Formatura da nova turma de bombeiros comunitários é realizada em Urussanga

Dezesseis novos Bombeiros Comunitários se formaram em solenidade realizada, na última sexta-feira (06), no Batalhão de Urussanga. Eles auxiliarão nos atendimentos de casos de urgência e emergência nas cidades de Urussanga e Cocal do Sul. Esta é a 4ª turma do Curso Avançado de Atendimento às Emergências (CAAE).

Familiares e convidados participaram do ato que destacou a importância dos bombeiros comunitários à população. Ao todo foram seis meses de treinamentos que os habilitam para atuar em vários atendimentos. “Não é segredo que encontramos um déficit de efetivo grande e temos a necessidade da sociedade auxiliar o Corpo de Bombeiros. Com o apoio dos bombeiros comunitários mantemos a nossa excelência e juntos fortalecemos a história da instituição, reconhecida pela comunidade”, destacou o comandante do Corpo de Bombeiros de Urussanga, sargento Dione Matos.

Além da formatura, bombeiros que se destacaram durante o curso foram homenageados. A solenidade também contou com a presença do prefeito de Urussanga, Gustavo Cancelier, prefeito de Cocal do Sul, Ademir Magagnin e a vice-prefeita Cirlene Gonçalves Scarpato.

A bombeira comunitária Karina Romagna completará 10 anos de atuação em setembro deste ano e recebeu durante a solenidade uma medalha de mérito pelo serviço comunitário prestado junto aos demais companheiros. Ela é uma das mais antigas no auxílio à Corporação e afirma que o trabalho dos bombeiros comunitários aumenta a qualidade dos atendimentos, em busca da perfeição para o salvamento de uma vida. “Gostamos do que fazemos e nos preparamos diariamente para o serviço comunitário por amor ao próximo e por acreditar que amanhã a vítima possa ser eu ou um familiar. Sinto-me muito realizada em poder contribuir e ajudar aqueles que mais precisam. Admiro muito esta profissão”, relata Karina.

A história

O Bombeiro Comunitário foi uma alternativa encontrada pelo Corpo de Bombeiros Militar, a partir do ano de 1998, para buscar diminuir o tempo de resposta nas ocorrências e tentar minimizar a escassez de efetivo com ajuda da comunidade. Ao longo do tempo, o programa foi aprimorado e hoje o estado já conta com mais de 18 mil pessoas formadas que podem atuar voluntariamente na instituição. O serviço é prestado de acordo com disponibilidade e interesse de cada comunitário, apenas pelo gosto de estar servindo e prestando um serviço ao próximo.

Para se tornar um bombeiro comunitário é necessário ter mais de 18 anos, certidão negativa de antecedentes criminais, passar por um processo de seleção e participar integralmente dos cursos de formação, oferecidos pelos bombeiros militares. A lista de selecionados para a nova turma do Curso Básico de Atendimento à Emergências (CBAE – I) 2018 de Urussanga e Cocal do Sul já está disponível no facebook do Corpo de Bombeiros de Urussanga.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *