DIÁRIO DA BENEDETTA

Acabou a Copa, temos de voltar às nossas ocupações comezinhas. Não sobraram subterfúgios para contornar o dia a dia irritante do noticiário político, a rotina e a convivência precária. Ou melhor, subterfúgios sempre há, ainda bem, mas chega uma hora em que a banalidade emerge, impõe-se, teimosa, inexorável. Vamos aos fatos.

Foi publicado edital de concurso público. Demorou. Porém as vagas são poucas e o certame não chegou a empolgar muita gente. Existem na administração tantas vagas preenchidas por “QI”, pratica-se (sempre se praticou!) tanto empreguismo, que concursos são realizados a contragosto, depois de muita pressão do Ministério Público. Este não deverá mudar nosso perfil colonial.

Nomeada nova secretária de administração. Seu nome é Dalvania, veio de Içara. Já passou por diversas prefeituras governadas pelo PP, foi e será candidata à prefeita de sua cidade. Chegou para vestir a camisa 10 e colocar ordem no meio-campo, dizem. Eu nada posso dizer. Posso sim: entre os partidos que compõe o governo não devem existir urussanguenses aptos ou dispostos a assumir os cargos mais importantes. Formou-se um time de “estrangeiros”.

Outra situação: a Maçonaria faz parte do “conselho de gestão” do município. Sim, a própria, a sociedade fechada, secreta, indecifrável. Não tenho nada contra os maçons, mas ninguém sabe o que eles conversam ou almejam, e por isso não têm legitimidade alguma para integrar o conselho que for. Saudades da Copa do Mundo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *