Semana da Nutrio e da Tuberculose

A Secretaria de Sade de Urussanga realizou na tarde de quarta-feira, dia 28, as palestras de Nutrio e Qualidade de Vida e Orientao ao Combate Tuberculose, para comemorar a passagem da Semana da Nutrio e Tuberculose, entre os dias 23 e 30 de maro. Aps as palestras, foi servido um coquetel de encerramento, preparado pela Pastoral da Sade em parceria com a secretaria.

Aprovada lei que estabelece o planto das farmcias

A Cmara Municipal aprovou nesta tera-feira o projeto de lei de autoria de Luiz Henrique Martins, o Cuca, que implanta o planto 24 horas para as farmcias de Urussanga. O Executivo ter, agora, prazo de 60 dias para regulamentar o funcionamento do planto. A nova regra fixa o horrio comercial para funcionamento das farmcias, aquele compreendido das 8 s 20 horas, de segunda a sexta, e das 8 s 12 horas nos sbados. Fora desse horrio ser considerado planto, a ser atendido pelas farmcias de acordo com uma escala, devendo as demais fecharem suas portas. Embora tal medida parea ferir o princpio da livre iniciativa, reconhecida juridicamente a competncia dos municpios para legislar em assuntos de interesse local. E nesse caso, o bem pblico maior, que a garantia de atendimento populao na rea da sade, deve prevalecer sobre o interesse dos comerciantes.

Mais precatrios 3

isso mesmo, cidados urussanguenses. A verdade que as velhas oligarquias polticas da cidade ocultaram por tanto tempo est vindo tona. Se fosse uma empresa, Urussanga estaria caminhando a passos largos pela mesma trilha para onde foram Frangi e Mveis Prola. So milhes e milhes de reais em parcelamentos de impostos sonegados e dvidas judiciais, sendo que estas s tendem a crescer. O municpio de Urussanga ru num grande nmeros de processos, que com o tempo geraro novos precatrios. Para que se tenha uma idia do tamanho do abacaxi: num desses processos a empresa autora cobra servios de transporte escolar que deixaram de ser pagos nos anos de 1995 e 1996. A dvida j ultrapassa a casa dos R$ 400 mil, e cresce algo em torno de R$ 6 mil por ms com a incidncia de juros e correo monetria.

Mais precatrios 2

Zen esclarece que, no caso do Parque Municipal, foi pressionado pelo TJ a fazer o acordo sob pena de ser decretada a interveno no municpio. No entanto, recebeu multa de R$ 800 do TCE por ter acertado essa dvida antes de pagar os precatrios alimentares. Alm disso, o prefeito apresenta outro argumento forte. J so quase 8% da arrecadao comprometidos com o pagamento de dvidas de administraes anteriores, e ir alm disso representa acabar com a capacidade de investimento do municpio. Em outras palavras, a situao est no limite da viabilidade.

Mais precatrios 1

E novamente o prefeito de Urussanga foi chamado ao Tribunal de Justia (TJ), intimado para negociar o pagamento de mais um precatrio vencido, este da Construtora Fontana, no valor aproximado de R$ 150 mil, referente a uma obra executada e no paga. Luiz Carlos Zen, com a experincia acumulada no caso do Parque Municipal, colocou o p no freio e tentou virar o jogo. Argumentou a existncia de outros precatrios alimentares que tm preferncia, e s far o pagamento aps encaminhar essa situao. Disse ainda, que est havendo contradio entre o TJ e o Tribunal de Contas, e que s aceita negociar depois de ter esclarecida essa situao.

Estradas, roadas, chuvas e m comunicao

Manuteno de estradas e roadas assunto recorrente na tribuna da cmara de vereadores. Os oposicionistas no deixam passar uma sesso em branco, na maioria das vezes com razo. A bancada do governo se defende como pode e afirma que o setor de obras est trabalhando a todo vapor. O problema que so mais de 500 km de malha viria, motivo pelo qual sempre haver algum local esperando melhorias, principalmente durante o perodo das fortes chuvas de vero. Como se observa, um exemplo claro do quanto a m comunicao prejudica a atual gesto. Uma boa campanha de divulgao do cronograma de trabalho e das realizaes do setor de obras facilmente anularia, no mnimo minimizaria, o barulho da oposio.