Rapidinhas

-Ex-prefeito Luiz Carlos Zen visitou o prefeito municipal Johnny Felippe nesta semana. O assunto ainda um mistrio…
uGreve dos avicultores ganhar a prtica da ao. Os trabalhadores nesse perodo no efetuaro as entregas. A greve poder se estender em at 20 dias. Tem produtor que recebe 0,25 centavos por ave. Produtores querem unificao da tabela e 0,80 centavos por ave.
-A Secretaria de Sade de Urussanga est a frente de um projeto em parceria com a Educao, Assistncia Social, policias, entidades, enfim..para a elaborao de um projeto de combate s drogas. O assunto foi discutido nessa quarta-feira.
-A Cmara de Vereadores de Urussanga recebeu a visita do vereador de Bom Jardim, Ivnio Aguiar dos Santos (PMDB) que acompanhou a sesso desta tera-feira.
-A SATC e a Rdio Eldorado iro trazer para Cricima um evento imperdvel. Uma Palestra/jantar com o jornalista renomado, Arnaldo Jabor. O evento ser no dia 22 de Maio em nica apresentao na cidade. Ele falar sobre a sua viso de Brasil para 2014. Aquisio de mesas est aberta. O valor por pessoa de R$ 130,00.
-Coloque na agenda. Ser imperdvel o Feiro das Malhas Marlicia esse ano. A fbrica abrir suas portas no dia 04 de maio para a populao e se estender at o dia das mes. Uma tima oportunidade para presentear a sua me e garantir mais calor nesse inverno. Corre l, so mais de 2 mil peas.
-A Deputada Ada De Lucca atendendo ao pedido da vereadora Dani ir destinar R$100 mil do Fundo Social onde sero aplicados em pavimentao. A vereadora tambm pediu para que a deputada libere R$ 40 mil para a compra de um veculo para o uso da secretaria de educao.
-O vereador Marquinhos parabenizou o popular Alemo que assumiu mais uma vez a presidncia do Conseg. O Conseg faz um trabalho fantstico. Quando a urna esteve em Rio Amrica tivemos 83 reclamaes de nibus. Foi aberta nova licitao para o servio melhorar. Sem contar no trabalho antidrogas, destacou.
-Tem gente por ai espalhando no comrcio local e de Cocal que a Rdio Marconi est falida. Olhem, acho que o extrato bancrio provaria o contrrio, at porque tudo caminha dentro dos conformes e nos padres. Olhem a dor de cotovelo.
-Vereador Rozemar teve mais um susto na ltima semana. Dois indivduos tentaram arrombar novamente a Barraca do Taliano. Com base ainda no ocorrido, o vereador Taliano lamentou a situao da Polcia Civil. Fiquei duas horas para registrar um boletim de ocorrncia. por isso que as pessoas no fazem o registro. Alguma coisa precisa ser feita para agilizar esse processo. Ns perdemos no mnimo 40 minutos para registrar se no tiver ningum na frente, relatou.
-Vereadora Dani afirmou que ONG Raa precisa estar com a documentao em dia para receber verba.
-Polcias rodovirias divulgaram o balano da operao nas estradas durante o feriado. Foram 16 mortes e mais de 460 acidentes.
-Mais de 1,6 mil quilos de peixe vivo, carpa e tilpia, foram comercializadas na terceira Feira do Peixe Vivo, na ltima semana.
-Cmara j tem o nome praticamente definido do novo assessor de imprensa. Ele homem, de Urussanga e estudante de jornalismo.

-Bom final de semana a todos e fiquem com Deus! Fui…

Programao oficial da Festa do Vinho ser lanada em maio

A festa mais esperada de Urussanga est prestes a ter seu lanamento oficial. A to aguardada data para a divulgao dos shows oficiais e toda a programao da festa ser no dia 10 de maio, sbado, na Praa Anita Garibaldi, com apresentaes artsticas e culturais, alm da polenta gigante do grupo Amici della Polenta.
Esta ser uma grande festa e no dia 10 de maio daremos as informaes sobre a programao, como os shows nacionais confirmados, que so a atrao mais esperada da Festa do Vinho, declarou o presidente da Comisso Organizadora, Amarildo De Brida.
No lanamento da festa, Neguinho e Emanuel faro apresentao especial na Praa Anita Garibaldi, alm de outras apresentaes artsticas locais e regionais. Segundo De Brida, o lanamento oficial da 15 Festa do Vinho ter novidades para o pblico. A partir de maio, Urussanga e regio vo lembrar da Festa do Vinho todos os dias, ressaltou.
Os passaportes para o evento estaro venda a partir da divulgao da programao. A 15 Festa do Vinho acontecer neste ano entre os dias 6 e 10 de maio.

ALUMASA obtm certificao ISO 9001:2008

A ALUMASA, empresa de Alumnio e Plstico, conquistou o certificado deconformidade s diretrizes exigidas pela ISO 9001:2008 para a unidade de extruso de alumnio. A certificao reflete o empenho da companhia em aprimorar continuamente seus processos relacionados eficincia e qualidade com o objetivo de agregar valor aos negcios de seus clientes.
Esta uma conquista muito importante para a ALUMASA, uma vez que temos uma preocupao constante na melhoria do processo produtivo s mais modernas normas e padres de qualidade, tornando-nos cada vez mais parceiros estratgicos de nossos clientes, explica Rodrigo Fontanella, diretor Administrativo Comercial, da Alumasa Plstico e Alumnio.
O diretor explica ainda que o primeiro passo foi dado com muito sucesso, j que o planejamento pretende alcanar todas as partes produtivas da empresa. A renovao contnua dos processos e os seguidos interesses nas certificaes na norma ISO 9001 demonstram a importncia que a qualidade, aliada eficincia e gerao de resultados, pode determinar para uma imagem forte e eficiente da empresa.

Entenda a ISO 9001

A IS0 9001 uma das normas de Sistemas de Gesto de Qualidade (SGQ), sendo utilizada por mais de 750 mil organizaes em 161 pases. Ela ajuda todos os tipos de empresa a obter sucesso atravs de uma melhora na satisfao dos seus clientes, da motivao dos colaboradores e da melhoria contnua. Com a certificao, as empresas podem ter os seguintes benefcios: vantagem competitiva, melhoria do desempenho e gerenciamento de risco do negcio, atrao de investimentos, reduo de gastos, otimizao das operaes e reduo do desperdcio, incentivo comunicao interna e aumento da satisfao dos clientes.

Sobre a Alumasa
Indstria de Plstico e Alumnio foi fundada em 1986 na cidade de Urussanga, no sul do estado de Santa Catarina. Iniciou com a fabricao de esquadrias de alumnio e a partir de 2003 passou a produzir acessrios para banheiro e jardim, derivados de plstico. Em 2008 a empresa adquiriu uma extrusora para fabricao de perfis de alumnio, dispondo de um setor prprio para produo de ferramentas. A partir de 2011 iniciou a fabricao de tarugos de alumnio, garantido o abastecimento das prprias extrusoras. ALUMASA, atualmente, produz uma diversificada gama de produtos e investe constantemente em matria-prima de qualidade, tecnologia de ponta e profissionais altamente qualificados, tendo como objetivo oferecer s pessoas, de forma sustentvel, o que existe de melhor em produtos derivados de alumnio e plstico.

O Quarteto Vinho Tinto

Com o intuito de resgatar o esprito da extinta e famosa banda Os Cardeais, trs jovens msicos se uniram para dar incio formao da banda Vinho Tinto, em 1985. Os jovens Geraldo Fornasa, Marcos Bez Birolo, Ira Baslio Manduca e Jos Mendes Barbosa tinham como objetivo se apresentar na prxima Festa do Vinho. Para isto, formaram uma banda e decidiram fazer desta bebida parte do nome do grupo. Alm da vontade de tocar na Festa do Vinho, nossa inspirao tambm foi pelo fato da bebida ser uma referncia a cidade, conta Jos Mendes Barbosa. Os ensaios aconteciam semanalmente e eram realizados na empresa que pertencia famlia Fornasa. Dos ensaios, os jovens se apresentavam em Urussanga e regio.

Na poca, Geraldo tocava guitarra e tambm era o vocal, Marcos no contrabaixo, Ira na bateria e Jos, mais conhecido como Z Borsa, na guitarra, guitarra solo e no vocal. A sada de Geraldo e Marcos resultou na segunda formao da banda, que contou com o apoio dos novos integrantes Rafael Machado, na guitarra, e Gleison Favro, na bateria.

Msicas
prprias e
muito
rock n roll
As inspiraes de grandes bandas nacionais e internacionais como The Beatles, Creedence e cantoras como Rita Lee fizeram da banda Vinho Tinto uma referncia na regio atravs do gnero musical rock. Inspirados e apaixonados por msica, os jovens criaram diversas canes prprias que se tornaram grandes sucessos tocados atualmente pelo grupo Gera Fornasa e Bandalheia. Tocvamos as msicas escritas pelo Geraldo, como Abraado no garrafo, Longe da Moto, Otrio e Cidado Silva, comenta Barbosa.

Fim da banda
A banda Vinho Tinto encerrou sua carreira musical por volta de 1987. Dois integrantes do grupo no tinham mais tempo para continuar com a banda. Alm disso, os outros jovens no conseguiram encontrar novos integrantes para compor o grupo. A banda teve um curto tempo de existncia, mas foi muito especial. ramos mais velhos e era um prazer tocar e encantar, recorda.

A oportunidade de estudar na Alemanha

 

Os treinos e ensaios intensos aperfeioaram pouco a pouco a voz do tenor Aldo Baldin. O compositor e maestro catarinense Edino Krieger, de 86 anos, residente no Rio de Janeiro, conheceu Aldo Baldin na dcada de 70 ao frequentar a residncia do casal Krieger, que acompanhou de perto o trabalho de Baldin nas apresentaes de concertos no Rio de Janeiro nas documentaes que envolviam a bolsa de estudos do DAAD.
A esposa do maestro, que trabalhava no Instituto Goethe, ajudou Aldo Baldin a dar entrada a essa bolsa na Alemanha, logo que chegasse ao pas e antes de comear os estudos na faculdade de msica. A bolsa inclua o aprendizado da lngua alem por seis meses, numa casa do Instituto. Ns passamos a acompanhar o Aldo nos concertos dele. Eu sempre me fascinei com o seu talento musical e a sua voz excepcional. Excepcional pela qualidade da voz, pelo timbre da mesma muito agradvel. Ele no tinha uma voz potente, no era um tenor de peras fortes. Ele era mais um tenor de rias de cantatas de Bach, que ele fazia belissimamente bem e as peras clssicas de Mozart, Paisiello, Rossini. Para esse tipo de repertrio, que muito especfico, requer-se um tipo especial de voz que prima mais pela beleza e pela qualidade do que pelo volume das grandi voci. A qualidade vocal dele era a absoluta afinao. O Aldo Baldin era um prodgio nessa afinao, porque era exatamente um msico completo. Baldin estudou e sofreu muito para chegar a ter toda essa tcnica. Isso como ser um atleta de Ginstica Olmpica que treina e ensaia todos os dias para desenvolver os msculos das cordas vocais. Ele tinha naturalmente uma belssima voz j antes de ir para Alemanha. O que aconteceu, no meu entendimento, foi que na Alemanha essas qualidades da voz natural do Aldo Baldin foram elevadas sua mxima potncia, frisa Krieger.

apresentao para os pais
De todas as histrias de Aldo Baldin, uma delas tocou e marcou a memria do compositor e maestro catarinense Edino Krieger: a primeira e nica vez que os pais do tenor o viram se apresentar. Uma vez Aldo me falou que fez um recital em Florianpolis. O padre Agenor Neves Marques, de Urussanga, era muito amigo dele e fez uma surpresa levando alguns parentes para v-lo no teatro. O pai e me do Baldin foram para assisti-lo pela primeira e nica vez. Os pais no entenderam nada. At a tudo bem normal. Mas eles no entendiam como que aquilo dava dinheiro e por que ele sofria tanto no palco interpretando as msicas. Aldo ficou decepcionado, mas acabava entendendo, recorda.
Essa ruptura aconteceu com a histria da prpria famlia e da prpria vida dele. De repente, Aldo Baldin saiu daquele contexto e foi viver um outro tipo de vida nos grandes centros e no exterior. Krieger lembra que quando Aldo voltava para Urussanga, ele sentia necessidade de voltar quela vida que teve da infncia. Isso foi uma coisa muito bonita da gente ouvir de Aldo. Ele dizia: sabe que eu chego l na minha terra e, para sentir que eu tenho ainda o contato com a minha famlia, eu pego a enxada e vou com eles l na roa passar o dia inteiro capinando, conta.

CENRIO MUSICAL
O amigo Darcy Brasiliano dos Santos, de 90 anos, Diretor da Pr-Msica de Florianpolis, conheceu Aldo Baldin em 1970, por ocasio dos concertos de 10 anos da Associao Coral de Florianpolis, dirigido por Aldo Krieger, pai de Edino Krieger. Na oportunidade, Baldin cantou como solista. Ao visitar a capital catarinense, o urussanguense se hospedava na casa do amigo Darcy. Quando se aproximava da ponte Herclio Luz, ele j telefonava e perguntava para minha esposa: Dona Diva, o meu quarto est pronto? Eu estou chegando. Sozinho ou com a famlia ele sempre ia l em casa, salienta Darcy.
Segundo o amigo, Aldo tinha uma preocupao com a situao musical no Brasil. Ele se queixava muito e ficava at sem jeito. Pouco sem vontade em cantar no Brasil porque no encontrava um ambiente adequado. Ele achava as coisas muito improvisadas nas produes, principalmente em So Paulo e no Rio de Janeiro, onde ele mais atuava, ressalta. De acordo com Darcy, apesar de tudo, Aldo no abandonou artisticamente o Brasil e tinha projetos como, por exemplo, o sonho de formar um Centro de Arte na Universidade Federal de Santa Catarina. Ele, como catarinense, gostaria que o Estado se tornasse um verdadeiro centro de msica. No s msica, mas um centro de artes, que inclua bal, teatro, artes cnicas e canto. E assim ele apresentou um projeto para o Reitor de Universidade, rico em detalhes e com uma escalao de professores de primeira, inclusive ele era um desses professores. Mas no foi aprovado por questes financeiras e polticas, relembra.
Darcy conta com carinho do presente que Aldo Baldin deu para Urussanga: o disco Villa-Lobos, chamado Serestas, Bachianas & Canes, com a Igreja Matriz na capa e o tenor. A elaborao do material teve apoio do Padre Agenor Neves Marques, vigrio da parquia na poca que mobilizou vrias pessoas e associaes para levantar o dinheiro para pagar o disco. Ele veio aqui e me presenteou com esse disco. Ele se sentiu muito valorizado. Primeiro por se tratar de um compositor brasileiro, Heitor Villa-Lobos, e outro pelo apoio da cidade de Urussanga, frisa.

Conseg empossa nova diretoria

Considerado um dos melhores Conselhos Comunitrios de Segurana (Conseg) de Santa Catarina, a nova diretoria do Conseg de Urussanga foi empossada no dia 16, no Quartel da Polcia Militar de Urussanga. H cinco anos, Rubens Rodrigues da Silva Presidente do Conseg de Urussanga e ficar no cargo por mais dois anos. A vice-presidncia ficou com Jorge Henrique Farias Nagel.
O evento contou com a participao do Tenente Coronel da Polcia Militar e Diretor de Segurana Cidad, Luiz Ricardo Duarte, que na oportunidade parabenizou o Conseg de Urussanga e afirmou que ele considerado um dos melhores de Santa Catarina por estar ativo perante o Estado. A equipe informa todos os meses as atividades que esto sendo realizadas. um trabalho organizado e importante para a sociedade, pois ajuda a previnir o crime e atua na raiz do problema. Urussanga tem mostrando que tem um bom engajamento e realiza um trabalho em conjunto e este o caminho, destacou.
De acordo com Rubens, o popular Alemo, o grupo atua no repasse das informaes para os setores responsveis buscarem a soluo. A comunidade tem confiado no nosso trabalho e est cada vez mais realizando denuncias. muito importante que os boletins de ocorrncias sejam feito, mesmo quando forem por pequenas causas, porque assim podemos fazer as estatsticas, explica Silva.
Segundo o Presidente do Conseg, um dos principais projetos que est em andamento para este ano a realizao de um curso de Lideranas Comunitrias na rea da Segurana Pblica. O curso gratuito e o que precisamos no momento encontrar 35 pessoas para que os profissionais de Florianpolis venham dar as aulas, explica. As aulas sero realizadas durante uma semana em perodo integral, onde a data ser combinada conforme o fechamento da turma. O curso visa a ensinar a comunidade a aplicar os ensinamentos de segurana do seu local. Para mais informaes e inscries, os interessados devero ligar para o nmero (48) 9949-5100 ou na Polcia Militar de Urussanga, 190 ou 9970-2173.
Alm do curso, outro projeto que est em andamento a busca pelo apoio das associaes das comunidades de Urussanga, onde ser criado o adesivo Comunidade Vigilante que ajudar na fiscalizao de pessoas ms intencionadas.

Uso de drogas obteve maior nmero de denncia em 2013
No ano de 2013, o Conseg obteve bons resultados com as denncias recolhidas nas caixas deixadas nas escolas e nas comunidades de Urussanga. Somente no ano passado foram depositadas 383 denncias e sugestes, dentre elas, 65 denncias foram de uso de drogas. O segundo maior nmero com relao a irregularidades do transporte coletivo que totaliza em 63 sugestes. Cinquenta e uma denncias com relao iluminao, calamento e recolhimento de lixos foram realizadas. Com relao a problemas escolares foram registrados 32 casos.
A populao tambm faz solicitaes atravs das caixas coletoras, onde os maiores nmeros so para criao de um centro de zoonoses, em segundo vem os pedidos para realizao de rondas e policiamento preventivo. Doze pedidos de construo de uma nova pista de skate tambm foram registrados. Trotes e brincadeiras tiveram 18 casos de denuncias. J de prostituio foram 13 e de trfico de drogas totalizou em 16.
Os menores nmeros de denncias foram com relao a crimes ambientais, perturbaes do sossego de casas noturnas e animais perigosos soltos em vias pblicas, com apenas sete registros cada. Tambm foram registrados apenas nove denuncias de furtos e oito de menores conduzindo veculos automotores. Alm das denuncias, tambm tivemos 22 agradecimentos de servios prestados. importante que a comunidade continue denunciando para cada vez mais evitarmos o crime, finaliza Alemo.

Alteraes no ttulo de eleitor devem ser feitas at 7 de maio

As eleies em outubro deste ano elegero presidente, governadores, deputados federais, deputados estaduais e senadores. Os cidados que precisam regularizar a situao do ttulo de eleitor para votar tm prazo at o dia 7 de maio para procurar o Cartrio Eleitoral da Comarca de Urussanga.

Segundo o chefe do Cartrio Eleitoral da Comarca de Urussanga, Carlos Valrio Gerber Wietzikoski, a emisso do primeiro ttulo de eleitor pode ser feita a qualquer momento at 150 dias antes da eleio. Alm deste servio, o Cartrio Eleitoral tambm realizar at 7 de maio a transferncia do local de votao, alterao do nome em caso de casamento ou divrcio, atualizao de dados cadastrais e emisso de segunda via. Lembrando que obrigatrio votar maior de 18 anos a 70 anos e facultativo para pessoas de 16 a 18 anos completos no dia do pleito, explica. Eleitores com deficincia fsica ou mobilidade reduzida podem pedir transferncia para sees eleitorais em locais acessveis.
A eleio no primeiro turno acontecer no dia 5 de outubro. Caso acontea segundo turno, a votao acontecer no dia 26 de outubro. Conforme dados aproximados do Cartrio Eleitoral da Comarca de Urussanga, at a metade do ms de abril, Urussanga possui 16.750 eleitores, Cocal do Sul tem 12.700 eleitores e Morro da Fumaa possui 12.150 eleitores.
O Cartrio Eleitoral da Comarca de Urussanga emitir ttulo de eleitor at dia 7 de maio de 2014, de segunda a sexta-feira, das 12 s 19 horas, e est localizado na rua Vidal Ramos, 159, centro, ao lado da Escola Baro do Rio Branco.

NOVOS LOCAIS
DE VOTAO
De acordo com o chefe do Cartrio Eleitoral da Comarca de Urussanga, Carlos Valrio Gerber Wietzikoski, as cidades de Urussanga e Cocal do Sul tiveram locais de votao alterados. Em Urussanga, a seo de Belvedere Baixo passou para Belvedere, sendo que a seo 100 foi extinta e todos os seus eleitores passaram para a seo 74. Na localidade de Rio Salto, duas urnas estaro disponveis no salo paroquial da igreja em funo da escola ter sido desativada. J em Cocal do Sul, os eleitores tero um novo local de votao. Haver uma nova seo na localidade de Cristo Rei. Os interessados em votar nesta seo devem procurar o cartrio eleitoral at dia 7 de maio para mudar o local, ressalta.

Secretaria de Sade desenvolve Programa Sade na Escola

Desenvolver hbitos saudveis e conhecer o prprio corpo e suas transformaes durante o desenvolvimento da criana a proposta do Programa Sade na Escola. O programa foi criado pelo Ministrio da Sade e aplicado atravs Secretaria Municipal de nas escolas educao infantil e ensino fundamental.
Os temas determinados pelo ministrio a serem trabalhados em sala de aula so: sade e preveno, educao para sade sexual, sade reprodutiva e DST/Aids.
Para repassar o contedo de forma mais atraente, os profissionais da sade utilizam-se do teatro e apresentaes ldicas atravs do uso de multimdias, como o datashow.
Para as turmas de 1 e 2 anos, esto sendo apresentadas peas com teatro de fantoches. Para os 3 e 4 anos, uma mdica realiza a contao de histria com auxlio de um datashow. Nessa faixa etria, o texto escolhido foi o da escritora Babette Cole, Minha me botou um ovo, que aborda a sexualidade nas crianas at os 6 anos.
Para os alunos dos 5 aos 9 anos, uma pea teatral, aborda os conflitos ligados a sexualidade na adolescncia. Os atores so os prprios profissionais de sade do municpio.
Com uma boa dose de humor os atores conseguiram prender a ateno das crianas e passar informaes srias sobre o universo infantil.
Segundo a secretria de Sade, Maringela Dal B Lapolli, o programa Sade na Escola de fundamental importncia no desenvolvimento saudvel da criana. Elas esto recebendo informaes corretas sobre a sexualidade e sade. Isso contribui bastante para que elas cresam com um entendimento melhor sobre questes que implicam nas transformaes que acontecem, tanto fsica quanto psicolgicas, no decorrer das fases de suas vidas, assinalou a secretria.
O Sade na Escola iniciou no municpio na segunda metade de 2013. Neste ano, as atividades retornaram no incio desta semana e dever ser concluda no segundo semestre do corrente ano.

Urussanga realiza cirurgias para identificao do cncer de boca

O aumento do nmero de casos de cncer de boca nos ltimos dez anos, tem preocupado as autoridades de sade no pas. Em 2002, havia um caso para 40 mil habitantes e em 2013, foi verificado um caso para 40 mil habitantes, exatamente o dobro. A preveno e o diagnstico precoce ainda so as melhores formas de combater a doena.
Na Amrec, Urussanga e Cricima so os nicos municpios habilitados a realizarem cirurgias para coleta de material para anlise laboratorial. Segundo a secretria de Sade Maringela Dal B Lapolli, o municpio, atravs do Sistema nico de Sade (SUS) desenvolve um forte trabalho de preveno, por meio de campanhas educativas e o controle permanente por parte dos profissionais de sade na identificao de possveis casos da doena em pacientes que frequentam periodicamente o consultrio dos dentistas.
Urussanga possui profissionais credenciados para a realizao dessas cirurgias, fundamentais para a identificao do cncer de boca, observou a secretria.
Depois de coletado, o material encaminhado para laboratrios especializados que realizam as anlises. Nos casos positivos, o dentista do SUS encaminha o paciente para o tratamento com um oncologista. Em 2013, Urussanga registrou trs casos confirmados da doena.
O dentista Incio Brings afirma que os casos esto relacionados principalmente a pacientes histrico de tabagismo, consumo de constante de lcool , exposio solar, fatores genticos, infeces virais, fatores nutricionais (gordura, embutidos, enlatados), m higiene bucal, prteses mal adaptadas.
O cncer bucal atinge geralmente homens com idade entre 45 e 55 anos. A regio da boca mais atingida a lngua, seguida pelo assoalho da boca, e lbio inferior. Ao sinal de qualquer alterao na regio bucal, importante procurar um dentista, salientou Brings.

Mobilizao nacional de vacinao contra a gripe ser neste sbado

Quem ainda no se vacinou ter a oportunidade de fazer a vacina contra os trs tipos de vrus (Influenza A H1N1, Influenza H3N2 e Influenza do tipo B), neste sbado, dia 26, que ser o Dia Oficial da Vacinao.

Apenas as pessoas com mais de 60 anos, com doenas crnicas, crianas com mais de seis meses aos dois anos, agentes da sade e as purperas, mulheres em quarentena, podero ser vacinadas. Segundo a Coordenadora da Vigilncia Epidemiolgica, Robertina Goulart Nunes, importante fazer a vacinao para reduzir as complicaes causadas pelas infeces causadas pelo vrus influenza. A vacina segura e a melhor forma de evitar doenas graves, internaes ou mesmo bitos por complicaes associadas gripe, observa.
No Dia D da Vacinao, os postos de sade estaro abertos das 8 s 17 horas, sem fechar ao meio-dia. importante lembrar-se de levar a carteira de vacinao, pois sem ela no possvel fazer a vacinao. Os grupos de pessoas com doenas crnicas devem levar uma prescrio mdica autorizando a vacinao, explica Robertina.
Apenas as pessoas que possuem alergia a ovos, que esto com febre e que j tiveram alguma reao alrgica no ano anterior no podero ser vacinadas. Mesmo quem se vacinou em 2013, deve realizar novamente a vacina, pois, a imunidade contra a gripe dura at um ano aps a vacina. Confira os postos que estaro abertos durante o dia neste sbado para vacinao na tabela ao lado.

Projeto Adote o Verde em confraternizao

A adoo dos canteiros nas rtulas e trevos de Urussanga por empresas urussanguenses no projeto Adote o Verde teve uma comemorao especial, na ltima semana, no Salo de Atos da Prefeitura de Urussanga. O projeto, desenvolvido pela Fundao Ambiental Municipal de Urussanga (FAMU) em parceria com a Secretaria de Infraestrutura do municpio desde o segundo semestre de 2013, reuniu os participantes em um coquetel para confraternizar e trocar ideias para deixar os espaos adotados ainda mais bonitos. No total, so nove as empresas participantes da ao que visa a manter os locais pblicos bem conservados. Seguimos o modelo que a cidade de Joinville utiliza h anos e est sendo um grande aprendizado a todos ns. Todos os empresrios que se empenharam conosco neste projeto deixaram a nossa cidade melhor, destacou o secretrio de Infraestrutura Jorcio Zucchinali. Para a coordenadora da Famu, engenheira Bruna Costa, se no fossem as parcerias realizadas por meio do Adote o Verde, as praas e rtulas mantidas pelo projeto no estariam to bem conservadas como esto hoje. O Adote o Verde denota responsabilidade fazendo com que cada empresa participante se torne uma empresa cidad, ressaltou.
Participam do projeto as empresas Plantar Agropecuria, Marisa Flores, Supermercados So Pedro, Joaza Flores e Paisagismo, Assembleia de Deus, SBM Minerao, Consrcio de Resduos Slidos Cirsures, Floricultura Palmeiras e Lojo Nova Itlia, estes dois ltimos tendo assinado o acordo na mesma manh da confraternizao.

Problemas com
vandalismo
A empresria e adotante de um dos canteiros da cidade, Marisa Ferreira, assinalou a importncia do cuidado com os locais e pediu para que todos contribussem na vigilncia, evitando o vandalismo. Estamos sentindo alguma dificuldade em manter as flores porque acontece de arrancarem o que plantamos. At mesmo a placa de identificao do nosso canteiro j arrancaram, reclamou. Para Zucchinali, apesar de o vandalismo estar presente em alguns pontos, necessria a persistncia. Em breve, teremos mais pontos que recebero nova iluminao o que, provavelmente, dar mais segurana aos espaos pblicos, incluindo os canteiros adotados, assinalou. A representante de floricultura e adotante do projeto, Schiirla Petroski, afirmou que participar da ao, mesmo com as aes adversas, tem sido gratificante. O espao por ns adotado incentivou at mesmo a vizinhana a cuidar da jardinagem. Todo o mundo ficou contente, destacou.
O projeto Adote o Verde ainda possui vagas para adoes em espaos pblicos em Urussanga. Empresas ou entidades interessadas devem fazer contato com a Famu na sede da fundao ou pelo telefone 3465-4686.

No dia do livro, Prefeitura lana projeto que alia sade, leitura e cultura em um nico local

No dia que marca o Dia do Livro, a Secretaria de Sade e o Departamento de Cultura de Urussanga uniram-se no projeto Gotas Literrias, ao que visa a levar a literatura at as pessoas nas unidades de sade. O projeto foi lanado na tarde de quarta-feira, 23 de abril, no posto de sade central, contando com a presena da Academia de Letras de Urussanga.Abraamos esta causa porque julgamos ser importante transformar o espao da sade num espao de alvio para as pessoas, fazendo com que elas tenham acesso facilitado leitura enquanto aguardam atendimento nos postos de sade, declarou a secretria de Sade de Urussanga, Maringela Dal B Lapolli.
A diretora de Cultura, Daniela Mondardo, destacou que os livros foram escolhidos com muito carinho para serem disponibilizados nas unidades de sade do municpio. Queremos que a cultura d certo e neste dia do livro, estamos aproveitando para enfatizar a importncia que o hbito de ler possui entre as pessoas, acrescentou. A responsvel pela Biblioteca Municipal, Maria Alice Batista, destacou que o projeto dever ser estendido aos 48 grupos de mes do municpio, cerca de 900 mulheres, e para as Comisses Internas de Preveno de Acidentes (CIPAs) da cidade. Para estes grupos, num segundo momento, a Biblioteca far o emprstimo dos livros. J nos postos de sade as pessoas no tero o registro, apesar de os livros terem o carimbo da Biblioteca Municipal, acrescentou.
O projeto Gotas Literrias tambm est sendo levado aos demais postos de sade do municpio, como Bairro da Estao, Linha Pacheco e Bela Vista. Alm dos livros e revistas, as crianas tero um espao apropriado com materiais pedaggicos, tambm enquanto acompanham os pais. Estamos estruturando alguns postos de sade, mas aos poucos, todas as unidades de sade recebero o Gotas Literrias, finalizou Maringela.

Canil de Santaninha ainda est longe de receber apoio

No ano passado, uma mobilizao em prol ao canil de Santaninha mantido pela aposentada Maria Vieira, 73 anos, chamou a ateno de autoridades e populao de Urussanga. Com o auxlio da ONG Raa algumas aes foram promovidas, mas ainda sem suprir a necessidade do local que abriga cerca de 160 ces de ruas. A falta de apoio e o descaso com os cachorros de rua levaram o vereador Rozemar Sebastio a promover mais uma vez o debate junto s autoridades. Nas ltimas semanas, o vereador visitou com frequncia o local e acompanhou a luta diria da aposentada para manter e cuidar dos ces de rua que ela recebe.
Hoje, Maria conta apenas com a ajuda de pessoas que fazem doao de rao e outros alimentos para os ces, mas segundo ela, isto sempre uma preocupao por no ter nada garantido. Os animais consomem 25 quilos de rao de rao e 20 quilos de arroz por dia. Com meu salrio eu compro somente o que realmente preciso e o restante gasto com meus cachorros. No tenho uma ajuda fixa e isso complicado, pois, tenho medo de um dia faltar alimento para eles, comenta.

Vereador busca
recursos
O vereador Rozemar Sebastio apresentou na Cmara de Vereadores de Urussanga um requerimento pedindo para que o prefeito Johnny Felippe visite a residncia de dona Maria. A proposta do vereador fazer com que a Administrao Municipal passe a ser responsvel pelo local onde esto os ces, para que eles tenham mais cuidados. Gostaria que estes ces recebessem a alimentao adequada e tivessem a visita de um veterinrio periodicamente, explica Sebastio. Ele tambm tem a inteno de disponibilizar um funcionrio pago, que poderia ser a prpria moradora para cuidar dos animais. Os animais so bem tratados pela dona Maria, vivem feliz com seus cuidados, porm, ela precisa de ajuda para que os ces vivam com tranquilidade para que eles sejam alimentados corretamente e divididos para no haver brigas, conta.
Segundo o Prefeito Johnny Felippe, tudo tem que ser feito dentro da lei e o projeto no foi autorizado. No posso colocar dinheiro pblico dentro de um terreno particular, ento tudo tem que ser realizado conforme as leis, explica.

Saiba Mais
Dona Maria reside no municpio h trs anos, quando teve que sair de Cricima por causa da reclamao dos vizinhos devido ao barulho que seus 80 ces abandonados faziam. Na comunidade de Santaninha ela encontrou um local melhor para trazer os ces e poder se dedicar a eles. Como aqui afastado da cidade e tenho poucos vizinhos, no h problema com o barulho que eles causam. Consigo realizar o meu trabalho com dedicao e bastante dificuldade, conta Maria.
A histria de Dona Maria com seus ces comeou quando ela decidiu adotar um cachorro e percebeu que o animal era muito carinhoso. Depois de duas semanas, ela j estava com 16 ces e, com o passar dos anos, chegou a 160 ces. Grande parte dos animais que vieram comigo de Cricima eu fui conseguindo doar, porm, ao mesmo tempo outras pessoas deixaram mais ces aqui ou abandonam perto da minha casa, observa.

Colabore
A maior necessidade de Maria com a alimentao. A despesa muito grande. A gente pede para que as pessoas doem rao, pois, com a minha prpria renda eu consigo me virar, diz Maria. Para facilitar, os interessados podem adquirir a rao nas agropecurias de Urussanga e eles mesmos se encarregam de levar at a casa da aposentada, em Santaninha. Outra forma de ajudar tambm adotando um co. Temos muitos precisando de um lar amigo e que se comprometa em cuidar bem, finaliza Maria.

Vacina contra o H1N1 est disponvel no Laboratrio Brigo

Com o Inverno cada vez mais prximo, a preocupao com a gripe A comea a aparecer. A Campanha Nacional de Vacinao Contra a Gripe comeou nesta tera-feira e o Laboratrio Brigo j possui um estoque da vacina contra o H1N1. At o momento, mais de 1,2 mil pessoas foram imunizadas pelo laboratrio.
De acordo com Helga Hilbert Mello, bioqumica gerente tcnica do Laboratrio Brigo, este o melhor perodo para que a vacina seja aplicada. O corpo leva de 60 a 90 dias para formar a imunidade contra o vrus. Ou seja, quem tomar a vacina agora, no final de abril, estar imunizado at julho, quando o Inverno mais rigoroso, explica.
Os pacientes devem ficar atentos, pois os sintomas da gripe A so parecidos com os do resfriado (coriza, congesto nasal, espirro, tosse, dor de garganta e cabea), acrescidos da febre alta – acima dos 38C. Em algum com a imunidade baixa, isso pode ocasionar pneumonia ou doena respiratria. A vacina ajuda quem tem a imunidade mais baixa a passar por um surto, comenta Helga.
O Laboratrio Brigo oferece a vacina para todos os pblicos, exceto crianas menores de seis meses de idade. Segundo o coordenador de recepo do laboratrio, Leandro de Costa, pacientes que j estiverem resfriados podem tomar a vacina. Ela est proibida apenas para os casos de febre alta e para pacientes alrgicos a clara de ovo.
Segundo Costa, as crianas que tm entre seis meses e nove anos incompletos que nunca tenham sido vacinadas tomaro vacina duas vezes, sendo que meia dose ser aplicada em cada uma das vezes. Crianas acima de nove anos ou abaixo dos nove anos que j tenham sido vacinadas ao menos uma vez – e adultos recebem a vacina em dose nica.
As vacinas est disponvel na unidade Dona Lina, localizada na rua Vital Brasil, 200, bairro Cruzeiro do Sul, Cricima (em frente ao Hospital So Joo Batista).

Comit do Rio Urussanga participa de reunies com representantes da ACIC e Epagri

O presidente do Comit da Bacia do Rio Urussanga, Jos Carlos Virtuoso, e a consultora do Programa SC Rural, Cenilda Maria Mazzucco, apresentaram diretoria da Associao Empresarial de Cricima (ACIC) neste ms uma palestra sobre o papel dos Comits de bacia e os instrumentos de gesto de recursos hdricos. Na oportunidade, os profissionais ressaltaram a necessidade do cadastro dos usurios de gua para o planejamento e a gesto dos recursos hdricos e frisaram a importncia da representatividade do setor industrial na composio dos Comits de bacia.
Representantes do Comit da Bacia do Rio Urussanga tambm participaram de uma reunio em Tubaro no ms de abril coordenada pela EPAGRI/CIRAM. O encontro contou com a participao de representantes de comits de bacia, coordenadores municipais e regionais de Defesa Civil e tcnicos do governo estadual. O objetivo da reunio foi discutir a estruturao de uma rede integrada de monitoramento hidrometeorolgico e de qualidade de gua com a realizao de uma avaliao criteriosa das redes disponveis operadas por diferentes instituies pblicas e privadas, planejando a expanso dessa rede, caso necessrio, por meio da aquisio e instalao de novas estaes em reas carentes.
A consultora do Programa SC Rural, Cenilda Maria Mazzucco, e o assessor administrativo Jos Elson Bittencourt, representaram o Comitdo Rio Urussanga no encontro e reiteraram a solicitao efetuada h cerca de dezoito meses para a instalao de duas estaes hidrometereolgicas automticas e completas da Agncia Nacional de guas no rio Urussanga. O monitoramento necessrio para a gesto dos recursos hdricos da bacia e para a preveno e alerta de desastres, como inundaes bruscas e graduais, escorregamentos, entre outros, explica a consultora.

Comunidade de Palmeira do Meio ganhar nova unidade de ensino

Eliana Maccari

A educao de Urussanga ganhar, no prximo ano, um novo espao que dar mais conforto e oportunidade de ensino s crianas que residem prximas a localidade de Palmeira do Meio. O projeto de construo de uma nova unidade da Escola Municipal Rural Vereador Rosalino De Nez idealizado e articulado desde o ano de 2008.

A deciso da construo da obra deu-se ainda no governo anterior pela necessidade de espao fsico quele educandrio. Sua importncia se d justamente pela necessidade de ampliao e poder atender uma demanda maior de alunos, explica a Secretria de Educao de Urussanga, Brgida Marioti.
O terreno de 10 mil metros quadrados, adquirido em 2009, na localidade de Palmeira do Meio, fica a aproximadamente 1.400 metros da atual sede da escola e a 200 metros da SC-108. A aprovao do projeto da nova unidade da Escola Municipal Rural Vereador Rosalino De Nez ocorreu ainda no ano passado. A obra ter capacidade para atender uma mdia de 200 alunos e contemplar a modalidade do ensino fundamental.
Dependeremos do nmero de turmas e futuras matrculas. Contabilizando que todas as salas tero alunos, ser uma mdia de 20 profissionais, incluindo todas as disciplinas necessrias. A escola permanecer com o mesmo nome porque se trata de um novo prdio para a mesma escola e este nome que consta no sistema geral de informaes, o prprio projeto foi aprovado pelo FNDE com esta nomenclatura, frisa Brigida.

A OBRA
A nova unidade da Escola Municipal Rural Vereador Rosalino De Nez possuir 6 salas de aula construdas em uma rea de 854 metros quadrados. O valor da obra de R$ 859.239,33 proveniente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educao (FNDE). A empresa vencedora da licitao, CCA CONSTRUTORA LTDA ME, iniciar a obra a partir de maio deste ano. O prazo para o trmino desta nova unidade de ensino para junho de 2015, afirma o secretrio de Infraestrutura, Jorcio Zucchinali.

Hbito da leitura levado aos bairros no ms do livro

O mundo da leitura est mais prximo dos alunos da rede municipal de ensino de Urussanga. Em virtude das comemoraes alusivas ao dia do livro no ms de abril, a Biblioteca Pblica Municipal de Urussanga est com uma ao de levar at os alunos das escolas do municpio o hbito da leitura e da contao de histrias.
Os alunos do Centro Educacional Infantil Elias Biz foram os primeiros a participar do projeto. Cerca de 50 crianas ouviram as histrias de Tia Anastcia, famosa personagem do escritor brasileiro Monteiro Lobato na manh desta tera-feira, 15 de abril. Queremos que a leitura chegue de alguma forma at as crianas e aos adolescentes , alcanando o mundo deles, enfatiza a responsvel pela Biblioteca de Urussanga, Maria Alice Batista.
Neste ms de abril, em Urussanga, acontecero diversas atividades a fim de incentivar o hbito da leitura. Alm do projeto de contao de histrias para as crianas da rede municipal e mini palestras aos alunos do ensino fundamental sobre a importncia do hbito da leitura, ser implantado o projeto Gotas Literrias, uma parceria entre o Departamento de Cultura e a Secretaria de Sade da cidade. Este projeto levar os livros da Biblioteca Municipal at os postos de sade dos bairros para que as comunidades tenham contato com a leitura e acabem sendo incentivadas leitura, destaca a diretora de Cultura, Daniela Mondardo.
Segundo a responsvel pela biblioteca, o projeto dever ser estendido aos grupos de mes e Comisso Interna de Preveno de Acidentes (CIPA). Para estes grupos, num segundo momento, a Biblioteca far o emprstimo dos livros. J nos postos de sade as pessoas no tero o registro, apesar de os livros terem o carimbo da Biblioteca Municipal, ressalta Maria Alice. Por isso, aceitamos doaes de livros. Doao tudo, acrescenta.
Para a secretria de Sade, Maringela Dal B Lapolli, o projeto Gotas Literrias, alm de contribuir com a cultura da populao, auxiliar na humanizao do atendimento nas unidades de sade. Os livros estaro disponveis para aquelas pessoas que aguardam atendimento nas unidades. Ento, aquele tempo considerado ocioso poder ter algum rendimento cultural, destaca.
O projeto Gotas Literrias ser lanado no prximo dia 23 de abril, Dia Internacional do Livro, na Secretaria de Sade de Urussanga e ser levado aos demais postos de sade do municpio, como Bairro da Estao, Linha Pacheco e Bela Vista. Estamos estruturando alguns postos de sade, mas aos poucos, todas as unidades de sade recebero o Gotas Literrias, finaliza Maringela.

Hora de se prevenir contra a gripe

A Secretaria Municipal de Sade de Urussanga dar incio, no dia 22 de abril (tera-feira), a Campanha Nacional de Vacinao contra a Gripe que ter como tema este ano Vacinao contra a gripe: voc no pode faltar.

A imunizao seguir at o dia 9 de maio. A novidade deste ano a ampliao da faixa etria para crianas de seis a menores de cinco anos. No ano passado o pblico infantil foi de seis meses a menores de dois anos.
No municpio, a vacina estar disponvel em todos os ESFs, sendo que o dia de mobilizao nacional ser dia 26 de abril, sbado. O pblico-alvo da campanha de 49,6 milhes de pessoas em todo o Brasil. Em Urussanga a meta vacinar 6.692 pessoas que fazem parte da populao considerada de risco. Alm das crianas, integram os grupos, pessoas com mais de 60 anos, trabalhadores da sade, povos indgenas, gestantes, purperas (at 45 dias aps o parto) e grupos de doenas crnicas, ressalta a coordenadora epidemiolgica, Robertina Goulart Nunes.
Robertina relembra ainda que as recomendaes de preveno continuam as mesmas para todas as regies do pas. importante manter os hbitos saudveis de higiene, como lavar as mos sempre e manter os ambientes arejados,
observa.
Sero distribudas em todo o Brasil 53,5 milhes de doses da vacina que protegem contra trs subtipos do vrus da gripe determinados pela OMS para este ano (A/H1N1; A/H3N2 e influenza B). As pessoas que fazem parte dos grupos de risco devem apresentar a carteirinha de vacinao no momento da imunizao.

Circo atrai centenas de pessoas e segue com novo espetculo para as crianas

A magia do circo encantou e modificou a vida de Michele Salgueiro. Quando adolescente, em Curitiba, Michele entrou para a escola de circo que conduzia um projeto em diversos bairros. Por dois anos, a jovem frequentou os bastidores e as apresentaes do circo da famlia Salgueiro. Na poca, Michele possua um amor platnico por um dos integrantes do grupo. Treze anos depois, o circo voltou para a cidade e ao visitar os amigos o amor de adolescente se transformou em uma linda histria de amor.

H sete anos, Michele largou a profisso de corretora de imveis para se casar e acompanhar o marido Oney Newton Salgueiro Filho. Com mais de oito dcadas de tradio circense, a famlia Salgueiro deu continuidade ao trabalho de antepassados com a idealizao e criao do circo The Magic Circus. Michele iniciou como trapezista, mas atualmente desenvolve o papel de mgica. Gosto do picadeiro. Aqui voc no tem idade para fazer algo, nem corpo. preciso classe e segurana. Gosto dessa vida assim. Meu marido nasceu no circo e no pensa em fazer outra coisa nessa vida, explica.
A vida tumultuada muda constantemente de cidade num perodo que varia de 10 dias a dois meses. Alm da equipe de profissionais, o grupo carrega consigo seus instrumentos de trabalho e suas moradias pelas estradas do Brasil. O circo a cultura mais antiga que existe, mas recebe pouco apoio. As pessoas perderam aquele olhar de encanto para o circo, como quando se tinham animais. Era lindo e fascinante de viver aquilo, desabafa.
Hoje, com 27 profissionais, o circo The Magic Circus realiza nmeros feitos no trapzio, mgicas, globo da morte, palhaos, nmeros areos, entre outros. Somos os nico do Brasil a possui um globo da morte que se divide, conta Michele. O circo est em Urussanga e permanece na cidade at domingo, dia 20, com apresentaes na quinta e sexta-feira, dias 17 e 18, s 20h30min, e no sbado e domingo s 18 horas e as 20h30min.

Empreendedores apostam na produo de mveis rsticos

 

Com cuidado e dedicao, Emerson Savi Mondo transforma pequenas peas de madeira em mveis diferenciados e rsticos. Com o apoio e a parceria da esposa Rosenete Carvalho Savi Mondo e da cunhada Roselene Carvalho Carniatto, os empreendedores idealizaram e oficializaram a criao da empresa Fatto Per Me para iniciar a fabricao de mveis de demolio.
Percebemos que estes tipos de mveis estavam se perdendo e pensamos em tentar resgatar e valorizar esta cultura e apreo por peas antigas, explica Roselene. Desde maro deste ano, na localidade de Rancho dos Bugres, a empresa est atuando na linha de produo de diversas peas feitas com os tipos de madeira cedro, itaba e mista visando o reaproveitamento.
Os modelos de peas como cristaleiras, mesas, aparadores, bas, cacheps, armrios, entre outros produtos, so idealizados pelos prprios proprietrios da Fatto Per Me. A inspirao vem de peas antigas das famlias. O processo de produo inicia no beneficiamento da madeira e finaliza no acabamento de cada produto feito a mo por Emerson e com pintura diferenciada, de acordo com o pedido do cliente.
Segundo Roselene, o diferencial da empresa so os modelos dos produtos e a qualidade do trabalho aplicado em cada pea. Nos cacheps trabalhamos com pinos e madeira mista pensando no reaproveitamento, alm da colocao de espelhos, frisa. Nos prximos meses, uma nova mquina auxiliar na criao de detalhes nos produtos.
De acordo com a demanda, a Fatto Per Me est produzindo mveis por encomenda e por consignao. Futuramente, a empresa pretende direcionar a produo em quantidade significativa para comercializar em lojas da regio.