2016 representar o fim dos ciclos e um novo recomeo regido pelo orix da paz e do amor

O ano de 2016 se aproxima e as expectativas de um ano melhor e o desejo de saber o que nos aguarda neste novo ciclo se intensificam. Pensando nisso, o Jornal Vanguarda compartilha com seus leitores do conhecimento da tarloga Gisele Pereira que realiza as previses por meio das cartas de tar. Gisele interpretou as orientaes que os orixs apontam para o ano que ir se iniciar e as previses para Urussanga. Confira!

JV: Qual ser a regncia em 2016?
Tarloga: Nove (2+0+1+6=9), ser o nmero que ir reger 2016. Um nmero de finalizaes, trminos de ciclo, encerramentos. Ou seja, o melhor conselho para este ano que voc pratique o desapego e no se prenda ao passado. Deixe ir o que tiver de ir, para que o novo possa chegar. 2016 um ano de entrega e perdo. muito importante no encararmos o novo ano com temor ou insegurana, j que comeamos falando em fins. Se o nmero 9 representa encerramentos, importante termos em mente que com isso vm novos comeos. E 2016 um ano de muita energia! um momento em que receberemos de volta as vibraes do bem ou do mal que temos praticado. provvel que vejamos muitas separaes ao longo do ano, por exemplo, o que no necessariamente uma coisa ruim. que o nmero 9 d uma forcinha para que decises que estavam sendo adiadas sejam tomadas. Ele detesta estagnao, em todos os sentidos. um tempo de se jogar fora o que no mais faz sentido para que espao para o novo se abra.

JV: Quais so os orixs de 2016?
Tarloga: O ano de 2016 ser um ano bem importante. Ele ser regido pelo orix OXAL (o Criador), o orix da paz e do amor e Iemanj. Aquele que carrega o mundo nas mos. Teremos um ano mais lento, pois Oxal lento. Em 2015 tnhamos Ogum e tivemos muitos altos e baixos, pois Ogum a execuo. Oxal representa equilbrio do Planeta, ser um ano para repensarmos nossas atitudes e despertarmos o Amor ao prximo, pois este o nico caminho que nos conecta a Oxal Aqueles que colheram tempestades em 2015 tero em 2016 a oportunidade de uma nova plantao. J quem teve 2015 um ano de realizaes, 2016 consolidar mais ainda todas as conquistas. Influncia de Iemanj ir trazer um pouco de nostalgia perto do fim do ano, porm trar um pequeno ciclo de guas, como todo ano de Oxal terminaremos com muitas chuvas e guas. Sero as guas de oxal fechando o ano de 2016!

JV: Como ficar Urussanga em 2016 (economia, investimentos, melhorias)?
Tarloga: Urussanga continuar na mesma. Poucos investimentos e melhorias.

JV: E na agricultura?
Tarloga: O Tar mostra agricultores desanimados e muitas promessas no cumpridas a eles. Quanto ao clima, muitas chuvas e tragdias no mundo por causa do clima.

JV: O turismo e o Vinho Goethe tero avanos?
Tarloga: Turismo e vinho tero melhoras lentas, mas constantes. Nem um grande pulo esta marcando para esses dois ramos.

JV: Os investimentos na sade continuaro sendo uma preocupao?
Tarloga: Sim. Teremos revolta, muitas manifestaes e povo insatisfeito e disposto a lutar pelos seus direitos. Os que se calavam vo rodar a baiana.

JV: O Hospital de Urussanga ter avanos?
Tarloga: O tar mostra o Hospital precisando urgente de apoio e dinheiro. H muita falao e pouca atitude.

JV: Ser um ano bom para o esporte em conquistas?
Tarloga: Esporte precisando de mais unio e pessoas com menos interesses pessoais nas organizaes e verbas.

JV: Traies?
Tarloga: 2016 ser um ano em que todos buscaro no amor a realizao. Ento se no tiver em casa, a rua ser uma tima opo. Em Urussanga tem muitos homens que preferem se fazer de bobos para no ter que se separar e dividir o pouco que tem.

JV: Como se projetar o Governo Municipal para o ltimo ano de mandato?
Tarloga: O Prefeito da cidade quer economizar demais e, assim, acabar revoltando muitos ao seu redor. Tem chances de se reeleger, mas com tanta magia sendo feita a ele, se no cair em uma cama j tem que ficar feliz.

JV: rea industrial de Urussanga sair do papel?
Tarloga: Sair aos poucos. Este ano ser dada ainda mais ateno, mas no ser concludo nada de to importante.
JV: PMDB e PT estaro juntos na eleio de 2016 em Urussanga?
Tarloga: PMDB e PT se unirem-se, sero alvo de uma mdia muito agressiva.

JV: Eleio: o povo ir pela pessoa ou pelo dinheiro em 2016 nas urnas?
Tarloga: O povo no ir nem pelo dinheiro e nem pela pessoa nas urnas. Ele analisar o mais revoltado com a atual situao.

JV: Tigre (Cricima) continua na srie B ou sobe para a A?
Tarloga: O Tigre continuar na srie B e vai lutar muito para no cair para a C.

JV: Presidente Dilma e o Impeachment: ela sai ou o povo tira?
Tarloga: Muitas descobertas ainda esto por vir na poltica do Brasil e a rea poltica est bem longe de ter um 2016 calmo e satisfeito. A corrupo no vai acabar e nem a baguna em 2016. Dilma vai lutar at o ltimo instante e est marcando no tar que e mais fcil ela terminar seu mandato do que cair fora. Quem realmente poderia tir-la ainda no se envolveu com o caso. Falta a unio do povo e muitos que no votaram na Dilma esto at felizes de ver o povo se ferrando com todas as mentiras que ela falou, impostos que criou …

Consideraes finais
Tarloga: Desejo a todos um ano repleto de tudo que o dinheiro no pode comprar: amor, paz, alegrias, amizades verdadeiras, disposio, nimo, coragem, felicidades, ternura, respeito, espiritualidade, carinho, bem estar, sade mental espiritual e fsica, famlia unida, sinceridade, harmonia. O dinheiro no tudo. Feliz Natal e um abenoado 2016.

Ceia econmica: troque o peru pelo pernil e invista na decorao criativa

A mesa repleta de pratos saborosos e bem elaborados muito aguardada na noite da vspera e no almoo no dia de Natal. Reunir familiares e amigos nesta data torna o momento ainda mais apreciado e especial. Porm preparar a ceia natalina neste ano poder exigir um pouco de criatividade das famlias que desejam elaborar pratos apetitosos de forma econmica.
Trocar o peru pelo pernil suno uma das dicas de economia da chef Andreia Nowasck Casagrande. Um pernil de trs quilos poder servir de 6 a 8 pessoas e far o custo da ceia ser reduzido. Uma ceia hoje com pernil, farofa, maionese e arroz custar em mdia R$ 150. No caso de servir peru ou chester, apenas este item recheado sairia R$ 100, explica.
Para economizar na decorao do pernil, a chef orienta para a utilizao de frutas da poca ou cultivadas em casa ao invs das enlatadas encontradas em supermercados. Quando colocar o pernil em uma linda bandeja, a pessoa poder decorar o prato com frutas nesta poca como pssego, ameixa, uva e at banana. Bananas a milanesa, por exemplo, dispostas ao redor do pernil formam um lindo leque, ressalta.

CRIATIVIDADE NA DECORAO D TOQUE DE SOFISTICAO A MESA
A decorao da mesa no Natal um dos aspectos que se sobressaem nesta data. Apostar em detalhes criativos e feitos de forma artesanal pode encantar as visitas. A chef Andreia Nowasck Casagrande j colocou a sua criatividade em prtica. Ela transformou rolos de papelo, oriundos de papel toalha e rolos de alumnio, em porta guardanapos utilizando apenas tecidos e cola quente.
Voc reaproveita um material sem gastar muito. Alm do tecido, a pessoa pode aplicar fuxico ou rolha, por exemplo. Se no tiver tempo, at um pequeno enfeite da rvore como um anjo pode ser colocado em cima do guardanapo e compor a decorao naquele momento, sendo devolvido a rvore posteriormente, salienta.
PROCON APONTA PRODUTOS COM DIFERENA DE PREOS
O Procon de Santa Catarina divulgou a diferena de preos de 2014 para este ano em diversos produtos utilizados nesta poca, conforme pesquisa realizada em supermercados de Florianpolis. A variao de preos se apresente de forma bem significativa de um estabelecimento para o outro.
Nos panettones de frutas de grandes indstrias, o preo varia de R$ 16,98 a R$ 25,98. J as caixas de bombons variam de R$ 6,97 a R$ 9,39. A lata de abacaxi em rodelas de 400g possui o menor preo de R$ 5,69 e o maior de R$ 10,63. O Procon/SC tambm constatou diferenas de preos nas azeitonas pretas numa porcentagem de at 95,85%, cerejas em caldas variao de 92,30% e castanha do par 72,12%.

Fim de ano leva a momentos de reflexo e planejamento para 2016

Mais um ano est encerrando e o simbolismo deste perodo apresenta o fechamento de um ciclo e abertura de um novo. Por isso, a maioria das pessoas vislumbra no final de ano uma oportunidade de revisar e replanejar suas vidas. Percebo que existe a sensao de obrigao por parte das pessoas de fazerem uma reviso ou planejar o ano novo, e isso pode causar uma sensao de inquietao. Ao invs de ficar com temor do que est por vir o indivduo poder amenizar esta ansiedade fazendo um mapeamento do ano que est terminando e um planejamento para o prximo, explica o psiclogo Alex Cambruzzi (CRP 12/10108).
Quem tiver interesse de realizar uma reviso ou um planejamento pode seguir algumas dicas elaboradas pelo psiclogo. A reviso anual e o planejamento podem ser feitos por meio de uma diviso do ano em dois semestres. Nesta diviso, em cada semestre, a pessoa precisa rever ou planejar os aprendizados, o nvel de realizao profissional (remunerao, ascenso, estabilidade e satisfao), a vivncia afetiva (relao com familiares, amigos e companheiros conjugais) e a estrutura do lazer (momentos de descanso, de divertimento e hobbies).
Este um exerccio. Uma proposta de mapeamento do ano que passou e tambm em relao ao prximo que est por vir. uma maneira das pessoas planejarem o recebimento dos 366 novos dias de 2016, objetivando aproveitarem melhor as novas oportunidades que iro se apresentar. Nesta avaliao, ao invs de focar em aes que no foram realizadas, os indivduos podem enxergar onde pararam de perseguir seus sonhos e quais so as estratgias que iro utilizar para tentar reconquist-los, salienta.
Conforme Cambruzzi, em um prximo momento do exerccio, a pessoa far uma tabela contendo trs colunas com as seguintes descries: metas de curto prazo, metas de mdio prazo e metas de longo prazo. Neste planejamento, ao construir a tabela, o indivduo ir identificar nela quais os objetivos que iro nortear suas aes durante o prximo ano.
Tambm existe um exerccio onde traamos as estratgias para alcanarmos nossos sonhos, onde pegamos os itens e os dividimos em objetivos menores. Focando gradualmente por meio de pequenas conquistas, vamos aproximando a pessoa das metas maiores. Outra ao seria incluirmos na tabela os recursos que a pessoa precisar ter para atingir seus objetivos e a rede de apoio que lhe ajudar na conquista deles. importante ressaltarmos que as pessoas precisam fazer progressos ao invs de ficarem tentando a perfeio, frisa.
O psiclogo pontua que no atendimento no consultrio, as pessoas podero encontrar maior suporte na construo deste mapeamento e planejamento, bem como trabalhar inmeras outras questes emocionais que estejam causando bloqueios e impedindo o avano nas conquistas.

Formas divertidas de trocar presentes

Muitas famlias j adotam a prtica do amigo oculto, tambm chamado de amigo secreto em algumas regies do pas, nas festas de final de ano. Neste Natal, a prtica tende a se estender por conta da necessidade de muitas famlias de pensar nas finanas. O organizador de eventos da Company Eventos, Joo Flix, argumenta que inevitvel deixar a crise de lado. Temos acompanhado por aqui muitas famlias planejando isso. uma forma mais barata e tambm divertida de todos se presentearem, afirma.
Existem vrias formas de organizao de amigos ocultos. Joo explica que a mais comum a j tradicional onde todos os participantes retiram um papel com um nome e no dia revelam quem o amigo. Nesta hora preciso tomar cuidado, especialmente em festas de famlia. Tem a hora de revelar o amigo e sempre tem algum que acaba fazendo uma descrio com alguma alfinetada. O bom tomar cuidado para no gerar nenhum conflito e acabar criando um clima ruim, orienta. Outros formatos de amigo oculto podem render boas gargalhadas e divertir todos os envolvidos como, por exemplo, amigo ladro, amigo artista e inimigo secreto ou amigo da ona.

AMIGO LADRO
No amigo ladro, todos os presentes devem ser colocados em uma mesa e o sorteio dos nomes ou nmeros acontece na hora. O primeiro sorteado ou quem tira o nmero 1 escolhe um pacote e o abre na frente de todos. A partir deste momento, os prximos participantes podem escolher se querem roubar aquele presente que foi aberto ou se preferem escolher um presente ainda embrulhado. A ordem de quem escolhe o presente segue a numerao e quem teve o presente roubado pode roubar de algum ou pegar um da mesa e abrir o pacote. Cada presente s pode ser roubado uma vez por rodada e, no mximo, trs vezes ao longo da brincadeira. Aqui, presentes unissex e mais versteis como bebidas ou materiais de escritrio so boas opes, pois podem agradar a quase todos os participantes, salienta Joo.

AMIGO ARTISTA
J no amigo artista, os presentes devem ser feitos pelos prprios participantes usando alguma de suas habilidades. Por exemplo, quem toca algum instrumento ou canta muito bem pode presentear o seu amigo secreto com alguma msica feita especialmente para a ocasio. Quem gosta de escrever pode fazer um texto, conto ou poema sobre o seu amigo oculto. J quem fotografa, pinta ou faz colagens pode dar alguma obra sua de presente. O legal dessa brincadeira que os presentes so criativos. uma boa opo para amigos de longa data, frisa.
AMIGO DA ONA
Outra ideia o inimigo secreto ou amigo da ona. Nessa opo, o participante deve dar um presente que a pessoa no gostaria de ganhar ou que possa gerar muitas piadas com o presenteado. Pode ser algo que remeta a alguma caracterstica pessoal do seu amigo ou algum presente considerado intil. legal fazer o amigo e o inimigo secretos no mesmo dia, para que todos possam aproveitar os dois lados da brincadeira, ressalta.

CRIANAS
Para os organizadores de eventos, crianas pequenas podem ou no participar das brincadeiras. Depende dos pais, que podem ajud-las. Como criana gosta de receber um presente especial dos pais, o que foi deixado pelo Papai Noel na rvore de Natal pode ser aberto antes de todos irem para a casa da famlia que ser a anfitri da Ceia de Natal.

Enlogo d dicas na hora de escolher vinhos e espumantes para as festas de fim de ano

Com a chegada do fim do ano, muitas pessoas optam em dar de presente e comemorar o Natal e o Ano Novo com vinhos e espumantes. Para no errar na hora de escolher, o Enlogo da Epagri de Urussanga, Stevan Arcari, d sugestes de como escolher vinhos e espumantes para cada situao.
Com o calor de dezembro, Arcari indica para a Ceia de Natal vinhos brancos e espumantes que estejam bem gelados. Para esta poca, o espumante brut harmoniza com toda a ceia Natalina. J os espumantes doces ou demi-secs combinam com sobremesas, explica.
Para quem deseja brindar a chegada do Ano Novo com espumantes, a dica do Enlogo optar pelos moscatis ou os demi-secs em geral. Estes tipos so os mais consumidos pelas pessoas para tomar sem acompanhamentos, mas varia do gosto de cada um, afirma. O vinho e espumante Goethe por serem de sabor refrescante combinam com o clima quente deste perodo e em todos os momentos das festas de fim de ano e devem ser consumidos bem gelados e acompanhados de gua. Na hora de presentear preciso conhecer um pouco do gosto da pessoa, como buscar saber quais os tipos de vinhos que ela mais consome. Mas para quem vai presentear desconhecendo o gosto da pessoa, geralmente para as mulheres, os vinhos suaves e espumantes so os mais indicados e para os homens, os secos e tintos.

Desemprego deve atinge 12% no pas e alerta trabalhador para medidas em 2016

Com forte retrao, crdito escasso e investimentos em nveis baixssimos. desta forma que est a economia no Brasil, segundo o economista Ismael Cittadin, da empresa Economtrica. Para ele, este cenrio continuar com intensidade em 2016. A retrao do produto interno bruto brasileiro deve atingir 2,8% e o desemprego 12%, de acordo com o relatrio do departamento de economia do Ita Unibanco publicado na ltima semana.
Para o emprego, se esta projeo se confirmar, o resultado ser o pior dos ltimos 20 anos. importante frisar que o dado de desemprego agregado, ou seja, um nmero projetado para a economia como um todo e no reflete as realidades regionais. Por exemplo, a Pnad Contnua, uma pesquisa contnua sobre o nvel do emprego feita pelo IBGE, mostra que o desemprego em Santa Catarina no terceiro trimestre fechou em 4,4%. um nmero bem vantajoso em relao ao resto do Brasil. Entretanto, esse nmero representou um aumento de 0,5% com relao ao trimestre anterior. Dados os outros agregados da economia, isso pode ser o incio de uma tendncia de aumento do desemprego, salienta.
Conforme Cittadin, a recesso deve atingir diversos setores da cadeia produtiva. Em uma recesso aguda, como a que estamos passando, todas as cadeias produtivas tendem a sofrer, pois a economia no formada por conjuntos de produtores e consumidores isolados. Podemos, entretanto, com a observao de dados empricos identificar alguns dos setores mais atingidos. So justamente os que exigem trabalho intensivo, que reagem a uma variao no consumo, no crdito e na taxa de investimentos agregada. So as indstrias de bens de consumo, de construo civil, automobilstica, e, por extenso, a indstria de bens de capitais, que depende das encomendas das outras, explica.
Para Cittadin, uma boa perspectiva nesse mar de pessimismo para as empresas exportadoras. O relatrio do Ita Unibanco projeta o dlar a R$ 4,50 na mdia de 2016. E este fato torna-se uma chance para as empresas buscarem no mercado externo o faturamento que no conseguiro no Brasil.

ALTERNATIVAS PARA O DESEMPREGADO
O economista Ismael Cittadin orienta o trabalhador que perdeu o emprego neste processo para investir o dinheiro recebido no momento da demisso. O melhor que ele pode fazer investir em aplicaes mais conservadoras, como CDBs (ttulo de renda fixa) e outras, e utiliz-lo nesse perodo de vacas magras at conseguir outro emprego, afirma.
Cittadin aposta tambm no aperfeioamento profissional. Esta precisa ser uma prtica constante. Um indivduo que est construindo uma carreira tem isso de forma muita clara em mente. Hoje h um grande leque de possibilidades de aperfeioamento a custo baixssimo ou mesmo nulo e online. Portais como o Coursera oferecem cursos em mdulos gratuitos ou com uma taxa pelo certificado das melhores universidades do mundo e que cobrem desde programao e clculo at produo de contedo online e marketing digital. Alm disso, a boa e velha educao formal um grande indutor de renda. Um estudo do economista Luiz Carlos Mendona de Barros, feito nos anos 90, vem se confirmando a cada novo estudo emprico de economia sobre retornos da educao. Ele apontava um aumento de 10% na renda do indivduo para cada ano a mais de educao formal (levando em conta gnero, raa, experincia e quintil de renda), comenta. Em Urussanga, a empresa MaxPlay, no bairro Estao, oferece cursos profissionalizantes nas reas de administrao, vendas e atendimento com durao de 3 a 12 meses.
Empreender nesta situao pode trazer uma perspectiva nova e otimista ao trabalhador, segundo Cittadin. Uma parcela das pessoas, com estmago para tal, costuma empreender nessas situaes. Reavaliar as opes e os rumos da vida pode dar uma perspectiva nova e otimista ao trabalhador. Em um ambiente com as vagas de trabalho formais escasseando cada vez mais dia aps dia essa pode ser a diferena entre ter uma renda mensal ou no, finaliza.

Mais de 90 anos celebrados no dia de Natal

Quando o Natal se aproxima, a felicidade de Ataclia Marvina Goulart Vieira, de 91 anos, se multiplica. Ela j sabe que vai celebrar mais um aniversrio no mesmo dia do nascimento de Jesus. E neste momento, a vaidade no pode ficar de lado, assim como nos outros dias do ano. No tempo livre, Ataclia investe nos cuidados com os cabelos e na pintura das unhas, alm de apostar em roupas confortveis e acessrios como anis, correntes e relgio.
O charme da idosa enche de encantos a vida com mais de 90 anos celebrados no dia de Natal. Ela carrega histrias de luta, amor e dedicao a famlia e a agricultura. Filha de Pedro Jeremias e Marvina Goulart, Ataclia nasceu em Pindotiba e viveu parte de sua vida na comunidade de Linha Pacheco. Desde pequena, na localidade, Ataclia ajudou os pais nos trabalhos na lavoura e tambm no engenho de farinha de mandioca.
No tive a oportunidade de estudar. As aulas eram em Pedras Grandes. Uma distncia muito longe naquela poca para uma criana ir a p. Por isso at hoje no sei lei nem escrever, mas sei contar dinheiro direitinho, conta entre risos. A infncia de Ataclia foi dedicada aos irmos. Como filha mais velha, ela era responsvel pela criao dos nove irmos. Passamos muito trabalho naquela poca, mas graas a Deus nunca passamos fome, recorda.
Aos 17 anos, em 1940, Ataclia casou com Sadi Gregrio Vieira. Para ajudar o esposo, ela continuou trabalhando na lavoura, mas desta vez manuseando fumo. Na poca a plantao rendia para trs estufas. Eu gostava disso porque dava dinheiro (risos) e at que no dava muito trabalho. Semevamos os canteiros, cuidvamos e depois colhamos. Muitas vezes o lavoro era na terra de agregados para ganhar mais. Nos convidvamos porque eu era rpida para amarrar o fumo, fazia a boneca e fadava, comenta.
E desta forma Ataclia Marvina Goulart Vieira trabalhou at os 58 anos. Foram mais de 40 anos dedicados ao campo. Paralelo a isso, Ataclia ainda encontrava tempo para cuidar dos oito filhos: Nivaldo (que nasceu em 1943), Ademar, Altair, Pedro, Ansio, Renilde, Antonio e Roneide. Criei meus filhos trabalhando. Eles tiveram a oportunidade de estudar, a que eu no tive. A maioria saiu solteiro de casa, bem cedo. O mais velho virou alfaiate, tentou a sorte em Curitiba, se deu bem e levou alguns irmos, lembra.
A filha Roneide, que atualmente cuida da me no bairro Nova Itlia, recorda de um fato em famlia. Era tudo difcil assim na poca. A gua, por exemplo, era carregada em baldes e a roupa lavada no rio. No Dia das Mes, meu irmo Pedro trouxe uma televiso de Curitiba e nos presenteou. Imagine a festa na vizinhana no interior. Eram poucas as pessoas que tinham na dcada de 70, pontua.

VIDA DESFRUTADA COM TRANQUILIDADE
Atualmente, com 91 anos, Ataclia Marvina Goulart Vieira desfruta a vida com tranquilidade e prolonga a sua longevidade, para alegria dos 25 netos e 23 bisnetos. Hoje descanso com prazer e aproveitar o tempo, agora sem trabalho. Sinto-me abenoada e feliz por ter nascido neste dia, o mesmo de Jesus. Falta pouco para a realizao de mais um almoo em famlia para celebrar o meu aniversrio e o Natal, afirma com um sorriso estampado no rosto.

Amigos de Corao realizam campanha de Natal em Escola

O Esprito Natalino traz mais aes de altrusmo durante esta poca. Com esse clima, o grupo Amigos de Corao formado por casais de Urussanga, realizou uma Campanha no Centro Municipal Infantil Professora Zilda de Lurdes Darella Dal B, no bairro Bom Jesus.
A noite do dia 09 foi especial para as crianas da instituio, que festejaram com seus pais a chegada do Papai Noel e Mame Noel e receberam um pacote com guloseimas e um livro. Foram presenteados mais de 150 alunos. Foi muito gratificante ver as crianas nos abraando e felizes ao receber a lembrana, comenta uma das integrantes do grupo, Cristiani Nesi Lopes.
Um segundo momento foi realizado na ltima tera-feira, dia 15, com a entrega de 35 cestas bsicas e caixas de leite para as crianas mais carentes da Escola.
com imenso carinho que viemos agradecer a cada um que doou individualmente e cada empresa que nos ajudou, seja com o seu tempo ou com valores em dinheiro e doaes de cesta. Natal tempo de paz, amor, felicidade e boas vibraes, a cada um que abraou a causa, nosso carinho e agradecimento, deixa a mensagem em nome do grupo, Cristiani. Para mais informaes, o grupo possui uma fanpage no Facebook chamada Amigos de Corao.

Eles nasceram no mesmo dia que Jesus

Jornalista: Eliana Maccari

A intensa chuva e os raios no cessavam nos primeiros minutos do dia 25 de dezembro de 1964. Mesmo assim, o carpinteiro Pedro Casagrande saiu a p de sua residncia, no bairro Estao, e percorreu mais de dois quilmetros para buscar uma parteira. Em casa, Pedro deixou a esposa Lsia Carrer Casagrande com contraes, acompanhada da sogra, espera de mais um filho do casal.
Quando chegou a residncia com a parteira, o carpinteiro logo ouviu o choro de um beb. Como previsto pela sogra, um menino havia chegado ao mundo a uma hora da madrugada e devido data do nascimento ele recebeu o nome de Natal.
No tinha como ter certeza do sexo do beb naquela poca. Mas as mulheres diziam que pela barriga da minha esposa era um menino. Lembro bem daquele dia como se fosse hoje. Muitas trovoadas e depois muitas alegrias com a chegada dele. At hoje motivo de festa, ressalta Pedro. Assim iniciou a histria de vida do urussanguense Natal Casagrande, de 50 anos. As coincidncias e a ligao de Natal com Jesus Cristo vo alm do dia de nascimento e da profisso exercida pelos pais. A f e devoo do urussanguense fazem com que toda famlia esteja envolvida com aes da religio crist na comunidade.
Um quadro da santa ceia exposto na cozinha da casa da famlia refora este envolvimento e sentimento de gratido. Para Natal, ter nascido nesta data s trouxe alegrias.
um privilgio nascer neste dia, no mesmo de Jesus, e tambm motivo de orgulho. Quando me apresento s pessoas, elas perguntam o porqu do meu nome e logo brincam: ah, vai dizer que voc nasceu no dia do Natal? Muitas me parabenizam e acham muito especial eu ter nascido nessa data. Minha me sempre dizia que o nico problema era que eu teria direito apenas a um presente, conta entre risos. Brincadeiras a parte, esta data sempre marcante e fazemos uma festa para comemorar. Sinto uma alegria imensa por fazer aniversrio no dia do nascimento de Jesus. Sou um homem de sorte por ter tanta sade e ser uma pessoa muito positiva, acrescenta.

CELEBRAO EM DOSE TRIPLA

Ao cantar o tradicional Terno de Reis pelas ruas de Urussanga, Luiz Manoel Jos foi surpreendido por uma notcia: sua esposa estava no hospital para dar a luz a um filho do casal. O fato ocorreu em 1971 e mudou a vida da famlia. Na manh do dia 25 de dezembro, Orci Leopoldo Jos deu a luz aos gmeos Natal e Natalcio Jos.
O primeiro a nascer, s 6 horas da manh, foi Natal. Cinco minutos depois Natalcio veio ao mundo. Na poca, a chegada dos gmeos causou repercusso na cidade.
Nossa famlia sempre foi muito humilde e no sabia sobre os filhos que viriam. Nossa me contou que quando nascemos ela foi recepcionada no quarto pelo padre Agenor. Ele queria conhecer os gmeos que nasceram no dia do Natal em Urussanga, recorda Natal Jos, de 43 anos.
Natalcio afirma que a crena em Jesus se multiplica a cada dia na vida dos irmos gmeos.
Desde que comeamos a ler, nossa me nos incentivou a ler a bblia. A ida a igreja para participar das missas tambm era tradio. E assim nossa crena e f foram crescendo. Somos gratos por termos nascidos no mesmo dia que Jesus. No tem como esquecer essa data especial. Sinto-me feliz, pois uma data muito especial para todos, comenta.
A comemorao da data muito especial na vida da famlia Jos. Neste dia, os gmeos Natal e Natalcio confraternizam juntos. Reunimos os familiares e eu e o Natalcio trocamos presentes. uma comemorao em dose tripla. Nos sentimos abenoados por termos nascidos neste dia, pois seguimos a calma e o modo de fazer o bem ensinado por Jesus, frisa Natal.

Grandes projetos so metas do Samae para 2016

O ano de 2015 foi de trabalho intenso para os profissionais do Servio Autnomo Municipal de gua e Esgoto (SAMAE) de Urussanga. Uma das principais obras realizadas durante o ano foi a implantao de uma nova adutora na Avenida Longarone. A medida de preveno foi feita com recursos prprios num investimento de mais de R$ 120 mil. A adutora principal da via foi feita h 40 anos e uma tubulao de ferro. Esta nova rede paralela visa prever rompimentos e estragos. A obras ser concluda nas prximas semanas. Deixamos a parte de ligao da rede neste perodo de menos movimento na rodovia para no causar transtornos aos moradores, pois precisamos fazer a transposio da adutora, explica o diretor do Samae de Urussanga, Vanio Comin.
Na comunidade de Ribeiro DAreia, o Samae firmou um acordo com a Prefeitura de Pedras Grandes, pacto este aprovado pela Cmara de Vereadores de Urussanga. Na localidade, o Samae implantou uma adutora principal e ainda atua na concluso das ligaes s residncias. O objetivo da ao garantir um futuro ponto de captao de gua para o municpio. No total so 60 ligaes e mais de dois mil metros de tubulao feitos com recursos prprios. Em contra partida, o prefeito de Pedras Grandes ofereceu gua de qualidade para o futuro de Urussanga, salienta.
No decorrer do ano, a autarquia promoveu outras aes como a implantao de cisterna para captao de gua da chuva na escola de Santana em parceria com Epagri, Secretaria de Educao e Prefeitura Municipal, bem como a ampliao de rede de esgoto nas ruas Alfredo Gazzola e Pedro Damiani, prolongamento de redes na comunidade de Rio Salto, manuteno da tubulao da rede de esgoto no Loteamento Carol, troca de filtros no sistema de gua em Santana, entre outros servios peridicos. Nossas aes foram feitas com recursos prprios. A equipe de profissionais comprometida e eficiente e sempre est nas ruas. O ano relativamente foi difcil economicamente, mas conseguimos atingir as metas e no fizemos mais porque tivemos imprevistos e outras obras, comenta Comin.
Nos ltimos meses, o Samae buscou finalizar os projetos para 2016 como o estudo do poo artesiano na Palmeira do Meio e o novo sistema de captao, tratamento e distribuio para Belvedere.
O poo na Palmeira j est no limite e este estudo visa fazer outro para ter dois em ao. J o atual poo da comunidade deficitrio e muitas vezes preciso abastecer com caminho pipa. Neste projeto sero trs mil metros de rede e a gua ser bombeada para a Estao de Tratamento de gua. Vamos fazer uma barragem para tratamento e bombeamento e depois realizar a distribuio que contemplar parte de Belvedere Baixo com 15 famlias e parte de Belvedere para 36 ligaes, frisa.
Para 2016, a autarquia aguarda os recursos da Fundao Nacional de Sade (Funasa) para executar o projeto que contempla a ampliao do sistema de abastecimento de gua em Santana e o leito de secagem da Estao de Tratamento de gua (ETA). O projeto, de R$ 720 mil, j foi licitado. Estamos aguardando apenas a liberao do recurso. Em Santana, o sistema passar de 50 mil para 200 mil litros beneficiando a comunidade. J o leito de secagem da ETA far com que o resduo decantado tenha uma destinao correta, outra ao em prol da comunidade urussanguense, finaliza Comin.

Desafios e avanos marcam o ano de 2015 da atual Administrao

Mesmo sendo um ano arrastado pela crise que se instalou em todo o pas, o Prefeito de Urussanga, Johnny Felippe e o Vice, Luiz Henrique Martins, o Cuca, encararam com muito trabalho os desafios e hoje comemoram as conquistas e resultados ao fazerem o relato das aes desenvolvidas em 2015 para enfrentar as dificuldades e fazer acontecer. Um ano de superao e realizaes que o leitor passa a acompanhar nesta prestao de contas da atual administrao em entrevista exclusiva ao Jornal Vanguarda.

JV: Como foi administrar o municpio no ano de crise?
Johnny e Cuca: Foi um desafio, mas talvez no haja nenhum outro ano na histria em que Urussanga avanou tanto administrativamente. A crise nos obrigou a acelerar a reforma administrativa que em breve ser encaminhada Cmara. O projeto da reforma prev a extino de aproximadamente um tero dos cargos comissionados que sero substitudos por servidores efetivos, escolhidos por concurso. Alm disso, conseguimos da Controladoria Geral da Unio o reconhecimento de que Urussanga o municpio mais transparente do Sul de Santa Catarina. Tudo isso importante porque cria bases para aumentar a eficincia da gesto.

JV: Em que Urussanga avanou em 2015?
Johnny e Cuca: Em todas as reas houve avanos. Temos quatro unidades bsicas de sade novas que esto quase prontas. Esse o primeiro passo para melhorar o atendimento na sade pblica. S podemos ampliar os servios e melhorar em qualidade se tivermos estrutura para isso. Mesmo assim, neste ano Urussanga, foi considerada pelo Governo do Estado o terceiro melhor municpio em ateno bsica, num universo de 75 cidades com o mesmo porte que o nosso. A revista Isto e a Austin Rating colocaram Urussanga em 14 lugar em indicadores sociais, entre os mais de 2.400 municpios do Brasil com menos de 50 mil habitantes.

JV: Como ser projetado o ano de 2016?
Johnny e Cuca: Sade, educao e infraestrutura so as reas mais essenciais para uma prefeitura. Por isso, quando h necessidade de conter despesas, esses setores devem ser os ltimos e s podem ter o oramento encolhido em caso de extrema necessidade e de forma muito criteriosa. O oramento de 2016 muito realista. Vai ser um ano em que no podemos tirar os ps do cho. Vamos manter os servios e trabalhar para concluir as principais obras que j esto em andamento.

JV: Na Cultura e Turismo, embora Urussanga tenha tudo, a cidade ainda no se encontrou na efetivao desses dois pedestais. Alguma ao para 2016?
Johnny e Cuca: Urussanga avanou sim, nessas reas. bvio que no ser da noite para o dia que a Benedetta vai se tornar um grande centro turstico e cultural. Mas, os avanos precisam ser reconhecidos. Em 2015 sediamos o Frum Catarinense de Gestores de Cultura. Por trs dias nossa cidade foi a capital cultural de Santa Catarina. A Ritorno Alle Origini foi destaque na imprensa estadual. Transferimos a Biblioteca Pblica Municipal para um espao onde ela fica mais valorizada, bem no corao da cidade. Comeamos as aulas gratuitas de italiano, com uma procura excelente. Em 2016, j no comeo do ano, teremos o incio da revitalizao da Praa Anita Garibaldi, uma obra que considero um passo importante para receber bem os turistas. Ouvimos a populao e fizemos muitas alteraes no projeto original. Eu reconheo que agora ficou muito mais bonito. Sem falar nos tradicionais eventos pblicos e privados, como a Vindima, a Festa do Vinho, Pscoa na Praa, Ritorno Alle Origini, a Sagra Della Polenta e o Natal Encantado que sempre so fortalecidos a cada ano, assim como, as nossas oficinas culturais que esto se tornando verdadeiras escolas de arte. Tambm continuamos fortalecendo a marca dos Vales da Uva Goethe, com o uso do selo em todos os nossos materiais de divulgao e ofcios.

JV: Caminhamos para o ltimo ano de mandato, o que falta para a concluso do plano de Governo e uma avaliao sobre o mesmo.
Johnny e Cuca: Quase tudo do Plano de Governo est concludo. A pendncia mais importante o Programa Porteira Aberta que deve ser implantado oficialmente em 2016. Outras obras j esto em implantao. O prximo ano ser de muitas inauguraes, como a pavimentao da Avenida Longarone e da Aldo Baldin/Giovani Baldessar, a Praa de Esportes e Lazer do Bairro da Estao, a revitalizao da Marcos Costa e muitas outras.

JV: O Programa Porteira Aberta ser colocado em prtica?
Johnny e Cuca: Sim. Na prtica, as nossas mquinas j esto atendendo os produtores rurais, mas queremos oficializar o projeto no papel em 2016.

JV: A manuteno da estrada de Santana via Rio Molha ser uma tendncia ou a ao com pedras foi apenas um teste?
Johnny e Cuca: Estamos ainda analisando a aceitao da comunidade e a disponibilidade desse material. Mas, se tudo correr bem, queremos implantar em mais comunidades sim. uma obra cara, mas acaba sendo mais vantajosa porque dura mais. O caminho esse.

JV: Johnny e Cuca estaro juntos na prxima eleio?
Johnny e Cuca: Ainda cedo para afirmar com absoluta certeza, porque a deciso cabe aos nossos partidos e as demais siglas que podem fazer parte da coligao.

JV: O vice-prefeito dever ocupar uma secretaria em 2016? Como o Prefeito Johnny v essa atuao?
Johnny: O Cuca ficar, sim, mais presente na Secretaria de Agricultura. Ele vai auxiliar porque entendemos que precisa de um reforo depois que o Jucemar Sangaletti saiu. Mas no vai chegar a ser um secretrio, ou seja, continuar trabalhando na Prefeitura sem remunerao como j ocorre desde o primeiro dia do mandato. Essa proatividade muito importante. raro um vice-prefeito que assume tantas responsabilidades.

JV: Consideraes finais.
Johnny e Cuca: Ns lanamos nesta semana, o sistema de informaes geogrficas, o I-GEO. Somos o quarto municpio de Santa Catarina a lanar algo assim depois de Florianpolis, Joinville e So Jos. uma inovao que vai facilitar muito a vida dos cidados, com consultas prvias feitas pela internet e sem taxas. Menciono o I-GEO porque no lanamento dele ouvimos muitas opinies construtivas de como melhor-lo. um sistema que entrou em prtica h uma semana e j despertou o interesse dos cidados. Isso nos motiva muito. Que em 2016 mantenhamos esse esprito de colaborao e unio. Assim Urussanga vai longe! Desejo muita sade a todos os urussanguenses. Que novas conquistas nos aguardem no ano novo!

Daniela avalia mandato como presidente do Legislativo

Em 2015, a presidncia do Legislativo em Urussanga foi com comandada por uma mulher. A vereadora Daniela Piacentini (PMDB) esteve frente dos trabalhos da Cmara de Vereadores da cidade e avalia a atuao de forma positiva. Apesar de ser minha primeira experincia como vereadora e, neste ano, como Chefe do Legislativo, atuei com o meu melhor para o benefcio das atividades administrativas e legislativas da Casa a qual represento, sempre em observncia aos princpios constitucionais que orientam a Administrao Pblica. O ano de 2015 pode ser avaliado como um perodo difcil em razo das crises econmica e poltica que assolam o Pas. Em Urussanga, em especial, houve situaes inditas de cunho poltico, todavia, na condio de intermediadora, cumpri com os preceitos legais e de justia, pontua.
Segundo Daniela, devido ao cenrio econmico registrado neste ano no foi possvel executar metas projetadas para o seu mandato. Algumas metas no puderam ser cumpridas como a ampliao do prdio da Cmara Municipal com projeto de acessibilidade, j que, apesar da aprovao do projeto pelo Corpo de Bombeiros, o investimento pretendido no estava previsto no oramento anual de 2014, e tambm houve a reduo do oramento de 2015 – que impossibilitou a sua concretizao, explica.
Alm disso, os vereadores tiveram dificuldades na obteno de recursos federais e estaduais ao municpio. No entanto, conforme Daniela, a Casa Legislativa, por meio dos vereadores de situao e oposio, aprovou projetos importantes ao interesse pblico e as sesses da Cmara contaram com diversas participaes de representantes de entidades para esclarecimentos sobre temas relevantes.
Apesar da questo econmica, Daniela ressalta que o ano foi marcado por importantes aes por parte do Legislativo como o credenciamento de rdio para transmisso das sesses da Cmara, a melhora da conexo de internet para benefcio das transmisses online das sesses legislativas por meio do link TV Cmara, a adequao do site oficial e do portal de transparncia s exigncias da Lei de Acesso Informao, o registro e a compilao das leis municipais por meio do sistema E-leis vinculado ao site da Cmara Municipal, entre outras atividades.
Realizamos o Concurso Pblico para provimento de vagas e tambm sesses especiais e solenes para entrega de ttulos honorficos, fizemos a desafetao de bens considerados inservveis ao Legislativo e devoluo ao Poder Executivo, a aquisio de materiais e bens durveis necessrios e manuteno do prdio da Casa Legislativa, capacitao de vereadores e servidores por meio da participao em cursos e seminrios, palestras educacionais a estudantes dos Ensinos Fundamental e Mdio de escolas da rede pblica municipal e estadual, acrescenta.
A vereadora Daniela Piacentini afirma que no ser reconduzida ao cargo de presidente e que o nome em destaque para sucesso o da vereadora Vanir Zuleima Mazzucco Cacciatori (PMDB). Ao final deste mandato como presidente do Legislativo, gostaria de agradecer aos meus pares, que me conduziram ao cargo, alm da confiana e do respeito ao longo das atividades desenvolvidas; aos servidores da Cmara Municipal, com quem pude aprender para o melhor desempenho das aes legislativas, com todo esforo, transparncia, seriedade e comprometimento de todos; aos colaboradores de servios; imprensa; e aos cidados urussanguenses, por acreditarem na fora do Poder Legislativo em represent-los. Desejo a todos um feliz e santo Natal, alm de um prspero ano novo, finaliza.

A ltima do ano

Esta uma coluna de fim de ano. Nela no irei criticar nada, nem falarei mal de ningum. Estou aqui apenas para agradecer a todos vocs que me leem, gostando ou no do que eu escrevo. somente porque vocs existem que estou aqui, expondo-me semanalmente aos aplausos e aos xingamentos do pblico. Eu gosto de aplausos, eu suporto bem os xingamentos (alguns so at divertidos), o que eu no consigo ficar indiferente, calado, s observando. Eu sou ansioso e obsessivo demais para olhar a banda passar e no dizer nada sobre ela.
Ter voltado a escrever no Jornal Vanguarda depois de mais de dez anos me deixou bem contente. (Muito obrigado, Jornal Vanguarda!) Mas h tambm uma grande responsabilidade nesta tarefa. As pessoas comentam meus textos quando me encontram, mandam mensagens, e-mails, indiretas pelo Facebook. Se existe esta repercusso toda, eu preciso ter cuidado pra no dizer muitas bobagens, embora alguns pensem que apenas e exatamente isso que eu fao. H sempre o risco, e certamente s vezes me perco. No vou me desculpar por nada.
s vsperas do fim do ano, estamos todos cansados. O cansao nos derruba, e derrubados temos um pouco mais de tempo para pensar na vida. Ou melhor, temos um pouco mais te tempo para pensar no que estamos fazendo das nossas. O cansao tambm serve para que o repouso seja mais gratificante e prazeroso, e para que possamos conhecer nossos prprios limites. Viva o cansao! Graas a ele, no tenho foras pra criar polmica alguma esta semana, nem nimo pra qualquer tipo de discusso. Estou muito cansado. Vocs tambm devem estar.
Quero terminar desejando a todos (aos que dizem epa! e aos que gritam oba!; aos que carregam bandeiras vermelhas e aos que preferem as azuis, verdes ou amarelas; aos que so contra e aos que desejam o impeachment; aos que me elogiam e aos que me ridicularizam) um fim de ano de muita serenidade e sossego. Que vocs possam curar o cansao ao lado das pessoas que mais amam, e que consigam comear 2016 de alma renovada. Eu estarei aqui fazendo tudo de novo, acertando e errando. Graas a vocs. Muito obrigado!

Coopercocal atinge 90% do recadastramento

A Coopercocal comemora o trabalho de recadastramento de dados dos consumidores no sistema da empresa feito em 2015. O recadastramento teve incio no ms de abril e foi encerrado na ltima sexta-feira, dia 11, com 90% das unidades consumidoras ativas recadastradas.
No encerramento, o presidente Altair Lorival de Melo parabenizou os estagirios contratados pelo excelente trabalho executado por eles. Segundo o presidente, o objetivo do recadastramento atualizar os dados cadastrais no banco de dados perante Coopercocal e Aneel, facilitando o contato e o relacionamento para uma comunicao mais eficaz e transparente na divulgao das informaes das atividades com os consumidores.
A Coopercocal parabeniza todos os associados que realizaram seu recadastramento, entendendo a necessidade de estarmos com banco de dados atualizados, frisa Melo.
Os consumidores que ainda no se recadastraram devem efetuar o recadastramento entrando em contato com a Coopercocal atravs do telefone 0800 487019 (ligao gratuita de fixo e mvel) ou procurar os postos de atendimento em horrio comercial. Desta forma, o consumidor ir contribuir para que a determinao seja realizada com 100% de adeso.

Food Truck movimenta Urussanga e agrada pblico

O evento Food Truck movimentou a praa central de Urussanga no ltimo final de semana. Mais de 10 trucks levaram delcias gastronmicas para atender moradores e visitantes de toda regio. A organizao, as acomodaes e os servios oferecidos agradaram o pblico. J fui a eventos assim em outras cidades, gostei e, por isso, vim aproveitar em Urussanga. Adorei e espero que ocorra mais vezes, afirmou a estudante Camila Dagostin, de Orleans.
Segundo o integrante da Comisso Organizadora do evento, William Bonomi, o evento superou as expectativas e afirma que mais edies podero ser realizadas no prximo ano.
Ainda estamos estudando a viabilidade da praa, pois esbarramos em vrios problemas de infraestrutura. Sobre o evento, a chuva de sbado atrapalhou um pouco, mas domingo compensou e superou nossas expectativas. Samos do evento muito satisfeitos, tanto os trucks como o pblico. Ficou um gostinho de quero mais. Acredito que o evento foi um sucesso e deixou claro que podemos fazer ainda melhor, ressalta.

Vindima Goethe ser lanada neste sbado

A oitava edio da festa da colheita da uva Goethe ser lanada neste sbado, dia 19, em Urussanga. A partir das 10h30min, na Praa Anita Garibaldi, autoridades municipais iro divulgar a programao da Vindima Goethe 2016. O evento ser realizado no dia 21 de janeiro, promovido pela Prefeitura de Urussanga e pela Associao ProGoethe.
Urussanga e os municpios vizinhos so os nicos que produzem a uva Goethe, ou seja, um produto exclusivo da nossa terra e que matria-prima para a produo de vinhos e espumantes de qualidade nica, enaltece a diretora de Cultura e Turismo de Urussanga, Raquel Termehr.

OUTRAS ATRAES DO FIM DE SEMANA
Tambm no sbado, s 10 horas, o LEO Clube promove na praa o projeto Venha pintar com Lo. No domingo, s 19 horas, os alunos da oficina de acordeon de Urussanga se apresentam na Praa Anita Garibaldi. Logo depois haver shows com as bandas Redneck e Sambaria.
Segunda-feira, a partir das 19h30min, ser o dia das apresentaes das oficinas culturais do municpio: dana, escola de italiano, piano e violo. Aps as apresentaes, por volta das 21 horas, o deficiente visual Francisco de Assis far um show de teclado na Praa Anita Garibaldi. A apresentao do Chico no estava na nossa programao original, mas decidimos incluir porque entendemos que uma tima atrao ao pblico, conta Raquel.

Gastronomia em evidncia neste final de semana na Praa Anita Garibaldi

Pratos de vrios sabores e cores, com ingredientes diferenciados, no corao da cidade? J imaginou poder apreciar diferentes comidas na rua numa nica oportunidade? Isso ser possvel neste final de semana, em Urussanga, com a realizao do evento Food Truck, na Praa Anita Garibaldi. Nos dias 12 e 13, mais de 10 mini-caminhes iro oferecer opes de pratos, lanches e bebidas das 11 s 23 horas. O objetivo proporcionar diversidade gastronmica com valores entre R$ 10 e R$ 25.
No cardpio dos expositores esto pratos de massas, hambrgueres, pizzas em cone, doces, sorvetes, batatas recheadas, milk shakes, entre outros. Os trucks confirmados so Cacau Churros, Iba Burger, Chef Sofia, Dona Beltrana, Italian Food Truck, Fire Burger & Cia, L Pal Picoleteria, Nero e Bianco, Ribs Burger, Sabores do Stio, Super Meatballs, Bem Doce, Sorvete da Sorte, P de Batata. A maioria deles vem do Rio Grande do Sul e de outras regies de Santa Catarina.
Segundo o vice-presidente da Cmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Urussanga, Willian Bonomi, um dos organizadores do Urussanga Food Truck, a expectativa receber em torno de 10 mil pessoas na Praa Anita Garibaldi nos dois dias. Sempre acompanhvamos estes festivais imaginando uma possvel realizao aqui em Urussanga, onde acreditamos haver um turismo gastronmico muito forte, explica Bonomi.
De acordo com a diretora de Turismo e Cultura de Urussanga, Raquel Termehr, a expectativa que o movimento gerado pelo Urussanga Food Truck ajude a aumentar a movimentao na praa e, consequentemente, no comrcio. Conversamos antes com os proprietrios de lanchonetes e restaurantes do Centro e todos foram favorveis, afirma Raquel.

Flores e cestas so opes de presentes de Natal

Com a chegada do final de ano, muitas pessoas ficam em dvida de como homenagear e presentear as pessoas que gosta. As flores junto com outros presentes podem ser uma tima opo para encantar quem receber.
A comerciante Marisa Ferreira, proprietria da Loja Marisa Flores trabalha com uma expectativa de 10% no aumento das vendas e garante ser uma tima opo para presentear com carinho, sofistificao e personalidade.
Em parceria com a Flor de Cacau, 7Colori e Joana dos Licores, a Marisa Flores e Presentes tem cestas como opes de presentes, onde o cliente monta conforme deseja. As cestas e buqus podem variar de 50 a 150 reais, dependendo do que ir compor os presentes. O consumidor tambm possui liberdade para trazer algum item. Algumas pessoas s vezes optam por colocar um presente diferenciado e que no temos na loja. Ou no caso dos buqus, levar junto algum presente, afirma Marisa.
As reservas sero aceitas pela loja at o dia 22 de dezembro e podem ser feitas pelo telefone: 99035459. O atendimento da loja Marisa Flores acontece 24 horas e a loja fsica funciona em horrio comercial das 8h30min ao 12h e das 13h30min s 18h. As cestas podem possuir chocolates, licores, flores, frutas, bolachas, vinhos e outros. H cestas de vime, de papel e personalidades da loja. At mesmo vasos para serem levados ao Cemitrio so comprados nesta poca. Aluguel de peas como bandejas, toalhas, vasos de vidro e outros, tambm esto disponveis.

Histria de f e amor comove pblico e chegada do Papai Noel encanta crianas

Quando Maria, a jovem de f, recebeu a visita inesperada do anjo Gabriel, a histria de Jesus tomou corpo e vida. Este cenrio da religio crist foi enaltecido no espetculo Auto de Natal na noite de segunda-feira, dia 7, nas escadarias da Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceio, em Urussanga, com o tema O Nascimento do Menino Jesus.
Atores locais, incentivados pela CDL e pelo cineasta Yves Goulart, interpretaram personagens bblicos e emocionaram o pblico ao contar a linda histria de amor e f. As narraes, as passagens musicais feitas pelo Coral Santa Ceclia e pela Orquestra Municipal, as encenaes e o cenrio compartilharam diversos momentos do conto como a apario do anjo Gabriel a Maria, a rejeio de Jos, a conversa com a prima Isabel, a apario do anjo Gabriel a Jos e a aceitao da gravidez de Maria.
O encerramento do espetculo marcou e comoveu o pblico. Maria e Jos surgiram na porta da Igreja Matriz elevando menino Jesus ao cu e descendo as escadarias em direo ao pblico, momento contemplado com fogos de artifcio. Na manjedoura, Jesus foi colocado em um bero de palha para ser admirado pelos Trs Reis Magos.
Segundo a presidente da CDL, Scheila Bosa, o comrcio se uniu em torno do esprito natalino. A unio de todos superou o momento difcil pelo qual o pas passa e estamos fazendo um timo Natal Encantado. A Igreja Catlica tambm est tendo uma participao muito importante, enalteceu Scheila.

PREFEITO ENTREGA CHAVE DA CIDADE AO PAPAI NOEL

Aps a interpretao da histria de nascimento do menino Jesus, crianas se aproximaram das escadarias da Igreja Matriz para contemplar de perto a chegada do Papai Noel. O bom velhinho, acompanhado da Mame Noel, saiu pela porta da frente da Igreja Matriz e deixou uma mensagem ao pblico. Que o Natal seja verdadeiramente uma poca de recomeo e que nunca nos esqueamos da essncia dessa data, disse.
A chegada do Papai Noel encerrou com a entrega da chave do municpio feita pelo prefeito, Johnny Felippe, ao bom velhinho e tambm contou com a abertura da Casa do Papai Noel e atendimento as crianas.
Neste sbado, a programao do Natal Encantado, promovido pela Prefeitura de Urussanga e pela Cmara de Dirigentes Lojistas (CDL) do municpio, inicia s 9 horas com a ao Sesc na Praa trazendo simulador de corrida e de dana a populao. Das 11 s 23 horas, o evento gastronmico Food Truck invade a praa central e permanece at domingo.
No domingo, dia 13, as atividades comeam s 07h30 com o passeio ciclstico Caminhos do Vinho Goethe e encerram s 19 horas com a apresentao da banda da Satc. Na tera-feira, dia 15, o Cine Mult 3D apresentar no telo da DS Travel, prximo ao chafariz, um filme com tema natalino de forma gratuita.
Nesta sexta-feira, o comrcio atende at as 21 horas e no sbado, dia 12, permanece aberto at as 16 horas. J no domingo, as lojas abrem s 17 horas e atendem at as 22 horas. O horrio de funcionamento at as 22 horas segue at o dia 23 de dezembro.

Escola de Urussanga recebe primeiro aquecedor solar de baixo custo

A energia que antes era usada para aquecer a gua que vai para a torneira da cozinha da Escola Municipal Vereador Rosalino De Nez agora vem da radiao solar. Atravs de placas que captam a energia do sol, a gua que passa por canos aquecida. Alm da economia de energia, a inovao promoveu a Educao Ambiental para os alunos da instituio que se envolveram durante todo o processo de instalao. Esta a primeira escola de Urussanga a receber um Aquecedor Solar de Baixo Custo (ASBC) e que servir de exemplo para outras instituies e residncias da cidade.
O projeto foi executado pela Epagri de Urussanga, que utiliza instituies para implantar planos de Unidade de Referncia Educativa (URE), em que oferecem contribuio ao Meio Ambiente atravs de tecnologias simples.
Segundo a Extensionista da Epagri de Urussanga, Maria Cristina Cancellier da Costa a instituio da Palmeira do Meio foi escolhida neste ano por ser uma instituio pequena e localizada no interior da cidade. Este um projeto de baixo custo e sustentvel, que tem o apoio da Samae de Urussanga, do Programa SC Rural com a colaborao de dois mil reais e da APP da Escola, comenta Cristina.
Os materiais utilizados foram: uma caixa dgua, uma placa de forro de PVC e tubos de PVC comuns. Tem o mesmo princpio de funcionamento do sistema tradicional de aquecimento solar de gua, diferenciando-se do mesmo pelo tipo de material utilizado e da possibilidade de autoconstruo, explica Cristina.
Cristina explica ainda que o funcionamento do aquecedor de baixo custo se inicia quando a energia fornecida pelo sol cai sobre a superfcie dos coletores, ela transformada em calor e aquece a gua que est no interior dos coletores. A gua aquecida pelo sol ser canalizada para a torneira da pia da cozinha da escola. Consequentemente diminuir o consumo de energia eltrica, afirma.
A Diretora da Escola, Ieda Massucheti comenta que esta ao colabora para o ensino sobre como ajudar na preservar o Meio Ambiente.
As professoras aproveitaram para trabalhar os tipos de energias com os alunos. Alm de uma turma criar maquetes com o tema e realizar lindos trabalhos para exposio, observa.
Para o aluno Ronaldy Silva Carlos, de 13 anos, esta uma maneira de economizar energia e ajudar o Meio Ambiente. Apesar da mo de obra, muito legal ver o resultado e ajudar o Meio Ambiente com a economia de energia, comenta.
J o aluno Dyonatan Liberato Spadel, de nove anos, conta que ajudou a pintar a placa que capta o calor do sol. Adorei ajudar a montar o aquecedor. Descobri que a tinta preta absorve o calor, que esquenta a gua que passa por dentro da placa, diz.
A Epagri e a Escola agradecem a SAMAE de Urussanga pela instalao do aquecedor, a Metalrgica Isis que ofereceu a um preo mais barato o suporte para a placa e para a caixa dgua e as extensoras Suzeli Brunato Weber e Noeli Catarina Bazzeto que ajudaram na parte tcnica.