Santo Antnio do Fogo e Belvedere com vantagens na semifinal

Os finalistas do Campeonato da Amizade Srie A sero conhecidos neste domingo, dia 22. Santo Antnio do Fogo/Rodowape e Belvedere tm a vantagem do empate para chegar a deciso. Os jogos comeam s 10 horas.
O Belvedere, em casa, enfrenta o Morro da Lagoa. Na partida de ida, o Belvedere venceu por 4 a 2, e agora precisa s de um empate no tempo normal para ser finalista. Caso o Morro da Lagoa vena por um ou dois gols de diferena, a partida vai para a prorrogao, e o Belvedere permaneceria com vantagem do empate. O Morro da Lagoa s tem vantagem do empate, na prorrogao, caso vena no tempo normal por trs ou mais gols.
Na outra semifinal, o Brigos Point Ball recebe o Santo Antnio do Fogo/Rodowape, no campo sinttico em Cocal do Sul. Na primeira partida, o Santo Antnio do Fogo venceu por 5 a 1. Com isso, o time de Urussanga tem a vantagem do empate no tempo normal pra ser finalista. O Burigos Point Ball precisa vencer no tempo normal pra levar o jogo para a prorrogao. Caso vena por, pelo menos, quatro gols de diferena, teria a vantagem do empate. Caso contrrio, o empate beneficiaria o Santo Antnio do Fogo/Rodowape.

Na Alemanha, urussanguenses dividem o trabalho com a torcida pelo Brasil

Enquanto milhares de turistas estrangeiros chegam ao Brasil, em razo da Copa do Mundo, pelo menos doze urussanguenses fizeram o caminho inverso. Deixaram o pas para trabalhar em Norderney, na Alemanha. De l, torcem pela seleo brasileira de um jeito diferente. Trabalhando num restaurante, vestem e se pintam de verde e amarelo na hora do trabalho, em dias de jogos da seleo brasileira. A reportagem do Jornal Vanguarda conversou com quatro delas: Edilane Gonalves Rabelo, de Cocal do Sul; Lisiane Mazzucco Mello, de Rio Molha; Priscila Nascimento Peraro, do bairro Braslia e Liliane Beatriz Goulart Nunes, do Alto Rio Molha.
Mesmo torcendo pelo Brasil em outro pas, Liliane relata que os alemes encaram numa boa. Trabalhamos normalmente, mas com os olhos sempre na TV. De incio, os clientes que entram no restaurante e nos vem vestidas com as cores do Brasil ficam admirados, curiosos. Mas depois se acostumam e fazem festa juntos. Eles chegam a nos perguntar se fizemos isso s quando a seleo brasileira joga, ou se normal no futebol brasileiro, explica ela.
Alm de estarem na Alemanha e torcerem pelo Brasil, elas tem que conviver com o patro italiano. Ele muito fantico pela Itlia. Torce demais pelo pas dele. Mas, ele nunca impediu que a gente vestisse verde e amarelo na hora do trabalho. Ele s nos pergunta se no Brasil todos os jogos so assim, com alegria, cara pintada, nos conta as urussanguenses, que relatam ainda que o povo europeu mais frio, e no tem o mesmo estilo dos brasileiros.
Edvan Ghisi outro urussanguense na Alemanha. Ele namora a alem, Sabrina Konrad, que virou torcedora do Brasil. Ela participa e at pinta o rosto de verde e amarelo. Conquistamos mais uma torcedora brasileira por aqui, brinca Liliane.
Questionadas sobre uma possvel final entre Brasil e Alemanha, elas no tiveram dvida. Vamos fazer a mesma festa, alis uma festa ainda maior. Vamos nos pintar de verde e amarelo, vestir com as cores do Brasil, e os alemes vo ter que nos engolir, brincam as urussanguenses.
Os outros urussanguenses que trabalham em Norderley, na Alemanha, so: Cleber de Oliveira Nunes, Valter Mello, Edvan Ghisi. Elias Junior Scremin, Lilian Ghisi Scremin, Diego Nunes Carara, Thiago Peraro, Beatriz Lunardi e Anderson Frozi. O pas a Alemanha, o chefe italiano. Os clientes alemes e de outras nacionalidades, mas a paixo pelo Brasil.

 

Kangoo Jumps: atividade fsica alia perda de calorias e definio dos msculos

Sentir o corpo sem impacto, melhorar o condicionamento fsico, fortalecer e proteger as articulaes e realizar uma drenagem linftica natural. Estes so os benefcios do Kangoo Jumps, um equipamento que aliado a atividade fsica queima mais de 600 calorias em menos de uma hora. Em Urussanga, o fisioterapeuta Marcelo Neves traz esta inovao no espao Incorpore.
Quando conheci esta novidade fiquei impressionado com o resultado rpido que proporciona o Kangoo Jumps. Alm disso um equipamento que absorve quase todo o impacto e realiza uma rpida queima de calorias. Ele perfeito para quem procura boa forma, bem estar e qualidade de vida, ressalta o fisioterapeuta.
O calado suo possui arcos de molas com um sistema de amortecimento que absorve at 80% do impacto durante os exerccios fsicos, protegendo as principais articulaes do corpo como joelhos, tornozelos, coluna e quadril. Segundo Neves, a prtica de exerccios com o Kangoo Jumps faz com que a perda de calorias e energia seja bem maior em comparao a qualquer outro calado esportivo.
Este resultado alcanado graas ativao do sistema linftico, que ao contrrio do sistema cardiovascular, precisa ser estimulado para controlar de maneira correta o nosso metabolismo, eliminando toxinas e calorias, e tornando eficiente o combate celulite. O Kangoo Jumps essencial para pessoas que buscam bem estar e uma vida saudvel, explica.
No espao Incorpore, a equipe de profissionais atua com o Kangoo Jumps em turmas de no mximo cinco alunos de duas formas: aulas que misturam exerccios e dana ou em circuitos com sequncia feitas a cada minuto.
Ao calar os sapatos, o participante ir se equilibrar sobre o Kangoo Jumps pisando no centro do solado para se movimentar realizando caminhada, corrida, exerccios ou coreografias. Em circuitos, cada exerccio executado de 5 em 5 minutos, passando para o prximo na sequncia, sem intervalo, como um treino de circuito.
Durante uma aula de 45 minutos, o aluno pode perder de 800 a 1000 calorias e perceber outros resultados como a tonificao dos msculos e o fortalecimento das articulaes. Os exerccios comeam simples e vo sendo dificultados, gradativamente, conforme a pessoa vai adquirindo mais habilidade sobre o Kangoo. Para um resultado satisfatrio indicado realizar os exerccios de 2 a 3 vezes por semana, intercalando com um dia de descanso, afirma.
Na prxima semana, o espao Incorpore abrir turmas de Kangoo Jumps nos perodos da manh, tarde e noite.

Vincolas se preparam para a 15 Festa do Vinho

A Festa do Vinho far jus ao nome e levar aos visitantes aquilo que de melhor as uvas podem proporcionar: vinhos, de diferentes sabores e aromas, em especial da variedade Goethe, produzida com exclusividade na regio Sul do Estado. Para isso, as empresas produtoras esto trabalhando de forma intensa no intuito de dar conta da demanda e de atender aos milhares de visitantes durante a festa, que acontece em Urussanga, entre 6 e 10 de agosto. As seis vincolas que fazem parte da Associao ProGoethe preparam uma srie de novidades, alm de levarem ao Parque Municipal os produtos j conhecidos pelo grande pblico.
Conforme o presidente da Associao, Renato Damian, para as empresas integrantes do projeto (Vincolas Mazon, De Noni, Trevisol, Felippe, Urussanga e Quarezemin), este o momento anual de maior importncia, j que divulga no apenas a cidade e a cultura italiana, mas tambm a grande variedade de vinhos produzidos na regio. Esta vai ser a primeira edio onde alguns dos vinhos estaro com o selo de Indicao de Procedncia Geogrfica. As pessoas que experimentarem tais opes com certeza tero disposio um produto de extrema qualidade, que passou pelo conselho regulador e por uma banca degustadora, informa Damian.
No ano passado, as seis vincolas que integram a Associao receberam o selo em algum dos seus produtos. Em toda safra feita uma nova avaliao, e isso confere qualidade anual s bebidas, comenta. Neste ano, as amostras j foram recolhidas e devero passar por anlises para ver se continuam sendo merecedoras do selo. Nosso produto nico, e deve, sim, ser reconhecido. impressionante a quantidade de pessoas que vm de fora e nos procuram porque leram sobre o Goethe na Internet, assistiram na televiso ou em algum peridico. Os apaixonados por vinho viajam muito, por isso rotineiramente temos alguns por aqui, expe Damian.
De acordo com ele, a Festa do Vinho, alm de divulgar a localizao dos Vales da Uva Goethe e os produtos fabricados na regio, tambm serve para testar a aceitao do pblico com relao a determinados produtos. As empresas levam as bebidas para o parque e l veem se elas tm boa sada ou no. A festa um excelente termmetro para isso, comenta o presidente da ProGoethe.

ltimos meses so de trabalho intenso

Os meses que antecedem a Festa do Vinho so de preparao para as vincolas. Entre elas, a Trevisol j prepara o estoque da bebida. Conforme Augusto Trevisol, a expectativa de que as vendas aumentem ainda mais com relao ltima festa. Alm dos vinhos branco e tinto, tambm levaremos o tradicional suco de uva. Somos uma das nicas cantinas da regio que ainda produz o suco, e isso um grande diferencial, comenta, lembrando que, se tudo der certo, durante o evento a empresa far o lanamento de novos produtos. Pretendemos lanar um Reserva Especial Goethe e alguns vinhos finos, completa.
Na Vincola Felippe, os vinhos Goethe, tinto, ros e espumante Moscatel prometem agradar a todos os gostos. Temos a garrafa, o garrafo e a long neck. A festa motiva a degustao e, consequentemente, a venda. Muitas pessoas pedem para experimentar e acabam levando, expe o scio proprietrio, Germando Felippe Filho. A expectativa a mesma para Vandionei De Noni, da Vincola De Noni, que pela primeira vez participa da Festa do Vinho. Ano passado fomos Ritorno Alle Origine e o resultado foi bastante satisfatrio. Dessa vez, esperamos mais ainda, pontua.
O vinho de chope, bastante lembrado pelos jovens, ser o diferencial da Vincola Quarezemin. Desde 2006 oferecendo a bebida, a empresa tornou-se referncia. um vinho tinto gaseificado, que tem bastante sada. Alm dele, trabalhamos com tintos, brancos e frisantes. Com um aperitivo da colnia uma tima pedida, comenta Beatriz Quarezemin. Na Mazon, a produo est a todo vapor com o engarrafamento e rotulagem das garrafas e garrafes. Gicelda Mazon conta que os colaboradores esto se dedicando para que tudo esteja pronto a tempo. A expectativa de boas vendas, como j foi nos anos anteriores. Vamos oferecer aos visitantes o Augusta, o Nascondiglio (frisante) e o Goethe clssico, elaborados dentro das normas e com o selo de Indicao de Procedncia Geogrfica, fala.
Na Vitivincola Urussanga a situao parecida. Todos trabalhando para que o estoque fique preparado no tempo certo. Vamos levar os nossos produtos, de diferentes valores e formatos. Do espumante ao vinho tranquilo, do amadeirado ao floral e frutado. Estamos apostando muito nesta festa, e agora torcer para o clima tambm colaborar. Se der um fim de semana de frio, com certeza as vendas sero excelentes, garante Renato Damian.

 

Cristos renovam a f em Jesus Cristo

Catlicos no mundo inteiro celebraram nesta quinta-feira, dia 19, a Festa do Santssimo Corpo e Sangue de Cristo, tambm conhecida como Corpus Christi. Em Urussanga, centenas de fiis lotaram o Centro Comunitrio da Matriz para celebrao da Santa Missa. Em seguida, caminharam em procisso pelos tapetes para adorar Jesus na Eucaristia. A celebrao de Corpus Christi um momento importante para a Igreja Catlica durante o ano litrgico, pois a solene ao de graas pelo dom da Eucaristia, o grande sacramento, sinal real da presena de Jesus Cristo na vida e na histria da Igreja, de acordo com o proco de Urussanga, padre Jiovani Manique Barreto.
O sacramento da Eucaristia celebrado todas as vezes que a comunidade reunida participa da santa missa. Na Santa Missa Jesus se faz presente e novamente se apresenta a todos como Salvador e Redentor atravs do seu Corpo e do seu Sangue. A Igreja na Solenidade de Corpus Christi renova a sua f em Jesus Cristo e na Eucaristia que a atualizao do Mistrio Pascal do Salvador. Para ns, o Sacramento da Eucaristia o cume e o pice da vida da Igreja, explica. As celebraes aconteceram ainda nos bairros De Villa, Rio Amrica, Palmeira do Meio, Santana e Armazm.
Segundo o proco, os tapetes so um modo de prestar homenagem a Jesus Cristo, que vai passando e abenoando as casas e a comunidade. A elaborao dos tapetes foi feita pelos moradores das ruas por onde passou a procisso com o Santssimo Sacramento. Neste ano, aps a missa, a procisso teve como trajeto o Centro Comunitrio da Igreja Matriz, a Praa da Bandeira, a Travessa da Imigrao, a rua Giacomo de Brida, a rua Siqueira Campos e a Igreja Matriz com paradas na Prefeitura Municipal, Farmcia Nossa Senhora da Conceio e Laboratrio Simon.
Em Urussanga este um dos dias de maior afluncia do povo de Deus para a celebrao. Nosso povo devoto da Eucaristia e, como um dia santo de guarda, muitos procuram santificar a jornada com a participao na Missa e na procisso. Agradecemos a todos que colaboraram para o bom xito da celebrao e da procisso. Que o Senhor Jesus nos abenoe pelos caminhos da vida a fim de que lhe sejamos sempre agradecidos e reconhecidos pelo grande dom da Eucaristia na vida da Igreja e de cada um de ns, frisa.

Voluntrias preparam mais de 4 mil pores de nhoque para a 15 Festa do Vinho

Os quilos de batata e farinha que se transformaram em massas de nhoque so fruto do trabalho e da dedicao de voluntrias e funcionrias da Apae de Urussanga. Nas ltimas semanas, o refeitrio da instituio deu espao produo intensa de quilos de nhoque que sero comercializados durante a 15 Festa do Vinho, no ms de agosto. A aposentada Marli Freccia trabalha a mais de 20 anos no voluntariado e sabe da importncia deste gesto. O que fazemos gera economia e renda para a Apae. Moro aqui perto e no custa nada ajudar, frisa.
Para a produo deste ano foram utilizados mais de dois mil quilos de batata, 300 gramas a mais que na edio do evento em 2012, quando a entidade preparou 4 mil pores de nhoque para os visitantes. Nas ltimas trs semanas, as voluntrias e funcionrias da Apae se encontraram duas vezes por semana para cozinhar, descascar e amassar as batatas e as transformar em massa para definir os formatos, cozinhar, empacotar e congelar.
A nossa meta aperfeioar a produo. Neste ano contamos com o apoio de pessoas que emprestaram uma mquina para ajudar a bater e tambm uma outra desenvolvida por um membro da diretoria da Apae para cortar a massa. Esse processo faz 30% da produo normal do dia, quando a massa amassada pelas mos das voluntrias. A comunidade se mobiliza para nos ajudar como o emprstimo de 10 freezers e isso muito bom, conta a diretora social da Apae, Sophia Menegon. Segundo Sophia, apenas a confeco do nhoque ocorreu em dois dias e a meta da Apae para o prximo ano conquistar mais agilidade conseguindo mais duas mquinas e um cortador eltrico.
A aposentada Angelina Romagna Manarin av de um dos alunos da Apae e ajuda na produo do nhoque h cinco anos. A gente trabalha, mas se diverte muito ajudando. Este trabalho muito gostoso, pois ele resulta em benefcios para os alunos, ressalta. De acordo com a diretora social da Apae, a instituio est aberta para receber voluntrios em diversas aes.

INOVAO
E PREMIAES
O trabalho desenvolvido pelas voluntrias um dos pratos mais apreciados durante as edies da Festa do Vinho. Alm da massa, os molhos tambm so preparados pelas voluntrias. No ms de abril, o trabalho resultou na elaborao de 600 litros de molho de tomate. No ano passado, a Apae inovou e trouxe uma segunda opo de molho: quatro queijos. Agora, em 2014, aperfeioamos nossos conhecimentos e o molho vermelho poder ter mais consistncia. Alm disso vamos lanar uma terceira opo tambm muito saborosa, salienta Sophia.
Na edio da Festa do Vinho, em 2012, a Apae conquistou a segunda colocao de uma premiao gastronmica e arrecadou R$ 37 mil. No ano passado, na festa Ritorno Alle Origini, a instituio ganhou o primeiro lugar e um curso com um chef de cozinha para melhorar a qualidade e o sabor do nhoque. Em 2013 a Apae arrecadou mais de R$ 10 mil. De acordo com a diretora social da Apae, Sophia Menegon, neste ano o valor arrecadado ser aplicado na reforma da parte eltrica da sede da instituio.

Meteorologia prev inverno menos rigoroso

O inverno deste ano inicia no sbado, dia 21 de junho, quando ocorre o evento astronmico Solstcio Boreal. Segundo o climatologista da Epagri de Urussanga, Mrcio Snego, neste dia o Sol estar incidindo com maior intensidade sobre o Hemisfrio Norte e os raios estaro perpendiculares na latitude do Trpico de Cncer. No Hemisfrio Sul acontecer a noite mais longa e o dia mais curto do ano.
Conforme Snego, neste inverno se espera a influncia do fenmeno El Nio. O fenmeno o aquecimento anormal das guas do oceano Pacfico prximo linha do equador terrestre, explica. Em consequncia da presena do El Nio, as guas do Pacfico ficam mais quentes, o Sul do Brasil fica mais chuvoso e o Nordeste mais seco.
De acordo com o climatologista, em anos de El Nio o inverno de Urussanga e regio pode ser mais chuvoso e ter frio menos intenso. O ltimo El Nio considervel foi em 2009, quando Urussanga teve geadas leves em junho e julho, com muita chuva em agosto e setembro. Inclusive aconteceu enchente no Vale do Rio Ararangu em setembro de 2009. As geadas que aconteceram em 2009 no foram to fortes, com poucos danos na rea rural, indicando que em anos de El Nio tambm faz frio, mas no to rigoroso, frisa.
Contudo, o climatologista da Epagri de Urussanga, Mrcio Snego lembra que em 1991, o inverno com influncia do El Nio foi traioeiro trazendo geadas no incio do ms de agosto com a temperatura chegando a -2,0C em Urussanga. Por isso os trabalhadores que dependem da agricultura devem estar atentos ao clima. Naquele ano, esta influncia matou todo o tipo de plantao sensvel ao frio. Ento, mesmo em anos de previso de inverno no to rigoroso se deve estar atento previso do tempo para no ser surpresa e prejuzo, ressalta.

Governo municipal agiliza entrega de ordens de servio

A Prefeitura de Urussanga assinou mais de R$ 1 milho em convnios com a Secretaria de Desenvolvimento Regional de Cricima na quinta-feira, 12 de junho, envolvendo pavimentao da Avenida Longarone, fechamento lateral da quadra de esportes do Centro Educacional Vereador Erotides Borges e reforma e revitalizao do terminal rodovirio Dionsio Pilotto. Desses convnios, duas ordens de servio j foram entregues: a da quadra de esportes e a da Avenida Longarone. O objetivo do governo municipal iniciar as obras o mais rpido possvel.
A ordem de servio da Avenida Longarone foi entregue ainda na sexta-feira (13) com a empresa Setep vencendo a licitao para executar a obra, orada em mais de R$ 940 mil. J a ordem de servio pra fechamento lateral da quadra esportiva do Centro Educacional Vereador Erotides Borges, no Bairro da Estao, foi entregue na segunda-feira (16) nas dependncias da escola, com a presena de lideranas polticas locais e comunidade escolar. O presidente da Associao de Pais e Professores (APP), Ricardo Nowaski, destacou a importncia da obra para a escola. Agora poder ser utilizado o espao at mesmo em dias de chuva ou de muito sol, aumentando em 80% o uso do espao, ressaltou.
Para o prefeito Johnny Felippe, fazer melhorias nas escolas municipais compromisso do governo. Ficamos felizes cada vez que entramos numa escola e vemos que est sendo bem cuidada.
Aqui no Erotides Borges, a melhoria na quadra para os alunos e professores que, diariamente, fazem uso deste espao para realizar as atividades escolares e compreendemos a necessidade, por isso, apressamos a entrega da ordem de servio, destacou. A obra, orada em cerca de R$ 25 mil, ser executa pela empresa Mrica Construes iniciando os trabalhos ainda esta semana, dependendo das condies climticas.

Duas ruas na rea central da cidade tambm sero pavimentadas

Mais duas ruas do centro de Urussanga recebero pavimentao asfltica, as ruas Anglica Collodel Bettiol e parte da Siqueira Campos, nas proximidades da rodoviria. A ordem de servio foi entregue no domingo (15) junto de moradores e lideranas polticas locais. A obra ser executada pela Librelato e est orada em mais de R$ 220 mil, convnio com o Governo do Estado.
A rua Anglia Collodel Bettiol j possui pavimentao com lajotas. Contudo, receber pavimentao asfltica nos prximos dias. As lajotas que esto nesta rua serviro para pavimentar a estrada em frente igreja e ao posto de sade de Linha Pacheco, esclareceu o prefeito vereador Joo Batista Tita Bom.
A rua Siqueira Campos ter 101 metros pavimentados com asfalto, trecho que pavimentado com paraleleppedo mas desnivelado em virtude de obras de saneamento bsico necessrias. Para os moradores da Siqueira Campos j realizamos uma obra muito importante que foi o muro de conteno de arrimo, pois a agua do rio estava tomando parte dos terrenos, invadindo as casas. Agora, vamos realizar esta obra que, sabemos, vai deixar a rua ainda mais bonita, melhorando tambm o acesso Feira Livre Municipal, destacou o prefeito Johnny Felippe.
A rua Anglica Collodel Bettiol ter os trabalhos iniciados ainda esta semana, j a Siqueira Campos ter os trabalhos intensificados aps a Festa do Vinho, em virtude de ser uma passagem para o terminal rodovirio do municpio.

Venda de terrenos questionada por vereadores

Projetos de lei encaminhados pelo Poder Executivo de Urussanga no ano passado voltaram a ser discutidos na Cmara de Vereadores da cidade no que diz respeito venda de terrenos pertencentes Prefeitura Municipal. Os projetos de lei 17/2014, 18/2014, 19/2013 e 20/2014, encaminhados pela Administrao Municipal, solicitam a autorizao para alienar reas de terra nas localidades de Rio Caet, De Villa, Centro e So Pedro. A compra dos terrenos mediante licitao dever resultar o valor de mais de R$ 2 milhes para os cofres pblicos.
Mas, os vereadores da bancada do Partido Progressista (PP) esto questionando os projetos de lei encaminhados pela Prefeitura Municipal. Segundo o lder da bancada do PP, vereador Odivaldo Bonetti, os projetos no especificam o interesse pblico da venda dos terrenos.
Nos documentos no est explicando para que fim ser aplicado o montante do dinheiro. Urussanga est recebendo muito dinheiro do Governo Estadual e Federal e aumentou a arrecadao de todos os impostos. No achamos que exista a necessidade de vender os terrenos, pois eles so patrimnio do municpio e futuramente o Poder Executivo poder precisar deles, explica.
Um parecer emitido pelo assessor jurdico da Cmara de Vereadores de Urussanga, Fbio Jeremias De Souza, no dia 9 de junho de 2014, mostra que consta no Artigo 17 da Lei 8.666/93 que a alienao de bens da Administrao Pblica, subordinada existncia de interesse pblico devidamente justificado, ser precedida de avaliao.
Outro ponto questionado pelos vereadores do PP est em relao ao processo licitatrio. De acordo com os projetos de lei, a alienao ser efetivada por um valor apurado pela Comisso de Avaliao em laudo exarado em abril de 2013, mas caso no apaream interessados ser realizado um segundo certame com o preo mnimo correspondente a 60% do valor apurado. Quer dizer que j sabendo disso muitos interessados no iro primeira vez para j esperar pela segunda chance de comprar por um valor menor que a metade. Eles tm que vender pelo valor original e se no vender deve reunir a Comisso para fazer uma nova avaliao, frisa.
At o fechamento desta , a redao do Jornal Vanguarda no conseguiu obter os esclarecimentos da Administrao Municipal acerca do assunto exposto pela oposio.
Entre os terrenos esto trs reas localizadas na rea Industrial de Urussanga, no bairro So Pedro. Para o presidente da Associao Empresarial de Urussanga (ACIU), Ademir Lopes, a venda ser positiva desde que o valor da compra dos terrenos da rea Industrial seja investido em outra rea. A rea Industrial de Urussanga deve existir. Se esto vendendo uma parte, mais fcil vender toda a rea e comprar uma rea maior que comporte mais empresas. Acredito que este dinheiro da venda dos terrenos pode ser investido na compra de uma rea grande, aprovada pela Fatma, salienta.

C.A De Villa est fora do Regional da Larm

Semifinalista do Campeonato Regional da Larm de 2013, o Clube Atltico De Villa confirmou na tera-feira (10) que no vai participar da competio neste ano. A desistncia se d por motivos financeiros. No ano passado, ficamos entre os quatro melhores. Neste ano, no mnimo, deveramos manter a boa campanha. Mas, para isso, precisamos investir muito alto, e no temos condies para isso. Se no d, abrimos mo da nossa vaga na primeira diviso, dispara o presidente do clube, Arcilsio Bonetti.
Ele informou, ainda, que no ano passado o De Villa no foi exemplo apenas dentro de campo, mas principalmente fora. E que este ano, a equipe no poderia dar toda a estrutura como fez na ltima temporada. O futebol amador est muito caro. Em 2013, pagamos rigorosamente todos os jogadores. Acabava o jogo, o dinheiro estava na mo. E todo jogo sempre tinha churrasco, bebida, e isso acaba encarecendo ainda mais o esporte. Para este ano, no tem como fazer tudo isso de novo. Ento, melhor desistir e dar vaga para quem tem condies, explica o presidente.
Sobre patrocnios, o C.A De Villa sempre teve apoio de alguns empresrios. No entanto, Arcilsio Bonetti acredita que o auxlio poderia ser maior. Queira ou no, o De Villa no ano passado levou o nome de Urussanga por toda a regio. Nas rdios, nos jornais, quando falavam do De Villa, sempre citavam Urussanga. No nosso estdio recebemos os profissionais da imprensa e os membros das outras equipes, e direta ou indiretamente, trazamos as pessoas para a cidade. Creio que o apoio poderia ser maior, desabafa ele.
O presidente da Liga Atltica da Regio Mineira, Emerson Lodetti, lamentou a deciso. Infelizmente, na semana passada o Arcilsio j havia nos comunicado da inteno de desistir. Uma pena, mas cabe a ns agora reformular uma nova competio, agora com dez equipes, informa Lodetti.

LEO Clube arrecada meia tonelada de alimentos

Se preocupar com o prximo e principalmente com aqueles que mais precisam. o que os jovens do LEO Clube de Urussanga fazem. Mas alm da preocupao, aes so feitas para buscar formas de ajudar os necessitados.
A 2 Campanha Solidria de Arrecadao de Alimentos foi realizada no ltimo sbado, dia 07. Durante todo o dia, os jovens estiveram nas entradas de mercados So Pedro e Nova Itlia e solicitaram a ajuda daqueles que entravam nos locais para doarem alimentos no-perecveis.
Aps o sbado de arrecadao, foram contabilizados cerca de 500 quilos de alimentos no-perecveis, como arroz, feijo, acar, leo, entre outros. Muitos urussanguenses contriburam com a campanha, como Marilene. Eu gosto de ajudar, mesmo que eu tenha pouco para oferecer, colaboro. a segunda vez que eu fao uma doao para este clube, sempre que possvel estarei ajudando, conta a diarista Marilene Da Silva.
Para o companheiro LEO, Paulo Ricardo Golalves, fazer esta campanha estar contribuindo para que os urussanguenses que no tenham condies financeiras de sustentar suas famlias possam ter mais tranqilidade durante um perodo. Vamos selecionar uma lista de famlias que realmente necessitam destes alimentos e posteriormente entregamos nas residncias. Tirar este tempo para ajudar o prximo uma satisfao enorme, comenta.
As caixas coletoras estaro disponveis nos supermercados So Pedro e no mercado Nova Itlia. O clube estar passando e recolhendo os alimentos no-perecveis posteriormente.

Exerccios fsicos personalizados para alcanar resultados

Concentrao, respirao, preciso nos movimentos e fluidez so alguns dos princpios do mtodo pilates. Em Urussanga, os princpios so aplicados de maneira diferenciada pelo profissional da rea de Educao Fsica e personal trainer Marcelo Zanella. Formado pela PUC-PR com especializao no mtodo pilates e em condicionamento fsico, Zanella atua com equipamentos inovadores na regio com o intuito de explorar as aptides fsicas em cada aluno como equilbrio, fora, velocidade, agilidade, mobilidade e resistncia.
Dentro do espao de trabalho estamos englobando parte aerbica, bicicleta, elptica, escada de agilidade, trabalho motor, entre outros, conseguindo encaixar o pilates no treinamento funcional pensando em como melhorar o movimento de cada aluno e tornar seu corpo mais inteligente. Como consequncia disso atingiremos metas como, por exemplo, emagrecimento, postura alinhada e qualidade de vida com mais sade, frisa.
Para manter a qualidade dos treinamentos, Zanella atua com atendimento personalizado trabalhando com, no mximo, quatro alunos por hora. Neste caso, o personal trainer trabalha de acordo com o objetivo do aluno e organiza micro ciclos para a evoluo dos seus objetivos. Neste trabalho individualizado conseguimos agregar a capacidade de melhora cardiorrespiratria, a parte postural, treinamento resistido, ou seja, musculao, treinamento funcional, entre outros, explica.
No espao, o profissional tambm oferece um circuito funcional que consiste em uma srie de exerccios com a participao de 6 a 8 alunos em 30 minutos. Conforme Zanella, cada participante realiza o movimento proposto durante um determinado tempo. Os alunos se desafiam para executar os exerccios neste curto perodo e logo percebero vrios benefcios desta atividade, acrescenta.
O treinamento funcional uma tcnica de aperfeioamento do seu sistema neuromuscular integrado cujo objetivo principal tornar o corpo humano uma mquina de locomoo eficiente. Esta tcnica tambm aplicada pelo personal trainer. No espao do profissional Marcelo Zanella os alunos

iro acompanhar os resultados obtidos ao longo dos treinamentos atravs de uma avaliao da composio corporal realizada periodicamente.

EMAGRECIMENTO
Entre os trabalhos desenvolvidos pelo personal trainer, os exerccios fsicos direcionados para o emagrecimento esto entre os mais solicitados. Segundo o profissional, para alcanar o emagrecimento necessrio unir com uma alimentao saudvel. Vamos aumentar o gasto calrico, acelerar o metabolismo, mas o principal objetivo tornar o corpo mais inteligente e conseguir se movimentar melhor, ressalta.
Zanella tambm ir atuar na questo da obesidade infantil com atividades ldicas para as crianas. A obesidade infantil est crescendo muito pelo desinteresse das crianas em realizar atividades fsicas. O propsito dentro do meu espao de fazer atividades ldicas para inseri-las no exerccio e criando o hbito de gostar de se movimentar, salienta.

POSTURA
Os problemas posturais tambm so trabalhados pelo personal trainer. Durante os exerccios, Zanella busca tornar a postura mais alinhada e consequentemente reduzir as dores. A inteno ativar a musculatura da coluna, reorganizar a postura de forma global, tornando-se mais alinhada. Geralmente os sintomas de dores diminuem ou desaparecem, pois com a prtica de exerccios e o fortalecimento da musculatura primria responsvel pela manuteno da postura e o centro de fora se torna mais forte e algumas vezes se percebe at ganha de estatura com resultado desse alinhamento postural, conta.

Vencedores de concurso fotogrfico so premiados

Para encerrar as aes da Semana do Meio Ambiente, o Comit da Bacia Hidrogrfica do Rio Urussanga promoveu uma exposio fotogrfica e divulgou neste sbado, dia 7, na Praa Anita Garibaldi, os vencedores da segunda edio do concurso fotogrfico com o tema De olho nos usos da gua na Bacia do Rio Urussanga. Neste ano, o concurso, que teve o objetivo de chamar a ateno para a necessidade de participao de todos na preservao da gua, recebeu mais de 30 inscries.
Os vencedores foram escolhidos pelos critrios de criatividade, originalidade e adequao ao tema. Com uma imagem mostrando a importncia do uso consciente da gua para as novas geraes, Danilo Quadros conquistou o primeiro lugar. Vitor De Brida registrou o uso da gua em uma antiga marcenaria e ficou na segunda colocao. Caroline Crocetta ganhou o terceiro lugar com uma fotografia da irrigao da horta no hospital de Urussanga. Altamir Rocha Antunes ficou na quarta colocao com uma imagem na comunidade de Rio Deserto.
Todos os participantes inscritos de acordo com o regulamento receberam um certificado de participao. Alm de trofus, o primeiro lugar foi contemplado com R$ 500, a segunda colocao com R$ 300, o terceiro lugar com R$ 200 e a quarta colocao com R$ 100. O concurso teve o apoio das empresas Alumasa, Tintas Farben e Samae de Urussanga. A Fundao do Meio Ambiente de Urussanga (FAMU) entregou o prmio Empresa Cidad para entidades e empresas colaboradoras do projeto Urussanga Sustentvel. O Comit do Rio Urussanga recebeu este reconhecimento e o prmio por meio da coordenadora de educao ambiental do Comit, Rose Maria Adami.

Semana do Meio Ambiente finaliza com diversas aes

Aps uma vasta programao desenvolvida ao longo da semana, com distribuio de vdeo educativo nas escolas do municpio com a visita do personagem Famuzinho, criado para incentivar as crianas no ato de preservao ambiental, a Fundao Ambiental Municipal de Urussanga (FAMU) tambm promoveu uma sesso de cinema na sexta-feira, dia 6, sobre a coleta de resduos com a participao da comunidade da Microbacia de Rio Molha com o apoio da Epagri.
Aps assistirem ao filme O Lixo Extraordinrio, o presidente do Comit do Rio Urussanga, Jos Carlos Virtuoso, proferiu uma palestra relacionada ao tema do documentrio assistido pelo grupo abordando os cuidados com o lixo, a importncia do papel dos catadores e as atitudes de cada um em relao ao meio ambiente. Precisamos despertar em cada um de ns o amor, a esperana, a compaixo e a solidariedade para construir um mundo melhor para todos, frisou.
A FAMU encerrou a Semana do Meio Ambiente no sbado, dia 7, na Praa Anita Garibaldi, com a premiao das empresas participantes do projeto Urussanga Sustentvel, participao do Senai com exposio de artigos de moda sustentvel, exposio fotogrfica do Comit da Bacia do Rio Urussanga, distribuio de mudas pela FAMU, Grupo de Escoteiros e Leo Clube de Urussanga com entrega de materiais educativos.

Artesanato de Urussanga distribudo nas sedes da Copa

O artesanato de Urussanga marcou gol de placa nesta Copa do Mundo antes mesmo dos jogos comearem. O projeto Lambrequins da Benedetta foi um dos selecionados para comercializao no projeto da FIFA Vitrines Culturais Espao Cultura, que funcionar durante o evento no Brasil. A produo das peas foi toda feita em Urussanga.
A ideia de inscrever o projeto Lambrequins da Benedetta veio com a notcia do site do Ministrio da Cultura que informava aos interessados como e quando realizar o cadastro. Decidimos entrar no processo de inscrio, j que o projeto estava muito bem estruturado e com peas prontas. S no imaginvamos que daria certo. Fizemos a inscrio realmente sem grandes convices, afinal, a Copa do Mundo um evento de grandes propores, declara a diretora de Cultura, Daniela Mondardo.
Realizada a inscrio do projeto, passaram-se os dias at chegar o resultado. Conferimos os nomes no site e no encontramos o nosso nome. Logo deixamos de lado, acreditando que no havia dado certo, acrescenta a diretora.
Contudo, a coordenadora do projeto Lambrequins, Marilu Borges Zuchinalli, diz que no acreditou no dia em que recebeu uma ligao de Florianpolis para informar que o projeto havia sido um dos selecionados. Eu at brinquei com a pessoa perguntando se era verdade mesmo porque eu no acreditava. Imagina os nossos artesanato na Copa do Mundo, conta, feliz. Acho que porque estava tudo certinho, com todas as medidas, peso, na inscrio no faltou nada, deve ter sido isso tambm que colaborou para termos sido selecionados, pontua.
Segundo Marilu, outro susto aconteceu na solicitao de peas. Eles pediram mais de 200 peas e ns no tnhamos nem 100 unidades disponveis porque a produo ainda no muito alta. A nossa realidade ainda outra. Realmente fomos pegos de surpresa. Foi muito positivo, declara.
Foram enviadas 86 peas, sendo de trs tipos de lambrequins: toalha de cozinha, americano e guardanapo de vinho. Como a produo feita por artess locais, o dinheiro da venda ser revertido para elas. A expectativa de que a venda na Copa do Mundo dos lambrequins aumente a procura pelas peas e tambm a produo do artesanato local. Urussanga e Laguna so as nicas cidades do sul de Santa Catarina selecionadas para vender o prprio artesanato na Copa do Mundo.

Desafio e superao por meio de um novo idioma

Atentos aos ensinamentos, um grupo de alunos da Apae de Urussanga repete com conhecimento as palavras ditas pelo professor de ingls: blue, apple, five. A aula conduzida pelo professor Douglas Dall na sede da instituio todas as sextas-feiras desde o ms de abril resultado do sonho do aluno Samuel Godinho, de 23 anos. Vejo as atrizes falando ingls na televiso e ouo muitas msicas tambm. Sempre desejei aprender para entender o que eles falam, afirma o aluno.
Motivador do grupo de ingls, Samuel acompanha, com um sorriso estampado no rosto e muita ateno, as novas palavras pronunciada pelo professor. Cumprimentos, frutas, cores e nmeros so alguns dos ensinamentos j transmitidos nas primeiras semanas de aula.
O professor de ingls Douglas Dall, que realiza o trabalho voluntrio na instituio para cinco alunos, afirma que o estudo feito de forma ldica. Comeamos as aulas com palavras soltas e de maneira ldica. Comprei frutas e as mostrei para que eles fizessem a associao tanto com as cores como com os nmeros. A metodologia fazer com que eles gostem de falar ingls. Assim vamos revisando e ensinando mais palavras, explica.
Segundo Dall, as aulas tambm buscam a socializao e integrao dos alunos. Alm da realizao de um sonho e de aprenderem a falar o idioma, os alunos iro se sentir mais integrados. Estou me sentindo realizado e feliz com a evoluo deles, ressalta.
A aluna Berlane Machado Borges, de 21 anos, j est pronunciando no seu dia a dia as palavras que aprendeu durante as aulas e quer usar futuramente o idioma na sua profisso. s vezes digo para o meu namorado: I love you. Quero um dia ser atriz e ir para os Estados Unidos. Por isso vou aprender ingls, conta.
Depois de um ms de aprendizado, Samuel quer ir alm do sonho de aprender: almeja ensinar. Estou aprendendo bastante e gostando muito das aulas. Quero conversar em ingls com as pessoas e ensinar os meus amigos. Me sinto feliz assim aprendendo ingls. Iam happy, disse.

Dia do meio ambiente sempre na Escola Rio Caet

Estimular uma alimentao saudvel e o cultivo de alimentos orgnicos em casa. Esse o objetivo do projeto Horta Ldica desenvolvido desde 2013 pela Escola Municipal Rio Caet em parceria com o engenheiro agrnomo Antnio Carlos Ferreira da Silva. O amigo da escola, assim como tratado Ferreira, criou um espao para que as crianas realizassem o plantio de verduras e ervas.
Para a aluna do 3 ano, Rayssa Cittadin, de oito anos, muito interessante ter a horta na escola para aprender mais. Eu gosto de cultivar junto com meus amiguinhos da escola. gostoso e saudvel. Adoro cebolinha na comida, principalmente, comenta.
J a estudante Vitria Miranda Scremin, de oito anos, prefere aplicar o aprendizado em casa. Meu av tem uma horta e eu aprendi que a gente deve mexer bastante na terra, conta.
A professora Sonia Mendes Brognoli tambm utiliza a horta para ensinar os alunos. Em algumas matrias possvel associar e levar os alunos at a horta para demonstrao. Como por exemplo, os tipos de solos, plantas e at mesmo em aulas de matemtica j a usei como exemplo. As crianas adoram o local diferenciado e sempre aprendem mais envolvendo este ambiente com o ensinamento transmitido, comenta.
A escola um exemplo no municpio em aes que envolvem o meio ambiente. A iniciativa conta com o apoio da Epagri, pais dos alunos e outros voluntrios para ensinar as crianas a terem prticas saudveis.

DIA DO MEIO
AMBIENTE
Na ltima semana, a escola tambm preparou atividades alusivas ao dia do Meio Ambiente. Uma palestra com o tema Alimentos orgnicos e Meio Ambiente, foi ministrada pelo engenheiro Ferreira. Os alunos e professores puderam perceber a importncia do meio ambiente para a sobrevivncia do ser humano.
Durante a palestra foi destacado os setores de produo que mais causam poluio e o que o ser humano pode fazer. Foi explicado ainda para as crianas que pela constituio do pas, todos tem direito ao meio ambiente equilibrado e que isso de responsabilidade dos governantes e de toda populao. As crianas ficaram sabendo que o homem, atravs das indstrias, mineradoras, da agricultura e pecuria, especialmente na produo de lixo o que causa a maior poluio e contaminao do meio ambiente, explica Ferreira.
Um vdeo foi apresentado pelo palestrante para mostrar as consequncias de jogar lixo na praia. Ferreira ainda explicou sobre os alimentos orgnicos e porque eles so melhores para a sade e para o meio ambiente. Mostrei as crianas como elas podem produzir alimentos orgnicos. Os alimentos orgnicos s possuem vantagens, pois todos ganham: os agricultores, os consumidores e o meio ambiente, finaliza.

Associao dos Aposentados e Pensionistas de Urusssanga adquire novo equipamento de ultrassonografia

Atravs de recursos prprios, a Associao dos Aposentados e Pensionistas de Urussanga realizou a compra de uma mquina de ultrassonografia para melhor atender os pacientes. A instalao foi realizada na ltima segunda-feira, dia 02, em uma sala especial da Associao.
O antigo aparelho j no se adequava mais s necessidades da Associao. Ns vendemos o antigo aparelho e compramos este mais novo. As ultrassonografias j saem na hora e coloridas, facilitando as anlises dos mdicos. Investimos cerca de cem mil reais neste novo equipamento, explica o Presidente da Associao, Paulo Albino de Oliveira. Em mdia sero atendidas 30 pessoas por semana pelo mdico radiologista Marlon Marques da Rosa. Os valores dos exames ficam entre 120 a 60 reais.
Os exames que podero ser realizados com este equipamento so: ultrassonografia do abdmen, do sistema urinrio, mamas, rins, fgado e entre outros.

SOBRE O
EQUIPAMENTO
O equipamento adquirido pela associao se chama LOGIC 700 e foi fabricado pela General Eletric, uma empresa multinacional de elevado conceito em equipamentos mdicos. Segundo o mdico radiologista, Marlon Marques da Rosa, o LOGIC 700 fornece imagens de alta qualidade. Entre os novos recursos podemos citar o Doppler colorido de alta sensibilidade, que permite o estudo do fluxo sanguneo em veias e artrias, imagem digital de alta resoluo, que oferece tima visualizao e flexibilidade no posicionamento, bem como transdutores de alta freqncia com excelente imagem para exames articulares, das mamas, da tireide, vasculares, entre outros, explica.
A Associao agora pode oferecer um conjunto de exames e agregar mais qualidade e capacidade de diagnostico, o que permite um melhor atendimento.

Mais uma ordem de servio entregue para construo de Unidade de Sade

Mais uma ordem de servio foi assinada para a rea da Sade de Urussanga para a construo de uma Unidade Bsica de Sade. A assinatura aconteceu na tera-feira, dia 10, no Posto de Sade Ana Alade Pereira Bettiol, no bairro Estao.
A UBS ser construda pela Serra Sul Engenharia, empresa vencedora da licitao, e atender a populao do centro de Urussanga. Posso dizer que nunca vi tantos recursos federais e agradeo a este governo por me dar a oportunidade de trabalhar com a coisa que mais gosto de fazer na vida que trabalhar com sade, pontuou a secretria de Sade Maringela Dal B Lapolli.
Para o secretrio de Infraestrutura, Jorcio Zucchinali, ter seis postos de sade sendo construdos ao mesmo tempo algo indito no municpio. Alm de todas as comunidades que sero atendidas com as novas UBSs, o posto de sade aqui do bairro servir como Centro de Especialidades Odontolgicas depois das obras, adiantou.
Com a construo das seis Unidades Bsicas de Sade no municpio, so mais de R$ 2 milhes investidos na Sade, conforme ressaltou o vice-prefeito Luiz Henrique Martins. Sabemos que a Sade est longe de ser ideal e que necessrio material humano na rea, mas estamos trabalhando para melhorar a qualidade de vida de todos, destacou.
A UBS que atender a populao do centro da cidade foi licitada no valor aproximado de R$ 400 mil e dever iniciar j na prxima semana, com prazo de entrega de 10 meses.

Com prejuzo, diretoria do hospital analisa fechamento da maternidade

O destino da maternidade do Hospital Nossa Senhora da Conceio de Urussanga est em discusso novamente. Nesta semana, a direo da entidade reuniu a imprensa local e anunciou que est analisando o fechamento da maternidade. Segundo a direo do hospital, o recurso de R$ 48 mil confirmado pelo Governo Estadual em setembro de 2013 repassado por meio de prestao de servios ao invs de ser aplicado na maternidade, inviabilizando a manuteno e o custeio da mesma.
Ano passado fechamos a maternidade em abril e reabrimos em julho com a promessa deste recurso para pagar os mdicos. Uma portaria publicada em agosto repassou R$ 585 mil dividido em 12 meses. Mas este dinheiro veio destinado para outros fins. O valor est vindo como servios para o hospital, comprando servios nossos, colaborando tambm. S que desta forma no est vindo direcionado para a maternidade e no possvel continuar com um prejuzo mensal de R$ 30 mil. At hoje no recebemos para a maternidade o R$ 30 mil prometido pelo Governo Estadual e o R$ 50 mil pelo Governo Federal atravs da Rede Cegonha, explica o presidente do hospital, Arnaldo Bez Batti.
Segundo Bez Batti, alm da equipe de profissionais do hospital, para o funcionamento da maternidade necessrio um obstetra e um pediatra de sobreaviso. No ano passado, cada especialista cobrava R$ 30 a hora, gerando um valor de mais de R$ 44 mil por ms. De acordo com o tesoureiro do hospital, Agostinho Vendramini, nos ltimos meses a instituio est tendo um prejuzo mensal de R$ 30 mil. Se calcularmos uma mdia de 40 partos normais por ms, sendo que o hospital recebe R$ 351,00 cada, ganhamos R$ 14.040,00. Pagando os mais de R$ 44 mil para os mdicos, ficamos com o saldo negativo de R$ 30 mil, explica. De acordo com a direo do hospital, neste ano os mdicos esto solicitando um aumento para R$ 60 a hora, que dobraria o prejuzo da instituio.
De acordo com a assessora da direo do hospital, Irm Olinda Costa, a instituio ir procurar o Ministrio Pblico para explicar a situao. J utilizamos o dinheiro do bazar para quitar o prejuzo. No d para continuar assim. Vamos ter que fechar e reabrir somente se conseguirmos o valor para bancar os mdicos e pagar os meses atrasados desde agosto que totalizam quase meio milho. Precisamos discutir esta situao, pois um caso que envolve a populao regional, frisa. Segundo dados do Hospital Nossa Senhora da Conceio, desde agosto de 2013 at maio deste ano mais de 440 crianas nasceram na instituio.
POSIO
A Secretria de Sade de Urussanga, Maringela Dal B Lapolli afirma que maioria dos hospitais do Brasil passam pela mesma situao. Segundo Maringela, a secretaria no possui recursos para auxiliar o hospital nesta situao. O Hospital Santa Catarina, de Cricima, est pedindo ao Estado 2 milhes. Como secretria no posso decidir pelo hospital, mas a minha posio que no tenho recursos para dar mais ao hospital. Nossa secretaria tem o dever de cuidar das gestantes e dos recm-nascidos, dando apoio e assistncia e as encaminhar ao local mais prximo, ressalta.