Programa alerta para a prevenção de deficiências

Um assunto de interesse de toda a sociedade é a prevenção das deficiências. Pesquisas apontam que uma em cada dez pessoas são portadoras de algum tipo de deficiência, informa a fonoaudióloga Cristiane D’Acampora Guazzi, coordenadora Regional do Programa de Saúde e Prevenção das APAES da Região Carbonífera. ” A deficiência não é uma doença”, frisa.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 10% da população mundial possui algum tipo de deficiência e 70% delas poderiam ser evitadas. Para a profissional, o índice pode ser diminuído investindo em Programas de Prevenção que tem custos bem menores que Programas de Reabilitação.

“Podemos definir prevenção como sendo um conjunto de ações destinadas a impedir ou evitar ao máximo a ocorrência de limitações intelectuais, físicas, psíquicas e/ou sensoriais, durante a gravidez, no nascimento e ao longo da vida. Para evitar ou reduzir situações de risco a prevenção pode ser realizada de forma primária, secundária e terciária”, salienta.

As Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAEs) criaram o programa “Prevenir”. “Ele surgiu com a necessidade das APAEs colocarem em prática a sua principal missão: a prevenção”, explica. Dentro deste programa está a promoção da Semana Laranja da Prevenção de Deficiências, que ocorre anualmente entre os dias 21 e 28 de agosto.

Em Urussanga, a Semana Laranja contou com o apoio do comércio destacando em suas vitrines a cor laranja e usando frases de prevenção. No decorrer do ano, a APAE da cidade irá ministrar palestras para discorrer sobre o tema.

PREVENIR É MELHOR QUE REMEDIAR

De acordo com a fonoaudióloga Cristiane, as causas que levam uma criança a deficiência são diversas e a maioria está ligada a problemas sociais e econômicos da família e questões de saúde pública como, por exemplo, problemas na hora do parto, infecções, desnutrição, entre outras. “Existem também vários fatores genéticos que podem levar a uma deficiência”, conta.

A profissional explica que o comportamento preventivo deve ter início no momento em que a mulher decidir ter filhos. “Os riscos de má formação do feto geralmente ocorrem durante as primeiras semanas de gestação. E o melhor momento para o casal conhecer as condições de saúde para gerar uma criança, com certeza, é antes da própria gravidez”, pontua.

Cristiane alerta o pais sobre os sinais. “Ao menor sinal de atraso no desenvolvimento da criança, procure um médico ou o serviço especializado. É essencial a estimulação e nas APAES você encontra este serviço”, finaliza.

PRINCIPAIS CAUSAS DE DEFICIÊNCIAS – boxxxxxxxxxxxxx

1º pré-concepcionais – antes da gestação

  • Casamento entre parentes;
  • Hipertensão;
  • Diabetes;
  • Problemas cardíacos;
  • Crises epiléticas;
  • Pessoa portadora de deficiência mental;

Diversos exames ajudam a prevenir a deficiência. Entre esses exames os principais são:

  • Hemograma;
  • Glicemia;
  • Reação Sorológica para Sífilis;
  • HIV (AIDS);
  • Tipagem Sanguínea e Rh;
  • Urina;
  • Toxoplasmose;
  • Hepatite;

A Idade ideal para a mulher gerar uma criança é dos 18 anos aos 38 anos e a idade ideal do homem é até 45 anos.

Procure o médico para prescrever o Ácido Fólico 3 meses antes de engravidar para evitar má formação do feto, de intervalo de 2 anos em cada gravidez (para o útero se recompor) e vacine-se contra a Rubéola.

2ºPré-Natais – são problemas que ocorrem durante a gravidez.

  • Evitar exposição a RX;
  • Álcool, drogas, fumo e medicamentos;
  • Cuidado com doenças infecciosas como: Toxoplasmose, Rubéola e Sífilis;
  • Parto Prematuro;
  • Tentativas de abortos;
  • Quedas, traumatismos e hemorragias.

É muito importante o acompanhamento com o médico de sua confiança durante a gravidez.

3ºPeri-Natais – são problemas que ocorrem na hora do parto.

  • Anoxia (falta de oxigênio);
  • Trauma craniano;
  • Uso de fórceps;
  • Lesões nervosas;
  • Parto demorado, difícil;
  • Demora acentuada para atendimento após o rompimento da bolsa;
  • Dificuldade de adequação do pulmão ao nascer; circular do cordão (cordão enrolado no pescoço);
  • Infecção hospitalar.

É indispensável a presença do obstetra e do pediatra na sala de parto.

4ºPós –Natal – são problemas que ocorrem após o nascimento.

  • Meningite;
  • Paralisia infantil, sarampo;
  • Quedas;
  • Agressões físicas;
  • Desnutrição;
  • Subnutrição;
  • Problemas metabólicos (hipotireoidismo e fenilcetonúria);

Assim que for detectado o problema, procurar atendimento especializado o mais rápido possível.

Não deixar de fazer o Teste do Pézinho, Teste do Olhinho e o Teste da Orelhinha.

ETAPAS IMPORTANTES DO DESENVOLVIMENTO INFANTIL 

 

3 MESES

  • Tem bom controle de cabeça
  • Fica na posição de bruços com apoio dos antebraços
  • Brinca com as mãos
  • Responde a conversa sorrindo e movimenta todo o corpo
  • Apresenta sons guturais até aqui
  • Começa o balbucio.

6 MESES

  • Senta sem apoio
  • Inicia o arrastar para trás
  • Leva os pés a boca
  • Brinca com a própria imagem no espelho
  • Estica os braços para ser pego e carregado
  • Nunca fazer o uso de andador.

9 MESES

  • Engatinha com facilidade
  • Começa a dar tchau
  • Procura algo solicitado
  • Identifica alguns objetos.

 

1 ANO

  • Anda sem apoio
  • Fica de cócoras
  • Joga beijos
  • Começa a entender perguntas e ordens simples
  • Aponta figuras e objetos que reconhece
  • Primeiras palavras

 

18 MESES – 1 ANO E MEIO

  • Agacha para pegar objetos
  • Chuta bola
  • Anda rápido e carrega objetos enquanto anda
  • Pede o que quer
  • Atende a pedidos simples e começa a entender os mais complexos
  • Gosta de chamar a atenção das pessoas
  • Linguagem de no mínimo 30 palavras.

 

 

2 ANOS 

  • Pedala motoca
  • Pula com os dois pés
  • Sobe e desce escadas sozinho
  • Obedece ordens complexas
  • Reconhece seus brinquedos e objetos
  • Identifica partes do corpo
  • Início de perguntas
  • Começa a opor a vontade de quem pede algo, dizendo não com frequência
  • Forma frases
  • Relata fatos e canta músicas inteiras
  • Controla esfíncteres (cocô e xixi)
  • Parar de fazer uso de chupeta e mamadeira

 

3 ANOS

  • Salta para frente
  • Segura lápis corretamente
  • Adquire noção do meu e teu
  • Pergunta o porque das coisas
  • Reconhece algumas cores
  • Sabe o seu nome
  • Tem interesses por estórias
  • Término do desenvolvimento da linguagem.

 

OBS: em negrito são os marcos mais importantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *