Urussanga supera meta de vacinao

Com 375 meninas da rede escolar vacinadas contra o HPV, a Secretaria Municipal de Sade, atravs da Vigilncia Epidemiolgica, Urussanga superou a meta de 80% estipulada pelo Ministrio da Sade, vacinando 84,65% at o incio desta semana. Segundo a coordenadora da Vigilncia Sanitria, Robertina Goulart Nunes, a ideia atingir 100% das meninas com idade entre 11 a 13 anos, faixa etria estipulada pelo ministrio. Os pais tiveram a conscincia da importncia da preveno. Poucos foram os termos de recusa. Mesmo assim, os que assinaram os termos de recusa, acabaram por levar pessoalmente suas filhas s unidades de sade para receberem a vacina, salientou.
A vacinao iniciou no dia 12, com as equipes de vacinao visitando as escolas de ensino fundamental do municpio e continua nas unidades de sade at o final do ms.
Para a secretria de Sade, Maringela Dal B Lapolli, o sucesso da campanha se deveu a mobilizao tanto da Sade, quanto dos profissionais da educao e pais. Quando h o comprometimento de todos, o trabalho tende a apresentar resultados positivos, Pontuou.

A construo do sucesso e de novas amizades no Rio de Janeiro

Nos palcos, nos ensaios ou simplesmente no cotidiano, Aldo Baldin construiu histrias, criou envolvimentos artsticos e laos de amizade no Rio de Janeiro. Nesta poca, cada amigo traz um diferencial do tenor. A cantora lrica Dircia de Amorim foi uma dessas pessoas. Ela trabalhou com Baldin na Rdio MEC. Aldo era amigo dos amigos. Para mim foi uma honra t-lo conhecido e ter trabalhado com ele. Ele tinha essa simplicidade de vida. No tinha vaidade. Era sempre a mesma pessoa. Quando estive na Alemanha, hospedada na casa de Aldo, ganhei um disco dele, conta emocionada.
A pianista Maria Lcia Pinho conheceu Aldo Baldin atravs de Dircia. Maria Lcia teve uma relao profissional e de amizade com o tenor. Dircia fez questo de me levar para ouvir o Aldo cantar num concurso no Rio. Eu fui ao ltimo dia, quando ele ganhou o prmio, lembra. O concurso Carmen Gomes, realizado em 1968, foi o primeiro que Aldo Baldin venceu na capital carioca.
Dirca fazia parte de um quarteto acompanhado por Maria Lcia. O grupo estava sem tenor para uma apresentao na TV Cultura, de So Paulo. Ento eu fui para ouvi-lo. Achei maravilhosa a apresentao dele, mas, como era final de concurso, ele cantou uma msica apenas, conta.
No dia seguinte, as amigas marcaram um encontro com Aldo Baldin. Ele foi na minha casa e cantou algumas msicas. Meu Deus, era fantstico. E o pouco que eu ousava lhe dizer, como, cuidado, isso est um pouquinho alto, deixava-o vermelho da cor de sangue, encabulado de ter sido chamado. No a ateno, mas algum que falava muito tranquilamente o que achava, recorda.
Ao longo dos anos, Maria Lcia e Aldo Baldin fizeram vrios concertos juntos e construram uma slida amizade. Anos depois, j em carreira na Alemanha, Baldin veio ao Brasil para fazer uma apresentao na Sala Ceclia Meireles, cantando msicas em francs, espanhol e alemo. Eu fiquei horrorizada. Meu Deus, como ele est cantando em francs, que to difcil. Baldin cantava o francs mais maravilhoso que algum pudesse imaginar. E tudo isso era muito bem feito. No havia uma nota para voc fazer reparo. No podia ser melhor. Era mesmo um grande profissional. Na Europa ele fincou o nome como um dos maiores tenores, sem dvida. Era fcil reconhecer, para quem conhecia msica, o talento dele, ressalta a pianista.
Segundo Maria Lcia, o tenor tambm fez muito sucesso no Brasil, sendo muito aplaudido e recebendo boas crticas. Adorei fazer msica com ele. Fizemos em Juiz de Fora, Porto Alegre, no MASP em So Paulo e aqui no Rio. Aldo era uma pessoa engraada. Ele era uma pessoa muito inteligente que carregava por trs de tanto talento uma vida humilde quer se refletia em sua personalidade, comenta.

CRTICAS E GRAVAES
Em 1982, Aldo Baldin retornou ao Brasil para participar da pera A Flauta Mgica de Mozart. A apresentao recebeu uma crtica na revista Veja, em julho, escrita por Mrio Henrique Simonsen intitulada Mozart no Palco: A Flauta Mgica no Rio depois de 29 anos. A crtica descreve como Aldo Baldin, interpretando o protagonista, esteve vontade no papel, podendo interpret-lo condignamente em qualquer teatro lrico do mundo. O respeitado crtico sabia que Baldin j tinha interpretado esse papel em vrios teatros da Alemanha. Mas, no Brasil era a primeira vez, e ao lado de um elenco brasileiro que contou com a respeitada Maria Lcia Godoy. A famosa soprano mineira lembra com muito carinho do colega Aldo Baldin.
Era uma pessoa muito acessvel, muito amiga. Eu fico muito honrada porque eu tive o prazer e a alegria de cantar com o Aldo Baldin, um cantor internacional que fazia sucesso na Europa e em todo o lugar onde ele ia. Ele era saudado como a voz do tenor do nosso tempo. Eu adoro o Aldo. Ele tinha umas conversas muito agradveis e muito simples. Ele no era arrogante. No se mostrava com toda a importncia que ele tinha no canto como cantor brasileiro, nos maiores e melhores centros culturais do mundo, com as melhores orquestras, como os maiores cantores, como os maiores maestros. Ele era simples e isso me fascinava, recorda Maria Lcia Godoy.
J a amiga e pianista Lilian Barreto gravou com Aldo Baldin o disco Preldios e Canes de Amor, de Claudio Santoro e Vinicius de Moraes, tambm fez muitos concertos com ele pelo Brasil e na Alemanha. Aldo era capaz de hipnotizar uma plateia com a primeira nota e com o primeiro som de uma msica. Era uma tnica, era um denominador comum. Todos os recitais que a gente fazia, a plateia ficava hipnotizada, entregue no primeiro som da voz dele. A voz eu no sei de onde vinha. A voz dele era sem dvida nenhuma, parte integrante da personalidade dele. Eu dei concertos com o Aldo em que ele estava gripado, com dor de garganta e a voz soava maravilhosamente bem. Eu me perguntava onde estava aquela voz. Quando ele falava, no existia, quando ele cantava, ela existia. Ele respondia que tinha tcnica porque era preciso ter, alm de talento e que, sobretudo a voz era um desejo conquistado atravs da tcnica, mas um desejo de que ela acontea. Naturalmente a tcnica evitava que voz passasse por locais, digamos assim, em que a garganta tivesse inflamada. Eu acho que a unio perfeita de um grande artista. quando voc tem o talento e tem os meios tcnicos para poder mostrar esse talento. Era um artista pronto. No tinha mais nada para ele aprender. A nica coisa que ele tinha a fazer era encantar as plateias do mundo inteiro, frisa.

Com brincadeiras, o medo da agulha diminui

No difcil perceber que um dos maiores medos das crianas em um laboratrio o da agulha. As coletas e vacinas, no entanto, so inevitveis ao longo da vida. Por isso, o Laboratrio Brigo tem um ambiente infantil, com a Turma dos Buriguinhos, que tem como objetivo deixar as crianas mais confortveis. A lder de recepo da unidade Giassi, Cintia Nogueira Colombo, explica que algumas das atendentes fazem parte do teatro da Turma dos Buriguinhos e visitam as escolas, contando histrias e explicando como funciona o processo que envolve agulhas no laboratrio. Quando a criana chega ao laboratrio, perguntamos se ela se lembra do teatro. Se ela nunca assistiu, antes de lev-la para a sala de coleta, contamos histrias ou brincamos, at acalm-la, conta. A criana est sempre acompanhada de duas atendentes. Enquanto uma est conversando com ela, a outra prepara o material da coleta. Assim ela se distrai. Temos casos de crianas que tinham medo, mas na segunda vez que vieram ao laboratrio j estavam muito mais calmas, diz Cintia. A psicloga Denise Nuernberg, professora da Unesc, explica que passar por exames inevitvel na vida de todo ser humano. Por isso, quando os pais compram brinquedos, importante que alguns deles estejam relacionados rea da sade como, por exemplo, os que tm vacinas ou remdios.
A criana, segundo Denise, mexe com o ldico, e comea a perceber algumas coisas do mundo coisas por meio da brincadeira. A menina vai pensar que a boneca vai sarar porque tomou a injeo, e vai se acostumar com esse ritmo. preciso trabalhar neste sentido, afirma Denise. Alm de comprar brinquedos relacionados rea da sade, os pais tambm podem conversar com os filhos, ou at mesmo lev-los aos hospitais e laboratrios. Mas isso depois que a criana fizer trs anos de idade. Antes disso, eles no conseguem elaborar um pensamento neste sentido. Antes de a criana tomar uma vacina, por exemplo, os pais podem lev-la at o laboratrio uma semana antes, para que ela conhea o local, explica a psicloga. Desta forma, a criana passa a internalizar as questes relacionadas ao medo. Estes locais so algo que no esto no dia-a-dia da criana, em sua vivncia. Quanto mais prximo de sua realidade, quanto mais ela conhece como funciona, melhor ela vai lidar com isso, avalia Denise.

Escola de Urussanga instala painis fotovotaicos

Em poca de escassez energtica, a microgerao de energia solar uma alternativa que pode resolver o problema, com a vantagem de no causar impacto ambiental algum com a sua instalao.
Uma das primeiras unidades de microgerao na regio sul do Estado, foi inaugurada na tera-feira, 25, no municpio de Urussanga, no Centro de Educao Infantil Elias Biz, atravs de uma parceria entre a Prefeitura Municipal, e as empresas GSE German Solar Energy e Eflul. Para funcionar dentro da legislao, o projeto obteve o registro no Sistema de Compensao de Energia Eltrica expedido pela Agncia Nacional de Energia Eltrica (Aneel).
Segundo o representante da GSE, Ricardo Borges, a unidade microgeradora tem a capacidade de produzir mensalmente, cerca de 200 kilowatts (kW), praticamente 50% do consumo total da escola.
Os painis fotovoltaicos, instalados sobre o telhado transformam a luz do sol em energia eltrica. A energia gerada alimenta a rede eltrica da escola. O excedente vai para o sistema da empresa concessionria, gerando crditos que podero ser utilizados pela unidade geradora por um prazo de 36 meses.
A obteno do registro leva no mximo 90 dias. Todo o projeto e documentao encaminhado ao Aneel por intermdio a companhia de distribuio, observou Borges.
Para controlar a entrada e sada de energia foi instalado um medidor especial que registra tanto o consumo como a quantidade de kW que vai para o sistema da companhia distribuidora.
Para o prefeito Johnny Felippe, a instalao da unidade microgeradora uma experincia que pode se transformar num projeto mais amplo para Urussanga. A energia solar produzida sem gerar impacto ao meio ambiente. uma fonte de energia ecologicamente correta e inesgotvel. Por isso, temos a responsabilidade de promover o uso desse tipo de energia municpio, assinalou Johnny.
Para a diretora da escola, Mrian Lavina Contesse a instalao do sistema teve, alm da funo prtica de produo de energia, a utilizao como recurso pedaggico, uma vez que as crianas acompanharam todas as fases da instalao.
Ns procuramos fazer com que os alunos compreendam na prtica como a luz solar pode virar energia, poupando os nossos recursos naturais, observou.

 

Fbrica de chocolate ser inaugurada neste sbado para celebrar a Pscoa

Encantadas, crianas admiravam os coelhos que eram colocados por voluntrios para decorar a praa Anita Garibaldi no sbado, dia 22. Neste clima, a Prefeitura de Urussanga lanou a segunda edio do evento Pscoa em Urussanga, que seguir at o fim de semana em abril que marca a data de ressurreio de Jesus Cristo.
Neste ano, alm dos coelhos, a decorao conta com a rvore da tradio alem: a Osterbaum. A rvore de galhos secos decorada com pequenos ovos coloridos, representando vida nova. Para a decorao dos galhos foram necessrios cerca de dois mil ovos. O secretrio de Infraestrutura do municpio, Jorcio Zucchinali, afirmou que trazer a Osterbaum para Urussanga foi uma iniciativa que teve inspirao no elevado nmero de pessoas que, anualmente, seguem para a Alemanha em busca de trabalho, tendo contato direto com esta cultura. Pensamos em proporcionar uma vivncia diferente a essas pessoas que j tiveram contato com a cultura alem, por isso, trouxemos a Osterbaum para o centro da cidade, local onde pessoas de todas as comunidades de Urussanga e regio podero apreciar a rvore da Pscoa, declarou.
A novidade desta edio do evento fbrica de chocolate modelo com a presena do Coelho de Pscoa. O espao ser aberto a visitaes a partir deste sbado, dia 29. J comeamos a estruturar a fbrica e para o dia 29 vai ficar tudo muito bonito e bem real, afirmou a empresria responsvel pela decorao da fbrica de chocolate modelo, Thase Nichele. A programao da Pscoa em Urussanga tambm contar com Feira de Artesanato no dia 5 de abril, animao, pintura facial, brincadeiras e contao de histrias com Leo Clube no dia 12 de abril e animao e brincadeiras com CIA da Diverso no dia 19 de abril.
A iluminao estruturada para a Pscoa j est em funcionamento assim como toda a decorao disponvel para os turistas de toda a regio. Em 2013 j tivemos sucesso de pblico, neste ano esperamos superar nossas expectativas, finalizou a diretora de Turismo, Daniela Mondardo.

Aumenta procura por decorao de Pscoa

A decorao de Pscoa est ganhando espao no setor e nas residncias. Os tradicionais ovos de chocolate agora dividem a ateno com as tendncias decorativas.
A comerciante Terezinha Zanatta, da loja Cazamix, encontrou as tendncias para a data em feiras nas capitais Porto Alegre e So Paulo. A decorao de Pscoa diferenciada e incrementada com outros detalhes alm dos ovos, explica.
Na loja Cazamix, coelhos musicais, de porta, tocas para deixar os ovos, guirlandas, cestas, cenouras, entre outras opes ainda esto disponveis no estabelecimento.
A criatividade mandar no momento de montar a decorao seja ela no quarto, na sala, ou em outros lugares. Para as crianas, cestas ou tocas a espera dos ovos de chocolate. Um utenslio de centro de mesa com frutas pode dar espao para bombons e ovos, frisa.
Alm dos produtos na loja, a Cazamix elabora cestas e guirlandas personalizadas de acordo com o desejo do cliente, restaura peas decorativas e d sugestes criativas para a decorao da Pscoa.
A cliente e professora Conceio dos Santos adquiriu diversos coelhos de pelcia para decorar a sua casa.
Espalhei eles pela casa em taas, garrafas, no centro de mesa. Adora esta decorao e todo ano fao diferente mesmo sem crianas em casa, afirma.

Vigilncia Sanitria de Urussanga volta a monitorar produtos alimentcios no mercado

Devido baixa procura pelos exames de preveno ao cncer de mama, a Unidade de Sade do bairro Nova Itlia vai realizar no dia 27 de outubro uma campanha de preveno contra o Cncer que atinge milhares de mulheres no pas. Neste dia, as mulheres que possuem mais de 40 anos e residem nos bairros Nova Itlia, De Brida, Das Damas, Lunardi, Rosseti, Linha Rio Maior, Rancho dos Bugres, So Valentim e Morro da Lagoa esto convidadas a fazer os exames preventivos de colo de tero e de cncer de mama, a partir das 13h, no ESF.
O trabalho ser realizado pela equipe de sade do posto Nova Itlia. De acordo com a Coordenadora da Equipe da Campanha Contra o Cncer de Mama, enfermeira Ivani Perin Branco a preveno necessria para se ter o controle da doena. Alguns casos esto em rastreamento e um deles em tratamento. A precauo o melhor remdio. Abrimos esse espao, no sbado tarde, para facilitar as mulheres que trabalham durante a semana. Desta forma esperamos que todas participem conscientes e no percam esta oportunidade, ressalta.

Empresrios investem em nova unidade de atendimento

Os empresrios e irmos Srgio e Marilcia Vendramini, da Sysdata Tecnologia, apostam mais uma vez na qualidade do atendimento aos clientes e abrem na prxima tera-feira, dia 1 de abril, uma nova unidade da empresa no centro de Urussanga. O novo espao est localizado no Business Center Rosalino Damiani, na Praa Anita Garibaldi, e ser destinado ao atendimento aos consumidores que procuram adquirir equipamentos tecnolgicos e de comunicao.

Conforme a diretora da Sysdata Tecnologia, Marilcia Vendramini a nova unidade atender exclusivamente pessoas fsicas. A venda para pessoa fsica precisa ser objetiva atendendo de imediato as necessidades do cliente com produtos a pronta entrega e atendimento diferenciado. No novo espao apenas no iremos atuar com a assistncia tcnica em computadores, mas j firmamos parceria com uma empresa local e encaminharemos todos os clientes para que possuam um bom suporte, ressalta.
Devido a demanda e o crescimento do mercado corporativo, a atual unidade da Sysdata Tecnologia, localizada na rua Anglica Collodel Bettiol, atender apenas empresas de todo o estado de Santa Catarina. A Sysdata possui uma atuao intensa na rea de solues em tecnologia direcionada para empresas. A abertura de uma nova unidade visa atender pblicos distintos e melhorar o atendimento de acordo com a necessidade de cada cliente nas duas unidades, explica o diretor Srgio Vendramini. Atualmente, a Sysdata Tecnologia atende empresas como Alumasa, ESAF, Supermercado So Pedro, Librelato, La Moda, SATC, UNESC, Betha Sistemas, Anjo Qumica, Colorminas, Esmalglass e Mormaii, entre outras. A Sysdata Tecnologia tambm possui parceria com grandes fabricantes mundiais como HP, Microsoft, Apple, QlikView, Ruckus, entre outros.
A filial no centro da cidade oferecer melhores servios com uma estrutura especfica para o atendimento e continuar com a venda de celulares, notebooks, tablets, acessrios e suprimentos para informtica. A inaugurao da nova unidade ser comemorada com um atendimento diferenciado de tera a sexta-feira, das 8h30min s 19 horas, com promoes especiais e coquetel para os clientes. Estamos h mais de 20 anos no mercado e fomos pioneiros no setor de tecnologia da regio. Com esta deciso iremos nos dedicar ainda mais nestes mercados to diferentes. Convidamos todos para visitar esta nova unidade e conhecer as novidades no setor como o Iphone 5, frisa.

Palestras marcam a passagem do Dia Mundial da gua

Para falar da questo ambiental precisamos voltar para a nossa essncia. Desta forma conseguiremos humanizar para fazer esse processo. O problema do nosso rio muito complexo, mas precisamos discutir coletivamente novas possibilidades e o que ainda est poluindo os nossos recursos hdricos, salientou o presidente do Comit do Rio Urussanga, Jos Carlos Virtuoso, durante a palestra para mais de 200 professores da rede municipal de ensino de Urussanga na quinta-feira, dia 20, ao alusiva ao Dia Mundial da gua em parceria com o Samae e a Secretaria Municipal de Educao.
Segundo Virtuoso, o objetivo da palestra foi sensibilizar os educadores para que eles possam incorporar em suas prticas pedaggicas conceitos essenciais para a formao de um novo cidado cuidadoso com a gua e com os demais elementos da natureza. Para a diretora da Escola Municipal Ncleo Rio Caet, Rosalba Zuchinalli, as palavras do ministrante conseguiram tocar os professores. Alm de dados importantes sobre a situao da gua em nosso planeta, o palestrante tambm nos fez refletir que para cuidar de um bem to precioso necessrio desenvolver em ns, seres humanos, sentimentos como amor, compreenso, perdo, entre outros. Somente atravs destes sentimentos possvel despertar em ns a conscincia de que este planeta nosso e de muitas outras geraes, salientou.
A Secretaria de Educao em parceria com o Samae tambm promoveu uma palestra para os alunos dos 6 e 7 anos do Centro Educacional Lydio De Brida, na sexta-feira, dia 21. Na oportunidade, o Samae apresentou um vdeo educativo que mostrou aos estudantes o processo de captao e tratamento da gua na cidade. Durante a palestra, a coordenadora do Laboratrio de Gesto de Recursos Hdricos da Unesc, Yasmini de Moura Aranha falou sobre a conscincia, preservao e conservao da gua.

CONCURSO
FOTOGRFICO
O Comit da Bacia Hidrogrfica do Rio Urussanga lanou a segunda edio do concurso fotogrfico com um novo tema: De olho nos usos da gua na bacia do rio Urussanga. O objetivo do Comit despertar os sentidos e olhares por meio de imagens que apresentam os diversos usos da gua na bacia do rio Urussanga. Queremos chamar a ateno da necessidade de participao de todos na preservao da gua, elemento indispensvel para a sobrevivncia dos seres vivos A meta do Comit este ano realizar o cadastro dos usurios de gua, por isso idealizamos este tema sobre os usos, ressalta a consultora do Programa SC Rural, Cenilda Mazzucco. O concurso visa captar imagens que apresentam os usos da gua na bacia que abrangem os setores de abastecimento pblico, agricultura, indstria, pesca, pecuria, lazer, saneamento bsico, uso domstico, entre outros. As inscries so gratuitas e podem ser feitas at o dia 20 de maio, preenchendo o formulrio de inscrio no blog do Comit: http://www.comitedoriourussanga.blogspot.com.br

Belha e Costinha vencem as eleies da Coopercocal

O at ento presidente da Cooperativa de Eletrificao Rural de Cocal do Sul (Coopercocal), talo Rafael Zaccaron (Tito), entregou o comando oficialmente, nesta segunda-feira (24) ao novo presidente Altair Lorival de Melo, o Belha, e o vice, Toninho Costa, o Costinha. A Chapa 1 saiu vencedora da eleio realizada no ltimo sbado, 22, com 2.472 votos, ou seja, 63,16% da apurao. A Chapa 1 tambm elegeu o Conselho Fiscal e o representante junto a Fecoerusc (Federao das Cooperativas de Energia). A eleio aconteceu no Colgio Estadual Professor Padre Schuller, em Cocal do Sul e contou com um total de 3.914 votos para o conselho de Administrao.
Logo aps o resultado oficial, Belha ressaltou que a vitria j era esperada. Estavamos embasados em pesquisas. Nossa bandeira agora continuar o trabalho do Tito e elevar ainda mais a cooperativa, afirmou. Belha tambm ter como ao social levar a Coopercocal para as comunidades. Queremos levar o projeto Coopercocal na Praa para Santana e Rio Amrica, por exemplo, e desta forma, aproximar a cooperativa do associado, relata.
A festa da vitria aconteceu logo aps o resultado, em frente a instituio de ensino onde Belha e Costinha foram carregados no colo pelos eleitores e simpatizantes. O grupo durante o dia tambm prestou homenagem ao ex-vereador, ngelo Vicente Cipriano, vtima de uma fatalidade na quarta-feira, dia 19. As pessoas utilizaram um lao de luto na camiseta e dedicaram a vitria a ele.
Atualmente, a cooperativa conta com aproximadamente 60 funcionrios e abastece com energia eltrica mais cinco municpio alm de Cocal, incluindo parte das localidades de Urussanga, bairro So Simo, em Cricima e outras partes do municpio Lauro Mller, Orleans e Pedras Grandes.
Dos 12.273 associados aptos a votar, apenas 3.914 compareceram as urnas, um total de 31,89%.

Comit do Rio Urussanga se mobiliza para cadastro

O cadastramento dos usurios de gua a grande meta do Comit da Bacia do Rio Urussanga para este ano. O rgo colegiado j comeou a trabalhar em estratgias para a divulgao do cadastramento. Em breve entrar em pauta na bacia para cadastro efetivo, dependendo do governo para a disponibilizao do sistema. Contudo, estamos buscando sensibilizar os setores de usurios para a importncia da sua realizao, portanto, trabalhando com as entidades representativas, explica o presidente do Comit, Jos Carlos Virtuoso.
Segundo Virtuoso, o cadastramento ir subsidiar a elaborao do Plano de Bacia, com dados que permitiro saber quem usa gua, quanto usa e como usa as guas superficiais e subterrneas da bacia.
A partir destes dados, na expectativa de informaes fidedignas, pode-se fazer prospeces para o futuro em torno da gesto – definir aes, polticas, buscando garantir a disponibilidade de gua em qualidade e quantidade necessrias aos diversos usos no territrio da bacia, frisa.
Conforme com Virtuoso, desta forma, os usurios podero obter a outorga (autorizao de uso), sendo o processo igualmente fundamental ao levantamento de dados que serviro de base para a elaborao do Plano da Bacia, com vistas garantia do uso futuro sustentvel dos recursos hdricos.

Semana da gua marcada por aes educativas em Urussanga

Anualmente, na semana dedicada gua devido ao Dia Mundial da gua, lembrado no dia 22 de maro, rgos competentes e a populao mundial questionam sobre o uso e a conservao deste precioso recurso. H mais de 20 anos, a Organizao das Naes Unidas (ONU) chama a ateno para a importncia estratgica da gua doce e defende o manejo sustentvel da gua. Neste ano, estamos no nono ano da Dcada Internacional de Ao, gua para a Vida (2005 2015), que tem como objetivo promover aes integradas em relao utilizao e preservao da gua.
A escassez de gua limpa j um dos grandes desafios do sculo 21 em decorrncia das alteraes na qualidade devido a aes do homem. Atualmente, mais de 1,4 bilho de pessoas (24% da populao do planeta) no tem acesso gua tratada e a quantidade de gua doce disponvel representa apenas 1% do total de gua no planeta. Em 2014, para lembrar o Dia Mundial da gua, a ONU definiu o tema gua e Energia, visto que a gerao de energia hidreltrica, nuclear e trmica precisa de recursos hdricos.
Conforme dados da Agncia Internacional de Energia, por exemplo, um aumento nominal de 5% do transporte rodovirio no mundo at 2030 poderia aumentar a demanda por gua em at 20% do recurso utilizado na agricultura, devido ao uso de biocombustveis. No planeta, 8% da energia gerada so utilizadas para bombear, tratar e levar a gua para o consumo das pessoas. Alm disso, os recursos hdricos so utilizados para a gerao de energia geotrmica, que uma alternativa para energia em pases com escassez de gua.

VDEO EDUCATIVO
O Servio Autnomo Municipal de gua e Esgoto (SAMAE) de Urussanga preparou um vdeo educativo para ser divulgado nas escolas da rede municipal de ensino. O material, idealizado e elaborado pelo cineasta Yves Goulart, percorre nascentes e mananciais e apresenta aos estudantes o processo de captao e tratamento da gua.
Desta forma os alunos iro saber como chega gua at a casa de cada um deles. Os estudantes precisam ter a conscincia do valor deste bem esgotvel e responsabilidade do Samae e de toda a populao manter a gua para as futuras geraes, ressalta o diretor do Samae de Urussanga, Vanio Comin.
Atualmente, o Samae de Urussanga possui nove sistemas de tratamento de gua. Os urussanguenses consomem 74.400.000 de litros por ms. Percebemos que as pessoas buscam o servio do Samae e entendem a importncia de ter gua tratada. Por isso sempre buscamos novas alternativas para no centralizar a captao em apenas uma fonte, explica.

CONSCIENTIZAO
E PRESERVAO
A Secretaria de Educao, em parceria com o Samae, promoveu na noite de quinta-feira, dia 20, uma palestra para professores da rede municipal de Urussanga ministrada pelo professor da Unesc e presidente do Comit do Rio Urussanga, Jos Carlos Virtuoso, com o tema gua: preservao e conscientizao.
Nesta sexta-feira, dia 21, a professora da UNESC e Doutoranda em Biologia, Yasmine de Moura Cunha, conduzir uma palestra sobre o Dia Mundial da gua para os alunos do ensino fundamental do Centro Educacional e Profissional Lydio de Brida.

hora da deciso

A horas da realizao da eleio da Coopercocal, o clima de apreenso e expectativa por parte dos trs candidatos a presidncia da cooperativa. Nos ltimos dias, as trs chapas correram contra o tempo para apresentar as propostas aos 12.273 mil associados. A eleio da Coopercocal acontecer neste sbado, dia 22, das 9 s 16 horas, no Colgio Schuler, em Cocal do Sul.
Na cdula de votao, o associado eleger trs frentes de trabalho: o presidente, vice, secretrios e conselheiros atravs do Conselho de Administrao, o Conselho Fiscal e os Delegados representantes junto a FECOERUSC. Para votar, o associado deve apresentar documento de identidade. Responsvel por empresa deve levar documento original do contrato social ou fotocpia autenticada em cartrio. Presidente ou responsvel por entidade necessrio levar o livro de atas ou estatuto. Para o candidato da Chapa 1, Altair Lourival De Melo, mais conhecido como Belha, as perspectivas so boas. Nossa expectativa a melhor, estamos otimistas e esperamos em torno de 5 mil votos para a nossa chapa. Os dados das ltimas pesquisas so promissores e continuamos trabalhando, frisa. Pela Chapa 2, o candidato Jailson Guollo se diz confiante com as adeses e o apoio do povo. A cada dia nos surpreendemos com o apoio, otimismo e confiana das pessoas ao nos receber, apoiar e nos confiar o voto. Estamos trabalhando dia aps dia, com conscincia e responsabilidade para que o resultado neste sbado seja o da vitria, ressalta. O candidato pela Chapa 3, Ivanor Zanette, acredita que sua equipe ir ganhar a eleio. A expectativa vencermos as eleies, pois segundo uma pesquisa realizada em novembro de 2013, 91% dos entrevistados disseram que as pessoas que mais entende de Cooperativa somos ns, ressalta.

FAMU promove ao gua: elemento vida alusiva ao Dia Mundial da gua

Cresce a cada dia a conscincia sobre a importncia vital da gua, porm, mesmo sabendo do seu valor para nossas vidas e do risco eminente da falta da mesma, muitos ainda contribuem para a poluio dos recursos hdricos. A natureza, o homem e, at mesmo, as cidades esto interligadas e dependem de um equilbrio.
Em algumas comunidades do municpio de Urussanga, os moradores utilizam as guas das nascentes ou de poos artesianos para consumo e uso dirio. Em alguns pontos, no se tem o conhecimento da qualidade da gua, que pode ser imprpria para o consumo humano.
A Fundao Ambiental Municipal de Urussanga (FAMU) e a atual Administrao Pblica em parceria com a Vigilncia Sanitria, preocupados com a problemtica da gua, promoveram a ao GUA: ELEMENTO VIDA que um dos programas do projeto URUSSANGA SUSTENTVEL, levando os alunos do 6 ano do Centro Educacional e Profissional Lydio De Brida, acompanhados da colaboradora e engenheira ambiental Hellen B. Feltrin, para visita e demonstrao de coleta de amostras de gua de duas nascentes localizadas nas comunidades de Palmeira do Meio e Rio Caet, que so utilizadas pela populao do entorno para consumo e uso dirio. As amostras sero encaminhadas para anlise em laboratrio e os resultados sero divulgados para a comunidade.
Os alunos iro propor medidas de preservao e recuperao das nascentes, proteo dos mananciais e a preveno de riscos sade pblica. As propostas sero encaminhadas para o Departamento de Planejamento e Infraestrutura da Prefeitura de Urussanga para que as aes sejam selecionadas e executadas. Posteriormente ser formado um grupo de monitores com os alunos para realizar o acompanhamento das aes e da qualidade da gua. Dando continuidade ao programa, pontos de outras comunidades do municpio de Urussanga sero selecionados para a anlise da gua para que sejam recuperados, monitorados e preservados nos prximos anos.
Tambm foi realizada uma palestra educativa e interativa que teve como tema a Semana da gua com os alunos da Associao dos Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Urussanga pela voluntria Biloga Ana Karine F. Pacheco.
As aes tiveram como objetivo a educao ambiental, o monitoramento da qualidade da gua, a preveno de riscos sade pblica, a preservao e recuperao das nascentes, a proteo dos mananciais e informar para a comunidade a qualidade das guas das nascentes e mananciais, concluiu a engenheira ambiental Bruna Costa, Superintendente da FAMU.

A qualidade e criatividade dos ovos artesanais

Em verses mais doces ou com mais cacau, preto ou branco, com amendoim ou pimenta… Com tantas opes difcil encontrar algum que no aprecie o sabor do chocolate. Moldado em formato de ovo, o chocolate ganha destaque durante a Pscoa. De acordo com a Associao Brasileira da Indstria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados (Abicab), o Brasil o maior mercado de Pscoa do mundo e produziu, no ano passado, 80 milhes de ovos de Pscoa.
A empresa urussanguense Flor de Cacau, que atua neste setor desde 2009, uma das mais de mil fbricas de chocolates brasileiras. O objetivo do empreendimento proporcionar a populao produtos feitos com chocolate artesanal de procedncia e qualidade. Prezamos pelo produto artesanal, pois a concepo deste negcio. Por isso oferecemos aos consumidores produtos diferenciados, explica a scio-proprietria, Thaise De Jesus Nichele.
Segundo Thaise, a produo artesanal aumentar em torno de 10% neste ano. No ano passado, a empresa utilizou mais de duas toneladas de chocolate. Em 2014 a estimativa que sejam utilizadas quase trs toneladas do produto para a elaborao dos ovos. Para Thaise, a procura pelos ovos artesanais aumenta a cada ano por dois motivos: custo e benefcio. Alm de o valor ser a metade se comparado aos produtos de grandes marcas, a forma de pagamento e os benefcios para a sade tambm so fatores que impulsionam as vendas, ressalta.
Para estimular as vendas, a Flor de Cacau oferece 16 opes de produtos em formatos que variam entre 300 gramas a dois quilos. Entre as opes esto sete sabores trufados, ovos feitos com 70% de cacau e tambm sem lactose. Alm do tradicional formato de ovo, a empresa disponibiliza a produo de chocolate em forma de corao, mini ovo, cenoura e ovo de colher. A novidade deste ano a comercializao de mini ovos dentro de caixas de ovos de galinha pintadas e decoradas. De acordo com a scio-proprietria Valdete Cardoso de Jesus, mais de 70% das vendas so encomendas retiradas apenas na semana da Pscoa em funo do armazenamento correto do chocolate dentro do ambiente da empresa.

CHOCOLATE BOUTIQUE
Um mercado que vem ganhando espao nos ltimos anos o de chocolate boutique. Conforme Thaise, a ideia trabalhar com chocolate visando presentear as pessoas. Os ovos de Pscoa no so apenas ovos, mas sim um presente, pois as embalagens, o sabor, vrios detalhes so criados para agradar a pessoa que receber este agrado, frisa.
Na empresa Flor de Cacau, caixas decorativas, cestas e coelhos de pelcia so algumas das opes da linha chocolate boutique. Buscamos solucionar a dvida do cliente e sugerimos um presente diferente como, por exemplo, dar um livro de presente dentro de um ovo de Pscoa ou ento escrever uma frase. Os produtos personalizados so o nosso diferencial, pois temos a preocupao de atender todos os pblicos e queremos que os clientes saiam satisfeitos, comenta.

PSCOA NA PRAA
A segunda edio da Pscoa em Urussanga ter incio neste sbado, dia 22, com a decorao da Praa Anita Garibaldi. Para a edio deste ano, cerca de dois mil ovos decorativos foram adquiridos para ajudar nos enfeites. A decorao contar com a rvore Osterbaum, da tradio alem, decorada com pequenos ovos coloridos, representando a vida nova. Outra novidade a Fbrica de Chocolate que ser instalada na casa montada na praa, decorada pela Flor de Cacau em parceria com a CDL. Um coelho ir recepcionar os visitantes a partir do dia 29 de maro.

Nova filial do supermercado So Pedro inaugura na prxima semana

A estrutura da nova unidade comercial do grupo So Pedro impressiona pela dimenso e por estar direcionada para o conforto dos consumidores. O novo empreendimento um moderno supermercado situado na Avenida Nereu Ramos, no bairro Estao. O projeto idealizado e executado pela famlia Serafin desde 2009. O bairro Estao populoso, est em expanso h alguns anos e ponto de entrada e sada da cidade. Por isso despertou o nosso interesse, visto que tambm teramos uma rea ampla para investir em detalhes para acolher bem os nossos clientes, frisa o diretor do grupo So Pedro, Ivan Serafin.
A ideia do projeto foi cultivada pelo empresrio Ivo Serafin e pelos filhos Gisiana Serafin Maragno e Ivan Serafin. A partir desta deciso, a equipe do grupo So Pedro definiu que o mercado localizado no Centro da cidade cederia espao para a estruturao de salas comerciais. As ideias estavam entre fazer um novo mercado ou reformar a unidade do Centro. Como ocorre o problema de estacionamento na praa apostamos no nascimento de um novo empreendimento e na adequao do espao no centro para novas oportunidades comerciais, explica a administradora do grupo So Pedro, Gisiana Serafin Maragno.
A nova filial do supermercado So Pedro possui cinco mil metros quadrados de rea construda e ir oportunizar 75 postos de trabalho. A estrutura disponibilizar 75 vagas de estacionamento coberto, 50 vagas descobertas, dois elevadores panormicos, um elevador de carga, quatro acessos para o segundo andar, adega climatizada e ampla rea de refrigerao e padaria. A inaugurao da unidade comercial no bairro Estao acontece na prxima quarta-feira, dia 26, a partir das 9 hora.
Segundo Ivan, a nova filial visa oferecer conforto e qualidade de produtos aos consumidores em um espao moderno que enaltece pontos tursticos de Urussanga, alm de possuir diferenciais como a adega climatizada com cerca de 500 rtulos de 14 nacionalidades e a refrigerao feita com gs glicol, ecologicamente correto.
Nossa expectativa muito positiva e estamos aguardando com ansiedade este momento. Esperamos que as duas lojas do supermercado So Pedro em Urussanga agradem a populao, pois esta a nossa grande meta. Para o grupo So Pedro, esta inaugurao ser a consolidao da marca para alcanar vos longos para uma futura rede regional. Queremos dividir com toda a populao esse momento, por isso convidamos os nossos clientes para participar da inaugurao e conhecer as novas dependncias do So Pedro, ressalta Ivan.

Polcia Civil apreende veculo clonado e condutor detido

A Polcia Civil, atravs da Delegacia da Comarca de Urussanga, com apoio da Polcia Militar, apreendeu na manh de sbado, dia 15, um veculo Ford Focus conduzido por A.T.C. de 23 anos. A Polcia Civil j possua informaes de que o veculo estaria circulando na regio e poderia ser clonado. No momento da abordagem, o condutor apresentou o documento de licenciamento do automvel, que poderia estar adulterado, por isto foi apreendido e encaminhado a percia. Alm disso, o lacre da placa do veculo se encontrava rompido e depois de realizada uma consulta indicava registro de furto no Rio Grande do Sul. Realizada a investigao sobre a placa, constatou-se a existncia de um veculo idntico na cidade de Brusque que o original. Segundo informaes da Polcia Civil, o condutor do veculo alegou ter adquirido o automvel nas condies apresentadas, ento foi autuado pelo crime de receptao, recolheu fiana e foi liberado.

Polcia Civil prende restante de quadrilha de traficantes de Cocal do Sul

Na segunda-feira, dia 17, a Polcia Civil por meio da Delegacia da Comarca de Urussanga cumpriu o mandato de priso preventiva de S.P. e B.C.D.S. pela prtica de trfico de drogas e associao para o trfico de drogas. S.P. e B.C.D.S. estavam foragidos e eram procurados desde a priso em flagrante das Gauchinhas, que foram autuadas em flagrante na posso de aproximadamente 25 gramas de crack. S.P. era fornecedor de drogas de uma das Gauchinhas, A.C.D.S. de Cricima. A.C.D.S. revendia as drogas para usurios de Cocal do Sul e Urussanga com auxlio do seu irmo B.C.D.S. e de sua companheira I.S.D.P. que faziam com que seus trs filhos menores de idade ajudassem nas vendas e tambm observassem possveis abordagens policiais. Com os monitoramentos telefnicos, toda a associao criminosa foi comprovada, sendo presas, no total, quatro pessoas e indiciado um quinto elemento, um taxista que levava e buscava A.C.D.S. nos pontos de vendas de drogas na cidade de Cricima, explica o Delegado da Comarca de Urussanga, Bruno Sinibaldi. Colabore com a Polcia Civil. Denuncie e disque 181.

Traficante preso pela Polcia Militar de Urussanga

Foi atravs de denncias que a Polcia Militar (PM) de Urussanga realizou a priso em flagrante do traficante R.M., no ltimo dia 12, por volta das 22h15min, na Praa Anita Garibaldi. A PM estava em observao prximo ao local da residncia de R.M., quando um usurio possivelmente estava solicitando alguma droga por meio de mensagem de telefone celular. Logo aps, R.M. saiu de sua casa e contatou com o mesmo. O usurio foi abordado e posteriormente os policiais militares entraram na residncia de R.M. para realizar buscas. Foi encontrado no local e no veculo de R.M., cerca de oito mil reais e 11 pacotinhos de cocana. Segundo informaes da PM, o traficante confessou que vendia a droga para sustentar seu vcio. R.M. foi encaminhado para a Delegacia de Polcia Civil de Urussanga e posteriormente levado ao presdio Santa Augusta de Cricima. Na residncia tambm estava esposa de R.M. que foi encaminhada para a Delegacia e solta em seguida.

Nova diretoria do Clube dos Treze empossada

O Clube dos Treze de Urussanga completou 55 anos, no ltimo dia 13, com uma reunio festiva e realizou a troca de diretoria no dia 12. A posse aconteceu no bairro De Villa, na Sociedade Clube dos Treze onde aps a cerimnia houve um jantar de confraternizao.
Segundo o Presidente Andr Rosso, neste ano o Clube ir promover o Carnaval de Inverno em Urussanga e tambm participar da XV Festa do Vinho para arrecadar fundos. tradicional nossa participao nas Festas do Vinho e um modo de termos um caixa. Este ano queremos investir mais no Carnaval de Inverno e trazer novidades. Com a nova diretoria formada, vamos realizar as reunies para organizar este evento, explica.
Atualmente o clube conta com 11 casais que realizam as doaes para a comunidade carente de Urussanga. Infelizmente tivemos problemas com dois casais do Clube que tiveram que se ausentar, porm, j estamos procura de novos casais para fazer parte do clube, observa Rosso.

APAE recebe novas camisetas

No incio do ano letivo ,a Escola Santa Rita de Cssia (APAE de Urussanga) recebeu novas camisetas de Rafael Sandrini. Sessenta camisetas personalizadas foram doadas instituio. Sandrini se informou com a escola para saber qual seria a necessidade da APAE, pois queria dar algum presente aos alunos. Eu tinha a inteno de ajudar uma instituio este ano e escolhi a APAE para presentear. Espero que este gesto toque outras pessoas que podem, tambm faam doaes, conta Sinibaldi.
A Diretora Silvana De Bona agradece a doao que ir colaborar para um ano letivo ainda melhor. Ficamos muito contentes com esta ao que ir proporcionar mais conforto para os alunos, pois eles precisam de camiseta vrias vezes. Todos os alunos, funcionrios e a diretoria agradecem a colaborao do Rafael, observa a Diretora Silvana. A nova camiseta j vem com a nova logo da APAE e de cor branca que mantm o padro da escola.