Em Urussanga, agendamento para biometria é encerrado

O cadastramento biométrico, que possibilita a identificação do eleitor pelas digitais antes do voto, já foi realizado por 31,73% dos 17.241 eleitores em Urussanga. Os dados foram atualizados no dia 31 de janeiro, no site do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina.
O Cartório da 34ª Zona Eleitoral, com sede em Urussanga e que atende também os eleitores de Cocal do Sul e Morro da Fumaça, já encerrou o agendamento para biometria.
Até maio deste ano, os profissionais que atuam no Cartório Eleitoral irão atender a demanda já programada de cadastramento, bem como realizar cadastros sem a necessidade de agendamento apenas em casos como o de pessoas com mais de 60 anos e também a emissão do primeiro título de eleitor.
Posteriormente, o cadastramento biométrico será retomado em novembro. Cocal do Sul, com 13.481 eleitores, contabiliza 26,07% de cadastros biométricos, enquanto Morro da Fumaça, com 12.879, atingiu apenas 10,45%. A previsão da Justiça Eleitoral é que todo o eleitorado brasileiro esteja cadastrado na biometria até 2022. Atualmente o serviço já contemplou metade do eleitorado brasileiro, atingindo 73.638.970 (50,21%) dos 146.654.659 eleitores do país.
A BIOMETRIA
Desde as eleições municipais de 2000, todos os brasileiros escolhem os seus representantes utilizando a urna eletrônica. No entanto, naquela época, verificou-se que em um procedimento eleitoral ainda havia a intervenção humana: na identificação do eleitor.
Com a adoção da biometria, o processo de votação praticamente excluiu a possibilidade de intervenção humana. Com a biometria, a urna somente é liberada para votação quando o leitor biométrico identifica as impressões digitais daquele eleitor (é feito um batimento das digitais lidas com as armazenadas no banco de dados da Justiça Eleitoral).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *