Gelson Merísio lançará sua pré-candidatura para o governo do estado de Santa Catarina em Chapecó, em um grande evento para tentar aparecer com dez por cento nas pesquisas futuras.

– O vereador Marquinhos afirmou, com base no artigo 87 da Lei Orgânica do Município, que os projetos para extração de argila, carvão ou outros minerais, tem que ser liberados exclusivamente pela Câmara de Vereadores através de aprovação de Projeto de Lei, garantindo assim que os impostos arrecadados voltem ao Município.

– Vereador Marquinhos que vem se dando muito bem com determinados setores do MDB solicitou a presença do Deputado Federal Ronaldo Benedet, membro titular da Comissão de Minas e Energia da Câmara Federal, para falar na Câmara de Urussanga sobre os métodos que devem ser adotados em Urussanga para diminuição do preço da energia.

– Beto Cabeludo criticou a demora na troca de lâmpadas queimadas da iluminação pública no trajeto da Rodovia Genésio Mazon no Bairro De Villa.

– Vereador Zé Bis anunciou emenda parlamentar no valor de R$ 100 mil do Deputado Federal Esperidião Amin para o Hospital Nossa Senhora da Conceição de Urussanga.

– Vereador Jair Nandi registrou as péssimas condições da rua que dá acesso à creche do Bairro Santana e solicitou a manutenção urgente do local. O vereador também cobrou do líder de governo que os funcionários públicos cumpram rigorosamente os seus horários de trabalho para não prejudicarem o atendimento a população.

– Vereador Deco afirma que o projeto infância sem pornografia está sofrendo por falta de vontade de alguns entes.

– Bonetinho e Décio foram para Florianópolis tratar da construção do novo fórum. Talvez se o judiciário tivesse menos benefícios essas obras saíssem mais rápido.

– Vânio Comin está lotado no gabinete do deputado estadual Luiz Fernando Vampiro. Muita gente foi pega de surpresa.

– Fiquei boquiaberto, mas o projeto de paisagismo da praça já esta pronto, ou seja, a jardinagem esta concluída. O Baffone esperava muito mais flores, colorido, detalhes modernos. Afinal de contas, a obra de revitalização custou quase R$  1 milhão.

Produtos alternativos para o manejo das principais pragas e doenças na horta orgânica

     A Semana Nacional do Meio Ambiente começa em 1 de junho e vai até 5 de junho, quando se celebra o Dia Mundial do Meio Ambiente. Uma das propostas desta data é chamar a atenção de todos os governos mundiais sobre a necessidade de implantar medidas emergenciais para prevenir a degradação do meio ambiente. O não uso de agrotóxicos, é a principal medida para proteger o meio ambiente e  a saúde das pessoas. Para celebrarmos bem esta semana,  a partir de hoje, estaremos colocando à disposição dos interessados em produzir alimentos saudáveis, sem contaminação, várias dicas para o manejo de pragas e doenças em hortaliças.

Preparados de plantas (Parte I)

.Preparado com cebolamanejo de pulgões, lagartas e vaquinhas: Cortar 1kg de cebola e misturar em 10L de água, deixando o preparado curtindo durante 10 dias. Utilizar 1L da mistura em 3L de água para pulverizar as plantas, atuando como repelente.

.Preparado com sálviamanejo de lagartas da couve: Derramar 1L de água fervente sobre duas colheres de sopa de folhas secas de sálvia. Tampar o recipiente e deixar em infusão durante 10 minutos. Agitar bem, filtrar e pulverizar imediatamente sobre as plantas visando à borboleta branca, que coloca os ovos nas folhas de couve, originando as lagartas que comem as folhas.

.Preparado com pimenta vermelhamanejo de vaquinhas, pulgões, grilos e paquinhas: Bater 500g de pimenta vermelha em um liquidificador com 2L de água até a maceração total. Coar o preparado e misturar com 5 colheres de sopa de sabão de coco em pó, acrescentando então mais 2L de água. Pulverizar sobre as plantas atacadas.

.Preparado com samambaiamanejo de ácaros, cochonilhas e pulgões: Colocar 500g de folhas frescas ou 100g de folhas secas em 1L de água. Ferver por meia hora. Para a aplicação, diluir 1L desse macerado em 10L de água.

.Preparado com alhomanejo de trips, pulgões, lagarta-do-cartucho-do-milho e doenças [podridão negra, ferrugem e alternária]):O alho é um antibiótico natural e pode ser usado como inibidor ou repelente de parasitas de plantas ou animais. Dissolver 50g de sabão em 4 litros de água, juntar 2 cabeças picadas de alho e 4 colheres de pimenta vermelha picada. Coar e pulverizar.

.Preparado com chuchumanejo de lesmas e caracóis: Colocar dentro de latas rasas pedaços de chuchu cortados ao meio, adicionando-se sal. A mistura é bastante atrativa para essas pragas, possibilitando, depois, a eliminação mecânica.

 

NARIZ, TÉDIO E CORAGEM

Com o nariz operado, tive de ficar quase uma semana sem botar a cara na rua. Parecendo um urso panda, respirando pela boca e recluso num apartamento, logo me aborreci. Já dizia Voltaire que “o repouso é uma boa coisa, mas o tédio é seu irmão”. Entediado, fui ler sobre Cyrano De Bergerac, poeta e espadachim do século XVII. O homem travou quase dois mil duelos durante a vida, muitos deles por causa das chacotas que faziam sobre seu enorme nariz. Num dos duelos, o narigão de Bergerac foi atingido e ficou com uma cicatriz igualmente avantajada.

Quando recuperei as feições humanas saí de casa e fui comprar passaportes para a festa do vinho. Em frente aos guichês do parque municipal fica a Toca do Graxaim, local onde quatro servidores públicos municipais foram colocados de castigo. Resolvi fazer uma visita aos exilados da administração e percebi que meu tédio era nada perto do deles. Sentados, melancólicos, olhando um pra cara do outro sem fazer absolutamente nada além de lamentar a situação. Achei a cena surreal como a biografia de Cyrano De Bergerac e saí de lá aliviado por ser um profissional autônomo.

Assim como o poeta narigudo, já lutei muitos duelos. Alguns contra mim mesmo, outros contra adversários supostamente poderosos. Nenhum deles foi por causa do nariz. Quase todos em razão da língua. Não há procedimento cirúrgico que a corrija. Carrego cicatrizes, mas venci quase sempre. Enfrento o tédio e o autoritarismo com coragem irresponsável e ousadia inconsequente. Até aqui tem dado certo. Cyrano De Bergerac padeceu e morreu após ser atingido por uma viga que caiu de uma construção sob a qual passava. Morte estúpida. Ainda assim, muito mais digna do que morrer de tédio, obediência e passividade, aceitando chacotas e desaforos. Meu nariz está quase bom. Força aos exilados!

Baffone – Edição 679

Cuidando da saúde

Dois integrantes do primeiro escalão do governo de Urussanga pediram exoneração alegando que vão cuidar de sua saúde. Na administração a tendência é que o prefeito nomeie alguém de sua confiança, sem dar muito ouvidos aos partidos. Já na área de turismo e cultura as especulações estão a mil com boatos que vão desde o tradicional mais do mesmo até nomes que virariam a coisa de ponta cabeça. Uma das indicações foi o jovem …… Aguardamos.

Virou assunto de novo

Embora os assuntos pertinentes a uma associação a princípio são do interesse apenas dos seus membros, a Associação Friulana mais uma vez está em evidência na cidade. A primeira vez foi na época do ateliê de mosaico e a segunda e atual é sobre a cessão da sede da associação no parque para a Birra delNonno. Parece que teve discussão pesada e há a possibilidade de saída de dirigentes tradicionais. Não e da nossa conta, mas acompanharemos.

A união faz a força

Alguns comerciantes reclamaram que fecharam a rua para a realização do NigthRun no sábado. Alguns não abriram por conta disso. Cada um sabe o que é bom ou ruim para o seu negócio e quem abriu as portas vendeu, mas a questão principal não é essa. A questão principal é que há muita reclamação e pouco protagonismo. Há registro de reuniões com baixa adesão no CDL. Sem participar das decisões só resta mesmo reclamar. A diretoria da CDL acertou na questão em deixar livre para quem quisesse abrir, pois é a mesma coisa que discutir com as paredes.

Correndo

O evento Night Run de corrida noturna demonstrou que quem corre mesmo é o Diretor de Esportes Tiago Mutini, e corre para acertar. Já é disparado o membro mais elogiado do governo na câmara de vereadores e vem tendo seu bom trabalho elogiado também nas ruas. Grande garoto! Isso é sinal de que a juventude e novas cabeças também fazem toda a diferença!

Comendo, bebendo, cantando…

Evento realizado no último final de semana na Pousada da VinícolaMazon também foi um verdadeiro espetáculo. A valorização da cultura, das associações culturais e das atividades tradicionais pela iniciativa privada é muito importante e na opinião do baffone é única maneira de Urussanga vir a ter turismo de verdade. “Siamo tutti insieme” é um evento que deve continuar acontecendo.

Carreata da energia

No sábado que vem, dia 19, acontece mais uma manifestação em protesto contra o alto preço da energia em Urussanga. A manifestação é organizada pelo grupo que vem atuando nas ruas e nas redes sociais pela redução da energia e sai as 9 horas do trevo do Bairro Nova Itália.

Enchendo a caixa postal

Quem está enchendo a pasta de correspondências recebidas da prefeitura é o vereador Marquinhos, que mais uma vez pediu esclarecimentos via requerimentos para esclarecer diversos assuntos que considera duvidosos. Dizem nos bastidores que um governo mais transparente não recebe tantos requerimentos.

Direitos dos animais

Acontece nesta sexta-feira em Urussanga a 1ª Conferência de Políticas Públicas dos Direitos dos Animais. O evento vai movimentar a cidade com a presença de muitos técnicos da área e políticos importantes (a eleição está chegando). A discussão deste assunto é muito importante, visto que ele é também de saúde pública.

Melhorias no parque

Timidamente o parque municipal vai sendo melhorado. Ainda esse mês sai o edital de licitação da construção dos banheiros femininos que prometem desafogar a busca por banheiros químicos e também por moitas.

Governador na Unesc

Eduardo Pinho Moreira esteve proferindo palestra nessa quarta-feira na Unesc. Falou sobre as dificuldades do Estado e sobre os desafios do futuro. Não falou em clima de discurso, mas parece candidato.

ICMS

No âmbito estadual a polêmica da vez foi uma medida provisória do governo do Estado que abaixava o ICMS entre contribuintes de Santa Catarina. A medida tinha apoio da Fiesc, da Facisc e da FCDL, porém esbarrou na Fecomércio, que em nome de alguns grandes grupos varejistas beneficiados por tratamentos diferenciados no ICMS foi contra a MP do governo. A tese da Fecomércio foi adotada pela oposição na Assembleia Legislativa e a oposição venceu. Segundo o governador os catarinenses perderam

O dono da Havan

 Luciano Hang, famoso por ser dono da Havan, ameaçou no ano passado se lançar na política e foi elevado por muitos a categoria de salvador da política catarinense. Nesta semana ele capitaneou a derrubada da Medida do governo que beneficiava milhares de empresas catarinenses. Acontece que a empresa de Luciano e mais meia dúzia de grandes varejistas iam perder uma grande boquinha de tratamento diferenciado que eles têm junto a fazenda estadual. Parece que Luciano não é tão diferente assim dos políticos tradicionais.

Rapidinhas

– Cocal Fest tem mais candidatas a rainha do que a Festa do Vinho.

– Coopercocal deu um grande apoio para a Night Run, instalando os refletores necessários para a realização da prova.

– Membros do Conselho de Saúde do Rio América (voluntários) foram destituídos pelo governo municipal. A princípio sem aviso prévio.

– Eflul entrou com processo contra vereador Zé Bis por conta de palavras difamatórias contra a empresa na tribuna do legislativo. Parece que as críticas doeram.

– Câmara de vereadores aprovou requerimento do vereador Nandi para convidar o prefeito para que vá a tribuna falar sobre o sonhado concurso público.

– Eduardo Moreira vai convidar o ex-reitor da Unesc GildoVolpato para ser secretário adjunto de educação no Estado.

– Petrobrás atingiu o maior valor de mercado de sua história na bolsa. Parece que o Temer acertou mais do que a Dilma mesmo.

– A justiça mandou bloquear os bens do deputado Décio Lima do PT esta semana. Infelizmente é só mais um nessa situação.

– Os homicídios caíram 15% em Santa Catarina. Segundo a Secretaria de Segurança Pública isso é resultado do bom combate ao crime organizado.

– E para terminar: estou assustado com os casos de separação na cidade nas últimas semanas. E para piorar são os motivos que são descritos por aí…

TROÇA E SIMPLESMENTE TROÇA

Já passou o tempo de eu me levar a sério. Foi-se aquela época em que eu tratava com seriedade as coisas da política. Reli alguns textos antigos e fiquei enjoado com o tom professoral, com o estilo acadêmico, pretensioso. Eu era muito chato. Talvez ainda seja, mas hoje tento tirar onda, sobretudo de mim mesmo. Fecho com Lima Barreto, que recomendava fazer “troça e simplesmente troça, para que tudo caia pelo ridículo”.

Lendo o Baffone da semana passada, logo na primeira notinha deparei com um texto pedindo otimismo aos urussanguenses. “Pra frente, Urussanga!” Com todo respeito ao colunista, que eu nem sei quem é, preciso indagar: de onde vem este otimismo, colega? Em que local você quer que o urussanguense busque tantas esperanças? No paço municipal, na Praça Anita Garibaldi, no Retiro Pamir, na área industrial ou no lendário concurso público?

Da minha parte, seguirei pessimista e fazendo troça. Sou urussanguense, não tenho vergonha nem orgulho. Uma prima que mora em Florianópolis, mas também é urussanguense, quando perguntada sobre sua naturalidade diz ser de Criciúma. Tadinha! Não é o caso de ter vergonha, prima estimada. Ser criciumense não te faria melhor do que nós, até porque Criciúma também é atrasada e não vai pra frente, nem mesmo quando emplaca um Governador.

Se nem eu me levo mais a sério, o que dizer dos leitores? É certo que usam meus artigos apenas para dar risadas, e assim já me dou por satisfeito. Dar risadas, afinal, é o que nos resta.  Claro, nem todos acham graça, e esta é a parte mais engraçada. Façamos troça, caiamos pelo ridículo e enxerguemos nossa real condição. Não sou o Baffone nem a prima que mora na capital. Tenho poucas expectativas, mas nenhuma vergonha de ser quem eu sou.

Os 10 mandamentos para produzir hortaliças saudáveis, mais nutritivas e, em paz com a natureza

Nas edições anteriores comentamos sobre as cinco primeiras recomendaçôes para implantar e conduzir uma horta orgânica: 1. Escolha do local, análise, correção do solo e preparo dos canteiros; 2.Escolha das espécies, variedades,  sementes e mudas de acordo com a época de cultivo;  3.Adubação orgânica do solo; 4. Sistemas de semeadura e plantio; 5.Manutenção e ampliação da biodiversidade. 6.Cobertura do solo e manejo de plantas espontâneas (“mato”); 7. Rotação, sucessão e consorciação de culturas; 8. Irrigação.

9.Principais tratos culturais

Adubação de cobertura: Em solos com menos de 2% de matéria orgânica é muito importante esta prática, especialmente nas hortaliças-folhosas. No entanto, deve-se evitar o uso exagerado de adubos nitrogenados, especialmente esterco de aves, pois podem salinizar, desagregar e compactar o solo, reduzir a resistência das plantas e até queimá-las. Recomenda-se, preferencialmente, o composto orgânico que pode ser feito na propriedade; deve ser utilizado na adubação de cobertura em pequenas quantidades por aplicação e bem incorporado ao solo (no máximo 0,5 kg/m2). Desbaste ou raleamento: consiste na eliminação do excesso de plantas semeadas diretamente no canteiro, nas covas e nos recipientes, deixando as mais vigorosas. Capinas e escarificações: as plantas espontâneas competem com os cultivos por luz, água e nutrientes, especialmente nos primeiros 30 dias. Após o período crítico, as plantas espontâneas nas entrelinhas são consideradas “amigas”, pois ajudam a manter a umidade no solo e evitam a erosão do solo..  Mesmo que não haja “mato”, recomenda-se o uso de enxada ou sacho nas linhas de cultivo para escarificar o solo (revolvimento superficial), no início do desenvolvimento vegetativo. Tutoramento ou estaqueamento é feito com bambu para algumas hortaliças como ervilha torta, tomate,  feijão-de-vagem, pepino, pimentão, berinjela e chuchu, para evitar o  crescimento das plantas e frutos em contato com a terra, facilitar a aeração e a insolação e evitar a quebra de ramos. No tomateiro, recomenda-se o  tutoramento vertical onde as plantas são conduzidas perpendicularmente ao solo, melhorando a distribuição solar e a aeração. Amarrio e Desbrota:  o amarrio consiste em amarrar as plantas nas estacas e arames, sem estrangular, pois estão em crescimento, com o objetivo de melhorar o apoio e evitar danos causados por ventos, especialmente nos cultivos de tomate e pimentão. A desbrota consiste na eliminação dos brotos que saem das axilas das folhas ou da haste de algumas espécies como o tomate. Amontoa: consiste em chegar terra junto às plantas, para melhorar sua fixação ao solo e, no caso da batata, serve ainda para evitar que os tubérculos se desenvolvam fora da terra, favorecendo o seu esverdeamento. Uma boa amontoa (cerca de 20cm de altura) com o solo sem torrões, reduz também os danos de insetos (larva-alfinete, a forma jovem da vaquinha) que perfuram e depreciam os tubérculos de batata e raízes de batata-doce. A amontoa bem feita impede que os ovos que a vaquinha (patriota) põe nas plantas caiam diretamente próximos aos tubérculos, dando origem às larvas-alfinete que perfuram os mesmos.

Baffone – edição 678

Em busca do tempo perdido

A comunidade de Rancho dos Bugres está mobilizada. Após aguardar alguns anos por uma sinalização em relação ao asfalto, a associação de moradores resolveu se manifestar novamente com mais afinco. No dia 16 de maio está marcada uma reunião com o prefeito de Urussanga para apresentar o projeto feito em 2015 e buscar uma solução para a pavimentação. O encontro será no salão de festas da igreja e dois dias antes da mobilização em Pedras Grandes. Inclusive, faixas com frase de impacto já estão sendo confeccionadas.

Em busca do tempo perdido II

Aliás, como Urussanga carece de ligações asfaltadas para com os municípios vizinhos. O deslocamento precisa ser feito por estrada de chão para Siderópolis, Treviso, Lauro Müller e Pedras Grandes. Historicamente Urussanga perdeu muito tempo quando o assunto é pavimentação de estradas principais e precisa correr atrás disso senão vai ficando para trás de novo…

Prorrogada a taxa do alvará

Novo método de cálculo da taxa de alvará continua rendendo na cidade. Os pequenos empreendedores reclamam de estar pagando mais que os grandes. O prefeito prorrogou o prazo por decreto e provavelmente deve ter convocado seu time para reavaliar o assunto.

 Exageraram

Correu conversa nos arredores da casa branca que uma pesquisa de satisfação do prefeito e do governo atingiu um índice positivo de 75%. Pessoas ligadas a oposição dizem que não tem como nem chegar perto desse número. Pessoas ligadas ao governo dizem bem baixinho quando não tem ninguém por perto que acham o número um pouco alto. Como é boato não conhecemos o método, então não dá para opinar a respeito.

Clima de feriado

A sessão da Câmara dessa semana aconteceu em clima de feriado, com falas curtas e bastante pontuais. O debate mais acalorado ficou por conta da contribuição de Cocal do Sul para o hospital, que segundo o vereador Beto deveria ser maior. O que chamou a atenção de quem sempre acompanha a sessão foi a vereadora Vani pegando um pouco mais pesado que o normal para criticar o serviço de transporte escolar.

O balanço da EFLUL

Vereador Zé Biz usou a tribuna para apontar detalhes do balanço da Eflul que chamaram a sua atenção. Questões como número de empresas diminuindo, lucro aumentando e folha aumentando foram elencadas pelo vereador. O empresário Ramon Sandrini, que já apontou o fato de o caminhão da Eflul ter feito alguns trabalhos na Esplanada também já tinha elencado boa parte dessas informações no facebook no final de semana.

Não está agradando

Já que parece que ninguém diz isso a ele o Baffone diz. Mais uma vez o vereador Braz usou a tribuna para uma reflexão um pouco pessoal, um pouco religiosa, um pouco moralista, um pouco espiritual. Alô vereador! A Câmara é pra tratar de assuntos do município, vamos colaborar!

 Aparecendo

PDT de Urussanga vai realizar no dia 17 de maio, nas dependências do Clube central da cidade, um encontro com foco em novas filiações. No evento o partido deve tentar mostrar a sua participação na administração e sua contribuição para Urussanga. Recentemente foi criada uma página no facebook para o partido. É interessante acompanhar o PDT, pois mesmo sendo bem menor que os dois tradicionais partidos da cidade, o PDT é muito heterogêneo. Muito mesmo.

Passando a tesoura

E não é que o governador Eduardo Moreira entrou para passar a tesoura mesmo? Já chega próximo de 500 o número de cargos de confiança cortados. Nesta semana só na ADR de Criciúma foram 14, incluindo pessoas ligadas a “gente forte” do PSD e PMDB. O destaque entre as demissões ficou para a filha de um antigo candidato a prefeito da região que aos 19 anos tinha um vencimento de mais de R$6.000,00. Tão nova e em uma função tão importante com certeza não vai ter dificuldade de recolocação no mercado de trabalho.

Baffinhos

 – Nem prefeito e nem vice-prefeito participaram da festa no dia do Trabalhador no GAPU. Parece que faltou convite.

– Restaurante tempero de Mãe, da nossa terrinha, estará com um cardápio especial para o dia das mães. As reservas já estão abertas para o almoço do dia 13 de maio e com a garantia daquele tempero especial.

-Deputado Zé Milton fez grande evento em sua terra natal (Sombrio) para lançar a pré-candidatura à reeleição.  O deputado tem apoios fortes e é muito bem relacionado em Urussanga.

– Prefeito de Nova Veneza está articulando a vinda de uma nova gondola para a cidade. Enquanto isso Urussanga ainda segue meio sem rumo quando o assunto é turismo.

– Falando em turismo, Urussanga recebeu um grupo de idosos de Criciúma que visitou a cidade de trem. Bacana a iniciativa. Precisamos “vender” mais e melhor a nossa cidade.

– Programação dos 141 anos da colônia Azambuja está legal. Parabéns aos empresários e militantes culturais que tiveram a iniciativa.

– As novas bandeiras dos estados brasileiros já estão colocadas no trevo. Caberia uma reavaliação da decoração desse trevo. Será que é necessário esse dispêndio requente de dinheiro com bandeiras?  É só uma pergunta…

– E o Criciúma continua o melhor entre os que ainda não fizeram pontos na série B, no alto da décima oitava posição. A coisa tá feia!

– E pra terminar: Você leitor assíduo do Jornal Vanguarda, mas que não é assinante e desesperadamente “pega” o Jornal do vizinho para ler na caixinha do correio sem autorização e devolve no outro dia, preste atenção: faça uma assinatura. É baratinha e vale todo sacrifício desnecessário ao mexer no que não é seu sem autorização.

Baffão da semana

Tem algo mais baffônico do que a tribuna da Câmara virar palco para “declaração de amor”?

CALOR SENEGALÊS ou MINHA CARREIRA POLÍTICA

O calor senegalês está sufocando a Benedetta faz uma semana. Só gosto do calor nas férias ou de folga. Trabalhando, desprezo. Como raramente estou de férias ou de folga, aprecio bem pouco o tempo quente. Menos ainda quando ele tem o mau gosto de aparecer no outono. Mas paremos com este papo de elevador, expressão inequívoca da minha preguiça diante dos assuntos sérios. Ando cínico demais.

Tempos atrás cogitei entrar na política, candidatar-me a vereador. Quase caí na provocação dos que diziam que é “muito fácil ficar escrevendo e criticando sem participar”. Bela tentativa, seus bocós! Mas participem vocês, porque eu vou continuar escrevendo e reclamando do tempo. Minha licença de escritor depende apenas de querer e saber escrever, e de existir alguém inconsequente o bastante para publicar.

Pra ser sincero, além do cinismo, tive outro bom conselheiro. Pessoa próxima e experta na política local foi direto ao ponto: “Tu não és talhado para o negócio, Luciano. Cai fora”. Realmente, não sou. Não tenho tolerância com a ética partidária e perderia rapidamente a paciência com os eleitores. Eles querem dinheiro, cerveja, favores de toda sorte, mas eu, para oferecer, só tenho conversa – e olhe lá!

Segundo a previsão, o calor senegalês segue até terça-feira. Pombas! O ar condicionado deixa a fatura da energia ainda mais pornográfica e possivelmente não terei folga até lá, porque preciso colocar em dia compromissos atrasados. Tudo certo, minha vida não é uma festa. Mas também não é nenhuma desgraça, como deve ser a daqueles que entraram na vida pública mesmo não sendo “talhados para o negócio”. E agora que minha carreira política acabou, vou ali tomar um sorvete. Tchau!

Os 10 mandamentos para produzir hortaliças saudáveis, mais nutritivas e, em paz com a natureza

Nas edições anteriores comentamos sobre as sete primeiras recomendaçôes para implantar e conduzir uma horta orgânica: 1. Escolha do local, análise, correção do solo e preparo dos canteiros; 2.Escolha das espécies, variedades,  sementes e mudas de acordo com a época de cultivo;  3.Adubação orgânica do solo; 4. Sistemas de semeadura e plantio;  5.Manutenção e ampliação da biodiversidade; 6. Cobertura do solo e manejo de plantas espontâneas (“mato”); 7. Rotação, sucessão e consorciação de culturas. 

8.Irrigação ou rega

As hortaliças, por terem ciclo curto, sofrem mais que outras espécies com pequenos períodos de estiagem. Embora ocorram precipitações consideradas suficientes para desenvolvimento das hortaliças, essas são irregulares. Além disso, a maioria das hortaliças são exigentes, pois apresentam em sua composição mais de 85% de água. A qualidade da água é muito importante, pois grande parte das hortaliças são consumidas cruas. Caso não seja água potável, recomenda-se fazer a análise da mesma, mesmo sendo oriunda de uma fonte natural, pois pode estar contaminada com alto teor de coliformes fecais. O sistema de irrigação mais usado numa horta doméstica, comunitária ou escolar é através da aspersão. Havendo reservatório de água, pode-se utilizar mangueiras com jatos finos ou adaptadas a microaspersores. O ideal é utilizar sistema de irrigação que produz gotas pequenas, formando uma espécie de neblina, evitando-se assim que, as plantinhas recém emergidas ou transplantadas sofram danos, além de evitar a formação de uma crosta endurecida no solo. Outra forma muito prática e barata de irrigar é através do sistema “santeno” que consiste numa mangueira de plástico, perfurada com raios laser e resistente à exposição ao sol, produzindo uma neblina fina. Com essa mangueira, encontrada em lojas especializadas, deve-se evitar a irrigação quando houver ventos. A terra deve ser molhada até à profundidade em que se encontra a maioria das raízes. A maior parte das raízes das hortaliças em pleno desenvolvimento alcança a profundidade de 15-20 cm. Para hortaliças-folhosas é aconselhável irrigar diariamente, caso não chova, durante todo o ciclo das plantas para se obter folhas tenras. Para hortaliças-frutos, à medida que as plantas forem crescendo, a irrigação pode ser espaçada de três em três dias até o final da colheita, caso não chova o suficiente; o mesmo intervalo de irrigação pode ser utilizado para as hortaliças-raízes, dispensando-a quando já estiverem em condições de serem colhidas. Sempre que possível, para as espécies pertencentes à família das solanáceas (tomate, batata, pimentão, pimenta e berinjela) que têm maiores problemas de doenças, deve-se evitar que a folhagem das plantas passem a noite molhada, preferindo-se a irrigação pela manhã, quando o sistema for por aspersão. A irrigação por sulcos e por gotejamento são ideais para essas espécies. Uma indicação prática, aproximada, da necessidade de irrigação pode ser obtida quando um punhado de terra apertado na palma da mão formar um conjunto coeso e úmido (“bolo”), o que significa que ela apresenta boas condições de umidade. É importante após a irrigação, esperar um pouco para que a água se infiltre, observando-se, depois, a profundidade atingida pela mesma.

Baffone – Edição 677

“Urussanga não vai pra frente”

“Urussanga é atrasada”

“Urussanga não vai crescer nunca”

Você que está lendo o Vanguarda nesse momento por acaso também não se encheu o saco desse discurso que a gente tanto escuta na cidade?

Não seria a hora de usar um pouco de psicologia coletiva e tentar reverter esse sentimento tão difuso e tão chato? Urussanga tem um belo passado, boa localização, um capital humano formidável, mas esse sentimento negativo é muito presente. Cada pouco temos um diagnóstico ou um planejamento, mas pouco temos visto de resultados. O saudosismo do passado, que tem sido mera ferramenta de ensino de história precisa ser resgatado como inspiração para um povo que já foi muito mais animado em uma época em que os problemas eram muito maiores. Pra frente Urussanga!!!

Rota do Imigrante

Os moradores de Azambuja Vilmar Della Bruna e Izaltino Masiero estiveram na Câmara de Urussanga para convidar os vereadores e a população a participarem de audiência pública no dia 18 de maio às 19:00 no salão de festas da comunidade de Azambuja. O objetivo é discutir a pavimentação da Rodovia do Imigrante, que liga Pedras Grandes a Urussanga. Cabe salientar que no trecho de Urussanga até Azambuja ainda não tem nem projeto feito. A luta é longa mas vai valer a pena. Boa sorte!

Escolaridade

O Baffone já se declarou aqui contrário ao projeto do executivo que altera a escolaridade mínima para alguns cargos de diretor. Mas sobre a audiência pública temos algumas observações pertinentes:

– Dona Nina está com a popularidade em alta e muito bem aprovada.
– Governo carece de defensores mais ferrenhos.
– Prefeito tentou misturar assuntos e foi corretamente repreendido pelo vereador que conduzia a sessão.
– Pessoas com perfil político ligado à oposição foram muito felizes em sua argumentação, menos um que quis dar uma de estrela e não conseguiu concluir seu pensamento.

A mesma praça, o mesmo banco...

Já falamos aqui em outra edição sobre as polêmicas envolvendo os shows da Festa do Vinho que são sempre as mesmas. Agora já começa a pipocar a velha celeuma de vinícolas reclamando da CCO e CCO reclamando das vinícolas. Porque será que nenhum prefeito recentemente nunca chamou alguém do setor vinícola para ocupar um lugar de destaque na CCO? Será que resolveria?

Baco bebe cerveja?

A polêmica da vez é se a Festa do Vinho deve ou não locar espaço para cervejarias. Na opinião do Baffone, se historicamente não tivessem praticamente esquecido que a festa tem sim um produto temático essa discussão não estaria nem acontecendo hoje. Lógico que a festa não pode ser “dominada” por cerveja de cima a baixo,

Definido o valor

A prefeitura de Cocal do Sul acordou com o Hospital de Urussanga. Ficou definido que o convênio será de R$ 24.650,00, ou seja 17% dos gastos, correspondentes a R$ 145 mil. O restante fica com Urussanga.

Festa azul

Na última sexta-feira, a chefe de gabinete do deputado Comin, Kelly Dala Lama reuniu a cúpula regional do PP em uma grande festa. Foi uma das maiores concentrações de PP por metro quadrado já vistas. Logicamente que uma boa caravana de Urussanga esteve lá, inclusive o prefeito e o presidente do partido. O vereador Bonetinho e o assessor Omero de Bona aproveitaram o evento para colocar a conversa em dia em uma mesa em separado.

Falando nisso

Em público nada aconteceu, mas as críticas do vereador Bonetinho à administração do próprio partido repercutiram muito dentro da administração. Bonetinho colocou a boca no trombone e ao que parece ficou de bem com muita gente na cidade pelo “ato de coragem”. No governo e na base pepista algumas pessoas ficaram bastante bravas, mas nem todas.

Fake News

Circulou uma fake News nas redes sociais dizendo que Esperidião Amin tinha um projeto de lei para acabar com o SUS. Para a sorte do deputado a notícia falsa foi logo contida. Em tempos de internet é preciso se cuidar pois as coisas espalham muito rápido e uma mentira repetida muitas vezes torna-se verdade. Um exemplo disso é a frase “Jornalismo é publicar aquilo que alguém não quer que se publique, todo o resto é propaganda”, que é propagada aos 4 ventos como se fosse de George Orwell e na verdade é de Willian Hearst, o homem cuja história inspirou a série Cidadão Kane.

Homenagem

Hedi Damian será homenageado com deposição de flores em um monumento em praça pública e uma cerimônia na Câmara municipal. Como foi de costume em toda sua vida ele será mais uma vez homenageado na Itália. Desta feita a iniciativa é da Associação Amigos de Urussanga, com sede na cidade-irmã Longarone.

Reajuste do Aluguel

Na sessão desta terça o vereador Marquinhos registrou que não recebeu resposta do Poder Executivo sobre um requerimento de sua autoria, que questiona reajustes de aluguel concedidos pela administração municipal com valores acima da inflação. De acordo com o Vereador, em dois contratos de aluguel, a Prefeitura aceitou pagar um reajuste de 12% ao locador, sem informar qual o índice de preço utilizado no cálculo. Se for isso mesmo é um erro grave.

– Sabadão

O comunicador Bicudo faz a cidade ferver mais uma vez neste sábado com o Especial Sertanejo no centro de eventos da igreja matriz de Urussanga. O show é espetacular pra quem curte o sertanejo. O baffone recomenda.

Curtas

– Tem prefeito na região que pode perder pouco do apoio na câmara caso insista em manter sua caso insista manter em SUS quadros, uma dupla de assessores. O clima anda pesado. O prefeito sem maioria já é ruim, imagina com dois terços de vereadores contra. E olha que to achando que eles tem razão, pois a reclamação da população é grande e pesadas.

– Tem também secretario de que tem que parar com piadinhas fut4eis e desnecessárias..

– Secretaria de educação disse que o transporte já esta normalizado, mas mãe que mora em Belvedere baixo não concordou e disse que quarta-feira elas ficaram novamente sem transporte.

– Vereador Beto alertou que alguns motoristas da prefeitura estão usando os veículos da frota municipal para irem almoçar em suas casas e sugeriu que a prefeitura disponibilize a refeição aos trabalhadores e economize com o combustível usado no deslocamento.

– Bancada do MDB de Urussanga já confirmou presença na Audiência Pública em Pedras Grandes em prol do projeto de pavimentação da Rota dos Imigrantes.

– Vereador Deco cobrouobras de contenção com pedras numa encosta de Rua no Bairro Dois Rios. Há risco de desabamento no local

– Nas rodas de fofoca em Urussanga a disputa está grande entre a ala dos bêbados e a ala dos cornos, com uma fazendo mais fiasco que a outra.

– Polícia Civil apreendeu um computador no gabinete do deputado Valdir Cobalchini (PMDB) na investigação da origem de uma “fakenews” contra João Amin.

– Casarão da Epagri está em reforma. Algumas pessoas preocupadas com o patrimônio histórico estão todo dia dando uma espiada.

– Vereadora Vani esteve presente em evento da primeira-dama do Estado em Criciúma. Em entrevista a primeira-dama mostrou confiança na candidatura de Eduardo Moreira ao governo.

– Sábado passado em Criciúma o “Arrancadão de Carrinho de Mão” foi uma grande festa, envolvendo cultura e diversão.

– Faltam menos de 50 dias para o início da Copa do Mundo da Rússia. Parece que essa vai ser conhecida como a “Copa da Vodka”.

– O Baffone gostou da ideia de retomar o desfile da Festa do Vinho. Agora vamos aguardar a movimentação das famílias que serão responsáveis por viabilizar essa grande atração.

– Fóssil de mastodonte foi achado em Sombrio e levou Santa Catarina mais uma vez para os holofotes do setor arqueológico.

– Em Braço do Norte tudo pronto para o lançamento da 14ª FEAGRO, que entre muitas atrações conta com a 2ª maior exposição de gado Jersey do mundo.

Baffão da Semana

Marido deu uma de detetive, seguiu a mulher e abanou a cara do Ricardão. Pessoal tem que se cuidar.

Energia de ativação

Tenho pensado em “energia de ativação”. Consiste na “barreira energética que deve ser vencida para que uma reação ocorra”, ensinou o amigo. A química é ótima ferramenta para interpretar a vida. Melhor que economia e sociologia. Nunca me interessei muito pela química, mas a “energia de ativação” é deveras fascinante. Imagino-me a romper a barreira energética riscando um palito de fósforo e desencadeando explosiva reação. Benedetta pelos ares!

O niilismo às vezes me pega. Geralmente no café da manhã. Enquanto roo um pedaço de bolacha integral, penso que tanto faz ser ou não ser. Sorvendo um gole de café fraco, reflito sobre o absurdo das coisas. Luto contra estes pensamentos como quem luta contra a lei da gravidade, contudo sempre venço. Para os católicos o niilismo é um grande pecado. Eles estão certos e eu sou um pecador. Tende piedade, Senhor!

Mas, apesar das crises incendiárias e destas linhas irresponsáveis, ainda me resta alguma responsabilidade. É necessário respeitar convenções e autoridades, fazer vistas grossas para relações falsas e pouco caso dos discursos mentirosos. Respeitar aparências é um ponto de maturidade que minha imaturidade consegue alcançar, ainda que não sem grande esforço. A tentação de romper a barreira energética é companheira de desjejum. No almoço já se foi.

Tenho família e instinto de sobrevivência. Sufoco o desalento num gole de café e recupero a vergonha na cara. Se a questão é ser ou não ser, melhor mesmo é citar Shakespeare, manual de instruções da alma humana: “Será mais nobre sofrer na alma pedradas e flechadas do destino feroz ou pegar em armas contra o mar de angústias e, combatendo-o, dar-lhe fim?”. Cada um que pense e faça sua escolha. Meu espaço acabou. Bom fim de semana pra vocês.

Os 10 mandamentos para produzir hortaliças saudáveis, mais nutritivas e, em paz com a natureza

Nas edições anteriores comentamos sobre as seis primeiras recomendações para implantar e conduzir uma horta orgânica: 1. Escolha do local, análise, correção do solo e preparo dos canteiros; 2.Escolha das espécies, variedades, sementes e mudas de acordo com a época de cultivo; 3.Adubação orgânica do solo; 4. Sistemas de semeadura e plantio; 5.Manutenção e ampliação da biodiversidade; 6. Cobertura do solo e manejo de plantas espontâneas (“mato”).

7.Rotação, sucessão e consorciação de cultivos

A monocultura, ou seja, o cultivo de apenas uma espécie numa área, é um dos maiores problemas da agricultura “moderna”, pois não existindo diversificação de espécies, as pragas e doenças ocorrem de forma mais intensa, por ser a única espécie presente no local, tornando o sistema de produção mais instável e mais sujeito às adversidades. Daí a importância dos consórcios de culturas e até a manutenção  de faixas ou refúgios com “mato” e até consórcios dos cultivos com plantas espontâneas que podem servir para atrair insetos predadores e até como alimento preferencial das pragas das culturas e também como abrigo e alimento de inimigos naturais dos insetos-pragas. Portanto, no sistema de produção orgânico é fundamental buscar-se em primeiro lugar uma maior diversificação da paisagem geral com espécies de interesse comercial ou não, de forma a restabelecer a cadeia alimentar entre todos os seres vivos, desde microrganismos até animais maiores e pássaros, pois somente assim se obterá sistemas de produção mais estáveis, garantindo o lucro dos produtores, mesmo em condições climáticas adversas. A rotação de culturas é uma prática que reduz e até pode eliminar alguns dos problemas citados. Na prática, sabe-se que a rotação ou sucessão de cultivos já é realizada por alguns olericultores localizados próximos aos grandes centros consumidores sem, no entanto, levar em consideração os princípios fundamentais para o sucesso dessa prática milenar. É comum também os produtores confundirem rotação de culturas com sucessão de culturas. Por isso, a seguir estão relacionados os conceitos de rotação, monocultura, sucessão e consorciação de culturas. Rotação: é o cultivo alternado de diferentes espécies vegetais, de diferentes famílias botânicas, no mesmo local e na mesma estação do ano, seguindo-se um plano pré-definido, de acordo com princípios básicos. Monocultura: uso continuado de uma mesma cultura, numa mesma estação de crescimento e numa mesma área. Sucessão de culturas: estabelecimento de duas ou mais espécies em sequência na mesma área, em um período igual ou inferior a 12 meses.

Principais benefícios da rotação de culturas: Redução ou eliminação de doenças, pragas e plantas espontâneas; Aumento da produtividade e melhoria da qualidade, com redução de custos; Manutenção ou melhoria da fertilidade e propriedades físicas do solo; Redução das perdas por erosão; Diversificação de renda da propriedade e Melhor aproveitamento dos fatores de produção (terra, capital e mão de obra).

Baffone – Edição 676

Preocupou

A Rádio Eldorado noticiou que há um inquérito envolvendo o ex-prefeito Johnny Felippe e alguns membros de sua equipe na administração passada. A princípio a investigação iniciou a partir de um outro inquérito em que o ex-prefeito seria vítima de crime financeiro e a partir daquele surgiram denúncias que supostamente envolveriam atividades ligadas ao processo eleitoral. O delegado responsável solicitou prorrogação de prazo para concluir o inquérito e por enquanto o que temos é muita especulação e poucas conclusões. Segundo a rádio Eldorado Johnny e seu advogado não quiseram se manifestar sobre o caso.

Planejamento e economia

Os problemas com o transporte escolar que dominaram a sessão da Câmara da última terça-feira e fizeram com que pais colocassem a boca no trombone pedindo por socorro, acabaram demonstrando que pelo menos nesse setor o tão propagado planejamento para gerar economia não funcionou. A situação ficou tão ruim que até os vereadores de situação não tiveram como trabalhar na defesa do governo. Prefeitura emitiu nota dizendo que até ontem, o transtorne seria resolvido.

Dedo na ferida

O presidente da Câmara, vereador Bonetinho não usou de meias palavras para criticar o governo ao qual pertence. No assunto das estradas demonstrou graves problemas, criticou o secretário, sugeriu que ele “pedisse o boné” e foi largamente elogiado pelos vereadores de oposição. Estaremos de olho nos próximos movimentos.

Esperança

Muitos estão torcendo para que a Casa do Colono no Parque Municipal tenha pelo menos a fachada concluída até a festa do Vinho. Prefeitura rompeu o contrato com a empresa vencedora e não tinha segunda colocada, tendo que refazer uma licitação. Por isso a demora. Mais uma novela que se arrasta há um bom tempo…

Caixa-preta

Vereador Nandi cobrou transparência dos atos da Administração Pública e informou que desde o início de março deste ano, o Legislativo não recebe mais informações sobre Decretos e Portarias assinadas pelo Prefeito, prejudicando com isso a atuação dos Vereadores. Será que tem algo de extraordinário nessa “caixa-preta”?

A todo vapor

E quem na medida do possível não está deixando nada em segredo na política urussanguense é o blogueiro Paulo Matias, que vem dando trabalho aos políticos do município, principalmente para os comandantes da prefeitura que têm sido muito cobrados a partir de notícias do blog.

Emendas

Hospital Nossa Senhora da Conceição vai receber 300 mil de emenda parlamentar do Deputado Tebaldi, que enviou valor semelhante para o município de Cocal do Sul. Chamou atenção o fato de que em Cocal o partido de Tebaldi é oposição e em Urussanga é situação.

Dividir a comarca

Deputada Ada De Lucca e seus cabos eleitorais locais tem trabalhado para tentar implantar uma comarca em Morro da Fumaça, argumentando que a Comarca de Urussanga não tem dado conta dos três municípios (tem ainda Cocal do Sul) e que uma pessoa que não tem carro precisa pegar ônibus até Criciúma para depois vir a Urussanga, dificultando o acesso dos mais. Realmente Urussanga ainda é muito isolada.

Bem acompanhado

O vice-prefeito Décio Silva cumpriu agenda junto com os pré-candidatos do PDT a deputado, Rodrigo Minotto e Manoel Dias. Décio está com boa moral no partido em nível regional, estando talvez na segunda posição política mais importante do partido na região, atrás apenas do deputado Minotto. Mas o que nos chamou a atenção positivamente foi a boa conversa que Décio teve com Ruy Hülse, que é o grande Decano do setor carbonífero em Criciúma e costuma ser levado muito a sério em suas opiniões.

Baffinhos

– Eduardo Pinho Moreira, já apelidado de Eduardo “mãos de tesoura” anunciou o corte de mais 200 cargos comissionados. Pelo menos no início o Governo Moreira tem sido pautado pela economia.

– Vereador Casagrande informou que num prazo de 15 dias, o posto de Saúde do Bairro De Villa será reaberto.

– Vereador Zé Bis participou, esteve em reunião na Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) em Brasília. Durante o encontro ele tratou de assuntos referentes ao preço em Urussanga e se inteirar da tramitação de alguns projetos que visam baratear os custos do produto para as pequenas fornecedoras. Esperança é a última que morre.

– Prefeitura contratou empresa especializada em equoterapia para atendimento de pessoas com deficiência física e mental, pessoas com AVC, paralisia cerebral e autismo. Ótima iniciativa.

– Município de Treviso comemorou a primeira posição no ranking do crescimento de movimento econômico da AMREC. Já para Urussanga as notícias não foram tão boas, o número foi negativo.

– Quarta-feira, dia 25 acontecerá a audiência pública para discutir o projeto de redução da escolaridade para alguns cargos de Diretor no município de Urussanga. Polêmicas à vista.

– A relação entre o prefeito e o vice tem causado muita fofoca na cidade. Está a hora de resolver isso.

– Prefeitura de Morro da Fumaça ganhou na justiça o direito de administrar a distribuição de água no município. Mais uma prova de que a Casan continua em decadência.

– Petistas catarinenses continuam de plantão em Curitiba. O Baffone continua sugerindo que procurem um emprego.

– Tribunal de Justiça de Santa Catarina está tentando criar mais de 400 novos cargos comissionados. Será que o poder judiciário não se toca que ele também precisa fazer uma gestão mais econômica?

– Deputada catarinense Carmem Zanotto sugere alteração em lei que proíbe de vez o casamento antes dos 16 anos de idade.

– E você, o que quer para o Brasil? Todo dia pipocam vídeos na TV, nas redes sociais e nos aplicativos de comunicação. Se todos alinharem o discurso com a prática teremos um país melhor.

– Casa Guido conseguiu arrecadar 1 milhão de reais e terá uma sede própria. Parabéns aos envolvidos.

– Polícia Civil desarticulou a quadrilha que vinha roubando camionetes na região, prendendo diversos integrantes principalmente em Criciúma.

Baffões violentos

Na última edição falamos sobre um pessoal exaltado que descarregou su as energias em um bar da cidade. Pois no fim de semana passado o excesso de álcool também ajudou a promover confusão. Um membro de uma família importante da política urussanguense “foi às vias de fato” com um vizinho lá para as bandas do Rio Salto. Sobrou para um amigo que teve o nariz quebrado ao separar a briga.

Pra fechar, no último domingo, em frente a uma padaria da cidade, um caso familiar gerou uma briga de facão que deixou os vizinhos apavorados.

Na cidade grande

Semana passada, vocês sabem, estive em São Paulo, passeando mais a esposa. Sou caipira, porém enfrento cidades grandes com certa desenvoltura. Conheço algumas delas, graças a Deus, de modo que tenho noção de como é a vida fora da Benedetta. Não muda nada, ao menos na essência. O drama humano é universal. Sofre-se e goza-se com o mesmo desespero na roça e na metrópole. Teme-se a morte na Avenida Paulista ou em Rancho dos Bugres com semelhante perplexidade.

Algumas coisas, contudo, fazem diferença. Fomos assistir a uma peça do Ballet Estatal de São Petersburgo. Coisa mais linda. Trata-se da alta cultura, capaz de elevar-nos a alguns metros do chão. Nós aqui não temos disso. Em nossos eventos culturais, ouvimos o sertanejo universitário, com todo o respeito ao sertanejo universitário, por favor. Mas, enfim, alta cultura à disposição é um alento do qual não dispomos aqui neste interior. Uma pena!

Além de ir ao balé, queria participar do “Carnalula”, programado pelo MBL em comemoração à prisão do sujeito. Mas a festa foi cancelada a pedido da polícia, para alívio da minha mulher. A polícia e a minha mulher têm muito mais juízo do que eu e o MBL. Certamente uma baita confusão foi evitada, e pude aproveitar melhor meu tempo em Sampa comendo contraditoriamente um sanduíche de mortadela. Mortadela Ceratti, é claro.

De volta ao meu chão, vida que segue. Lula preso e a bruxa solta. Energia de ativação baixa. Uma névoa de tensão e incerteza ofuscando a visão – tanto lá quanto cá. A diferença, basicamente, é que eles (mas nem todos, evidentemente) podem de vez em quando assistir a espetáculos como Ballet Estatal de São Petersburgo, única coisa estatal bonita e eficiente que eu conheci em toda minha vida. Agora, com licença, vou trabalhar. Semana que vem tem mais.

Os 10 mandamentos para produzir hortaliças saudáveis, mais nutritivas e, em paz com a natureza

Nas edições anteriores comentamos sobre as cinco primeiras recomendações para implantar e conduzir uma horta orgânica: 1. Escolha do local, análise, correção do solo e preparo dos canteiros; 2.Escolha das espécies, variedades,  sementes e mudas de acordo com a época de cultivo;  3.Adubação orgânica do solo; 4. Sistemas de semeadura e plantio; 5.Manutenção e ampliação da biodiversidade. 

6. Cobertura do solo e manejo de plantas espontâneas (“mato”)

Cobertura morta: Essa prática consiste na colocação de capim ou palha seca (5 a 10cm) e outros materiais nas entrelinhas das hortaliças cultivadas em espaçamentos maiores. A cobertura morta mantém a superfície do solo sem a formação de crosta (superfície endurecida), evita a evaporação da água da chuva ou da irrigação, reduz a erosão em solos inclinados, diminui a temperatura do solo no verão e, principalmente, economiza capinas devido à menor incidência de plantas espontâneas. A cobertura morta também reduz a freqüência de capinas, escarificações e irrigação. Cobertura viva: As plantas espontâneas ajudam a cobrir o solo, reduzindo a erosão e o aquecimento superficial, nossos principais problemas, contribuindo para melhorar a disponibilidade de água e a absorção de nutrientes pelas raízes. Ao impedir o carregamento de terra e nutrientes para fora da lavoura (erosão), as plantas espontâneas formam uma barreira que protege o solo do impacto das gotas de chuva, facilita a infiltração da água, reduz o escoamento superficial e diminui a evaporação da umidade, melhorando a capacidade do solo de armazenar água. Havendo necessidade de manejo, as plantas espontâneas não devem ser totalmente eliminadas. A intervenção deverá ser no sentido de auxiliar a natureza para que este processo ocorra ao longo do tempo, para que a população de plantas mais “agressivas” seja reduzida a níveis toleráveis, cedendo espaço para as mais “comportadas” e de mais fácil manejo. Dependendo do cultivo, é possível permitir o crescimento das plantas espontâneas. Em certos casos, amassar o “mato” pode ser mais vantajoso do que roçar e, roçar, mais vantajoso do que capinar. Como manejar as plantas espontâneas?

Práticas de prevenção: evitar a multiplicação; uso de sementes e mudas isentas de plantas espontâneas; em áreas muito inçadas, preparar o solo com antecedência para permitir a emergência e eliminação de plantas espontâneas; utilizar composto orgânico ao invés de esterco de gado (fonte de sementes de plantas espontâneas); controle manual; rotação e consorciação de culturas;
Plantas de cobertura (adubos verdes) em rotação, sucessão ou consorciadas com os cultivos e com efeitos alelopáticos: mucuna (abafamento), feijão de porco (tiririca), aveia e nabo forrageiro (papuã), ervilhaca e outras;
Roçada das plantas espontâneas: elas podem conviver com os cultivos, especialmente de maior espaçamento entre as linhas, após o período crítico de competição, principalmente por luz, nos 30 dias após o plantio. Quando necessário, recomenda-se a roçada nas entrelinhas.

OS 10 MANDAMENTOS PARA PRODUZIR HORTALIÇAS SAUDÁVEIS, MAIS NUTRITIVAS E, EM PAZ COM A NATUREZA

Nas quatro edições anteriores comentamos sobre as quatro primeiras recomendaçôes para implantar e conduzir uma horta orgânica: 1. Escolha do local, análise e correção do solo, confecção e preparo dos canteiros; 2.Escolha das espécies, variedades, sementes e mudas de acordo com o tamanho do terreno e a época de cultivo; 3.Adubação orgânica do solo; 4. Sistemas de semeadura e plantio.

5. Manutenção e ampliação da biodiversidade

A terra funciona como uma máquina, onde cada espécie (simples micróbio ao ser humano) desempenha a sua parte para manter o planeta funcionando, normalmente. As principais causas da perda de biodiversidade são: Destruição das florestas onde estão 2/3 das espécies; Mudanças climáticas; As atividades de agricultura e pecuária através da exploração excessiva de espécies de plantas e animais, monoculturas, contaminação do solo, água e atmosfera por poluentes (agrotóxicos e adubos químicos); A industrialização tem causado a poluição do ar, do solo e da água; O crescimento das cidades, produzindo cada vez mais lixo e demandando mais esgotos; A construção de barragens fazem com que grandes extensões de terra deixem de existir, comprometendo também a vida de plantas e animais.

Mas porque é tão importante preservar e ampliar a biodiversidade? A restituição da biodiversidade vegetal permite o restabelecimento de inúmeras interações entre o solo, as plantas e os animais, resultando em efeitos benéficos para o meio ambiente. Entre estes efeitos pode-se citar: maior variedade na dieta alimentar e mais produtos para o mercado; uso eficaz e conservação do solo e da água, manejo da matéria orgânica e implantação de quebra ventos; otimização na utilização de recursos locais e controle biológico natural. Mas como preservar e ainda ampliar a biodiversidade? Educação ambiental; Praticar agricultura orgânica: adubação orgânica, nunca utilizar agrotóxicos e adubos químicos, considerar as plantas espontâneas (“mato”) como plantas “amigas”, fazer rotação e consorciação de culturas, plantio direto e outras práticas; Produzir alimentos no sistema de produção agro florestal, conciliando agricultura, pecuária e floresta; Proteger e fazer o plantio de árvores. Entre os motivos parapreservar e ampliar a  iodiversidade, são citados: Motivos éticos, pois o ser humano tem o dever moral de proteger outras formas de vida, já que é espécie dominante no planeta; Motivos econômicos pois a diminuição de espécies pode prejudicar atividades já existentes e ainda comprometer a produção de medicamentos; Motivos funcionais da natureza, tendo em vista que a redução da biodiversidade leva a perdas ambientais. Isto acontece porque as espécies estão interligadas por mecanismos  naturais com importantes funções, tais como: a regulação do clima, purificação do ar, proteção dos solos e das bacias hidrográficas contra a erosão, controle de pragas e doenças, além de outras.

Dentro do avião

Escrevo estas linhas a bordo de um voo da Gol, com destino a Guarulhos. O serviço da companhia é sofrível, mas as tarifas são convidativas. A Gol, aliás, é ré numa ação judicial em que eu e minha família exigimos gorda indenização por danos morais. Já saiu sentença. Ganhamos e houve recurso. Pouco importa o litígio. Inimigos, inimigos, negócios à parte. Estou avistando, lá no início do corredor, o carrinho de guloseimas.

No texto da semana passada, subi um pouco o tom da crítica. Um amigo chamou minha atenção: “Cuidado, na Benedetta a energia de ativação é muito baixa”. Não sei bem o que é “energia de ativação”, mas creio que ele esteja certo. Qualquer fagulha é capaz de provocar uma explosão ou uma reação em cadeia. Na maioria das vezes, é preciso dizer as coisas nas entrelinhas, com eufemismos. A opinião crua e direta choca e ofende. O carrinho de guloseimas já está quase chegando em mim.

Se eu fosse um colunista político com algum compromisso e previsibilidade, estaria aqui dissertando sobre a decisão do STF que negou habeas corpus a Lula. Porém não sou nada disso e pretendo dizer apenas, como a maioria dos brasileiros, que fiquei bem contente com o veredito. Primeiro pelo caso concreto: Lula merece cadeia. Segundo pela tese vencedora: onde já se viu condenados em segunda instância continuarem a ter presunção de inocência?

Os comissários chegaram com as guloseimas. Comi um pacote de salgadinhos e bebi suco de laranja. Sofrível. Daqui a pouco, estaremos em São Paulo curtindo a vida, eu e minha esposa, vendo como vivem os ricos na Oscar Freire e os pobres na Vinte e Cinco de Março. Anônimos, ocultos, distantes de olhos atentos e fiscalizadores. Preciso encerrar agora. O avião vai aterrissar e a aeromoça mandou eu desligar o celular. Tchau!

Baffone – edição 674

Conquistando espaço
Quem continua em ascensão na carreira é Fernando Machado, que vai assumir a apresentação do SBT Meio-Dia, jornal de cadeia estadual que tem grande audiência. Fernando começou devagarinho em Urussanga, foi crescendo aos poucos e vai se tornando um nome cada vez mais importante na comunicação catarinense. Parabéns e sucesso!

Seguindo o bom trabalho
Adroaldo De Brida continua como presidente da ACIU. Ele até gostaria de passar a vez para outro, em função principalmente da agenda, mas quem faz um trabalho bem feito é reconhecido e normalmente assediado para continuar. Adroaldo tem feito um bom trabalho pelo município, representando muito bem a entidade. Nesta nova diretoria, as mulheres também ganham força, o que só vem a somar. Bom mandato a todos!

Contradições da vida
A maioria dos urussanguenses não sabia, mas o Sr.Hedi Damian recebeu as mais renomadas honrarias na Itália em função do seu trabalho e aqui em Urussanga nem se quer a Câmara destinou um título a ele. Uma vergonha. Seria bom que os vereadores pensassem mais no merecimento de quem recebe os títulos e menos nos votos que podem ganhar com as homenagens.

Sindicato posicionado
A presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Urussanga foi claríssima na Câmara. O Sindicato além de achar a transferência de função e local de trabalho dos quatro servidores que foram para o parque municipal errada, também comunga que é ilegal e o assunto deve ir mesmo para a via judicial.

Reitor da Udesc em Urussanga
O reitor da UDESC, Marcus Tomasi, fez roteiro pelo sul do Estado, visitando principalmente prefeituras municipais. Na reunião, com os administradores de Urussanga, tratou novamente da possibilidade do município receber um polo da UAB – Universidade Aberta do Brasil, pela qual são ministrados cursos à distância e semipresenciais. Tomara que dê certo, a população merece!

Retrabalho
O Projeto de Lei PL 17/2017 que foi aprovado pelo Plenário em 06/03/2018 recebeu veto total do Poder Executivo. O projeto em questão ficou conhecido como projeto de combate à pornografia, e até tem objetivos nobres, porém precisa ser colocado de maneira constitucional e aplicável. Vereador Deco está fazendo reuniões para apresentar novo projeto.

Falando em inconstitucional…
O vereador Marquinhos criticou a cobrança de taxas de expediente nas contas de IPTU em Urussanga e explicou que uma decisão do Supremo Tribunal Federal de 2014 proibiu essa prática. De acordo com o Vereador, ele vem alertando o Poder Executivo desde 2015 para que seja excluída do IPTU a taxa de R$ 18,00, cobrada indevidamente do contribuinte e informou que caso isso não ocorra, ele vai entrar com uma ação popular, exigindo a devolução dos valores à população. Somente estas taxas correspondem a aproximadamente cem mil reais cobrados todos os anos indevidamente dos proprietários de imóveis da cidade.

Unanimidade
Segundo o presidente da Festa do Vinho, Sérgio Maccari Júnior, a decisão de não tirar os grandes shows do anfiteatro do Parque Municipal na Festa do Vinho foi unânime. As entidades e a CCO consideraram que haveria disputa de público e acham que assim não haverá divisão e todos se beneficiarão. Sempre que falam em unanimidade, o Baffone se lembra do saudoso dramaturgo Nelson Rodrigues…

Lula lá
E o ex-presidente Lula agora está bem perto de ver o sol nascer quadrado. Seria o Brasil abrindo uma nova era de justiça que levaria a moralidade na gestão pública? O Baffone ainda acha que é só um caso pontual porque o petista foi com muita sede ao pote e se lambuzou demais.

Escolaridade
O assunto da escolaridade continua rendendo na Câmara. Haverá uma audiência pública para tratar do assunto, que acabou expondo quem não tinha nada a ver com a história e estava lá no seu canto fazendo o seu trabalho com muita competência. Dona Nina não precisava ter tido seu nome exposto dessa forma nessa conversa.

Perigo
Graças ao bom Deus, nada aconteceu, mas fica o registro para que situações como essa sejam evitadas. Na manhã de hoje, a cobertura da caixa de areia da escola da Linha Rio Maior veio abaixo. Uma vizinha relatou que ouviu o barulho. Por sorte nenhuma criança brincava no local e não havia expediente pela manhã na escola. Neste sábado, uma reunião será realizada com os pais na instituição. Que este ocorrido sirva de alerta redobrado para que pais, escola e poder público mantenham um olhar firme e prático para que as manutenções sejam feitas periodicamente.
Rapidinhas

-A rede de TV italiana RAI apresentou um documentário turístico sobre Santa Catarina que teve entre outros municípios, a participação de Nova Veneza e Gravatal. Urussanga ficou de fora, provavelmente porque só incluíram municípios com atividade turística consolidada.

– Usina de asfalto que beneficiará os municípios que integram o Cirsures está quase completa, em breve a questão a ser discutida será a operacionalidade. Tomara que essa discussão chegue logo.

– O governador Eduardo Pinho Moreira autorizou nesta semana, a retomada de construção e conclusão de um dos 13 Centros de Inovação em Santa Catarina. Para terminar os trabalhos em Tubarão serão investidos R$ 4,73 milhões, sendo que a obra já recebeu R$ 4,28 milhões na primeira fase.

– Enquanto isso vereadores do MDB do Sul de Santa Catarina se reuniram para consolidar o apoio a Eduardo Moreira como candidato a governador pelo partido.

– No outro lado Gelson Merísio vem recebendo o apoio das igrejas evangélicas para sua candidatura.

– O secretário de Estado da Segurança Pública, Alceu de Oliveira Pinto Júnior, anunciou que o sistema de vídeo monitoramento das cerca de 2.168 mil câmaras instaladas deve ser ampliado para até 8 mil câmeras, com a integração de equipamentos particulares, como os de postos de gasolina e de empresas de segurança.

– O Procon catarinense atendeu, em 2017, 20.541 consumidores e conseguiu resolver 97% dos casos. Os serviços de telefonia lideram a relação de atendimentos: foram 4.182 relacionados à telefonia celular e 1.848 problemas de telefonia fixa atendidos pelo Procon SC. Em terceiro lugar aparecem as operadoras de cartão de crédito, com 1.379 atendimentos. É uma vergonha setores com tantas reclamações não serem punidos exemplarmente.

– Vereador Nandi está de volta ao Legislativo e apresentou requerimento solicitando ao Poder Executivo o envio de cópia dos processos administrativos e sindicâncias referentes aos últimos acidentes envolvendo funcionários públicos e equipamentos da frota municipal.

– Veradora Vani registrou a passagem pelo dia mundial da saúde que será celebrado amanhã, 7, destacando o trabalho da Pastoral da Saúde. Segundo Vani a sociedade vê a saúde como mercadoria e as pessoas adoecidas como um peso para o Estado, sendo a Pastoral da Saúde uma entidade que vê os doentes de uma maneira mais humana.

– Deu na Marconi: “Obras exigem atenção dos motoristas em Morro da Fumaça”. Esse é o tipo de transtorno que todo munícipe deveria gostar.

– É hoje que Raimundo Colombo renuncia oficialmente ao governo do Estado para tratar da sua campanha para o Senado da República.

– Será que um dia o Legislativo Urussanguense terá um vereador com coragem de expor e discutir na casa o assunto das diárias e despesas de viagem da própria Câmara?

Baffão da semana:
Dois senhores bastante conhecidos e frequentemente metidos a macho se estranharam depois de uns tragos num bar tradicional da cidade. Sobrou para os carros mau estacionados e fisicamente, o mais nervoso levou a melhor, enquanto o outro acabou desmaiado no chão. Coisa feia!

Sem estudo – Coluna Luciano Schimidtz

Lula passou a vida jactando-se da baixa escolaridade, orgulhoso da própria ignorância. Para ele, o conhecimento técnico nada vale, tanto que apesar de ter chegado à presidência da república jamais procurou concluir os estudos, fazer um curso de inglês, adquirir cultura, aperfeiçoar-se em alguma área. A postura de Lula, desdenhosa da formação escolar, prestou grande desserviço ao país.

A atual administração municipal parece concordar com o ex-presidente, e pretende aprovar lei para reduzir a escolaridade necessária ao preenchimento de diversos cargos de direção. São funções cuja ocupação pede engenheiros e técnicos, mas o executivo acredita que nem mesmo o ensino médio completo é necessário possuir para desempenhá-las bem. Talvez o problema seja que, nos partidos integrantes da gestão, ou entre aqueles que fizeram a campanha eleitoral, não haja técnicos, apenas “práticos”.

Gostaria de ver um engenheiro civil na diretoria de obras, um agrônomo na de agricultura e assim por diante. Mas até hoje, aos 38 anos, o que tenho testemunhado é a aprovação de leis oportunistas, destinadas a reduzir a qualificação exigida dos burocratas a fim de dar vez a credores políticos. Quem tem boa memória deve lembrar: não é a primeira vez que isto acontece na Benedetta.

Segundo Lula não é preciso ter estudos para governar. A administração local parece comungar da ideia. Nossas chances de andar pra frente são bem remotas. Bons estudos a todos!

OS 10 MANDAMENTOS PARA PRODUZIR HORTALIÇAS SAUDÁVEIS, MAIS NUTRITIVAS E, EM PAZ COM A NATUREZA

Nas três edições anteriores comentamos sobre as três primeiras recomendações para implantar e conduzir uma horta orgânica: 1. Escolha do local, análise e correção do solo, confecção e preparo dos canteiros; 2.Escolha das espécies, variedades, sementes e mudas de acordo com o tamanho do terreno e a época de cultivo; 3.Adubação orgânica do solo. Nesta edição, trataremos da quarta recomendação importante para o sucesso da horta.

4 – Sistema de semeadura e plantio

Semeadura direta: consiste na semeadura uniforme das sementes em sulcos, no canteiro, na profundidade de 1 a 2cm, utilizando-se marcadores ou sacho, cobrindo-as com a própria terra; pode ser feita também em covas ou em sulcos, sem preparo de canteiros. Como regra geral, as sementes devem ficar enterradas numa profundidade de cinco vezes o seu tamanho.

Plantio direto: consiste no plantio de tubérculos, raízes, rizomas, bulbilhos, ramas, filhotes e estolhos em sulcos, em covas, ou em camalhões, na profundidade de 5 a 10 cm, utilizando-se enxada ou sacho, no espaçamento indicado para cada espécie; pode ser feito também em sulcos, ou em covas, diretamente no canteiro.

Transplante de mudas: consiste na mudança das plantas que cresceram na sementeira ou em recipientes, para o local definitivo em sulcos ou em covas, enterrando-as até à profundidade em que estavam na sementeira ou em recipiente, no espaçamento indicado para a espécie. Deve ser feito, preferencialmente, em dias nublados ou à tardinha para garantir melhor pegamento, principalmente no verão. Quando as mudas são produzidas em copinhos ou em bandejas, o pegamento é de 100%, pois a maioria das raízes estão intactas no torrão formado nesses recipientes. Para retirá-las da bandeja basta umedecer um pouco e bater de leve no fundo.

Plantio direto e cultivo mínimo: o sistema de plantio direto e cultivo mínimo são práticas importantíssimas no cultivo orgânico de hortaliças, tendo em vista que a maioria dos nossos solos estão sujeitos a processos de erosão causado por chuvas intensas, aliado a baixos teores de matéria orgânica. Outra vantagem dessas práticas é o fato do solo estar sempre preparado para semeadura/plantio, mesmo em períodos chuvosos que não permite o revolvimento do mesmo devido a umidade excessiva. Para o plantio direto ou cultivo mínimo, bastar fazer uma roçada utilizando uma foice ou roçadeira manual para áreas maiores e abrir as covas ou sulcos. O plantio direto é um método que não revolve o solo. A camada de cobertura vegetal(adubos verdes ou “mato”) é mantida e se faz apenas a abertura de um pequeno sulco ou cova onde é colocada a semente ou a muda. O cultivo mínimo é a mínima manipulação do solo necessária para a semeadura ou plantio de mudas.