Em 60 dias, usina de asfalto deve entrar em funcionamento

Contribuir com a pavimentação dos municípios será o objetivo da usina de asfalto, adquirida recentemente em uma parceria entre os sete integrantes do Consórcio Intermunicipal de Resíduos Sólidos Urbanos da Região Sul (Cirsures). A usina já chegou a Urussanga, onde fica o Cirsures, e deverá começar a ser instalada em breve. O investimento será em torno de R$ 2 milhões.

De acordo com o presidente do consórcio e prefeito de Morro da Fumaça, Agenor Coral, as cidades irão gastar 40% a menos na compra do asfalto produzido no local. “Hoje, os municípios pagam em torno de R$ 280 pela tonelada do asfalto. Com a compra da usina, teremos mais ruas pavimentadas e de forma mais econômica. Um grande avanço para os municípios que integram o Cirsures”, enfatiza.

As sete cidades se revezarão na utilização do equipamento que tem capacidade para produzir de 35 a 40 toneladas por hora, uma média de seis mil toneladas por ano para cada cidade. A usina de asfalto é da marca Margui e foi adquirida em Flores da Cunha, no Rio Grande do Sul.

Para o prefeito de Urussanga e vice-presidente do Cirsures, Gustavo Cancellier, esta é uma grande conquista para o município. “A vinda desta usina de asfalto é um grande motivo para os urussanguenses se orgulharem. Estamos construindo uma nova história nesta questão de pavimentação asfáltica. Será um grande passo para melhorarmos a infraestrutura e a qualidade de vida da nossa cidade e de toda a região e servirá como um grande impulsionador do desenvolvimento econômico”, garante o prefeito Gustavo Cancellier.

Fazem parte do Cirsures as cidades de Morro da Fumaça, Cocal do Sul, Siderópolis, Treviso, Urussanga, Lauro Müller e Orleans.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *