Ainda sobre o referendo

Foi estrondosa a votao obtida pelo no no ltimo domingo. Cabe agora s autoridades o cumprimento das demais disposies do Estatuto do Desarmamento, no sentido de construir um ambiente de paz e confiana. Na realidadeo brasileiro no se sente seguro e a vitria do no foi um aviso. Evidenteque o resultado do referendono pode ser interpretado como se o Brasil tivesse se transformado num pas armamentista e belicoso. A contrrio, os argumentos que conveceram a maioria dos brasileiros foram de que a segurana seria garantida ou mesmo aprimorada pela deciso de proibir a venda de armas e munies. A manifestao dos milhes de votantes est tambm na bronca com um referendo que teve uma pergunta mal formulada. Eu mesmo me confundi na hora de votar. No quer dizer que eu no tenha sabido de antemo em que votaria. Os comentrios so os mais diversos, ou seja, foi gastado uma enorme grana que bem poderia se aplicada na sade, educao e no fome zero. O agricultor Albino Sperandio de Mirim Doce, a cidade do Alto Vale do Itaja onde o no teve a vitria mais elstica no referendo disse em entrevista ao JSC Ningum precisa saber que a pessoa no tem arma em casa. uma maneira de intimidar o bandido. Eu tambm concordo com o agricultor. Algum precisa saber se eu tenho ou no uma arma em casa? Algum precisa saber se eu tenho ou no um sistema de alarmes? Claro que no! Para mim quem faz a nossa segurana somos ns mesmos. Ou no?

Bicicletas nas calada

Este assunto j esta surrado de ser apontado e at hoje ainda no se chegou a nenhuma concluso, ou seja, proibir o convvio entre pedestres e ciclistas nas caladas. Sei que a bicicleta um meio de locomo e lazer, mas temos que buscar uma convivncia harmoniosa entre pedestres, automveis e ciclistas. Esse mal atinge a maioria de nossas cidades. Eu mesmo j fui vitima de um atropelamento em caladas por um ciclista. Se eu no fosse ligeiro no raciocinio e um pouco atltico, teria me estourado todo. Num caso como esse, voc vai agredir o adolescente que o atropelou ? Claro que no! O ciclista divide o espao com automveis e, por isso ele acha mais certo transitar pelas caladas. Mas isso errado. Por isso sou de opinio que as nossas autoridades tem que buscar solues estruturais e investir em educao e conscientizao para que motoristas, motociciclistas, pedestres e ciclistas convivam harmoniosamente em suas cidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *