Coluna PET

Sucesso

O II Mutirão de Castração da ONG Raça realizado no dia 30 de Junho de 2018 foi um sucesso. Foram castrados 61 animais, todos passam bem. A ONG Raça agradece o apoio da FAMU, Prefeitura Municipal de Urussanga e da SOS Bicho Urbano que atuou com sua equipe profissional de Veterinários. E ainda ao Restaurante Tempero de Mãe que doou marmitas juntamente com um voluntário que preferiu não se identificar.

Gratidão aos voluntários ONG Raça que com garra, amor e carinho trabalharam por 15 horas. Finalizando, um salve especial também às pessoas que não são integrantes da entidade, mas mesmo assim se disponibilizaram a ajudar. Foi um sábado em que todos poderiam estar descansando, contudo preferiam se unir a esta grande causa. Gratidão é o que nos define!

Sem vocês, tudo seria muito difícil! E, parabéns aos tutores! Estamos felizes pela confiança em nosso trabalho voluntário e por este ato de amor aos seus filhos de quatro patas. Para as pessoas que estão nos perguntando quando será o próximo mutirão, em breve traremos mais informações.

CASTRAÇÃO É A SOLUÇÃO, QUEM AMA CUIDA E CASTRA!

PERDIDO

Este filhote esta perdido. Estamos divulgando para saber se tem tutor. Ele apareceu nas imediações da rodoviária e por vezes se encontra próximo ao Fórum (apenas referência). Pode ser vítima do abandono também. Enfim, caso não aparecer tutor, ficará disponível para adoção. Ah, não esqueçam: a casa tem de ser cercada. Não doamos para ser acorrentado. Interessados entrar em contato no número da ONG Raça: 99636-1175. Adote, salve uma vida.

Desalento no saneamento básico

O panorama do saneamento básico brasileiro não traz qualquer otimismo para o futuro próximo. Um levantamento da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária (ABES) revela que caminhamos a passos muito lentos para resolver problemas essenciais para o desenvolvimento do país. Os números mostram que das 1.894 cidades avaliadas pelo Ranking 2018 da Universalização do Saneamento, 1.613 municípios (85% do total) ainda estão distantes de oferecer saneamento básico para seus moradores. Os dados continuam desalentadores se olharmos para 15% dos municípios (80 cidades) que alcançaram a pontuação na categoria mais alta (Rumo à universalização) e, pasmem, apenas quatro localidades no Brasil alcançaram a nota máxima (500 pontos). São Caetano do Sul, Piracicaba, Santa Fé do Sul e Uchoa, todas no estado de São Paulo, oferecem o serviço para 100% dos seus habitantes.

Uma análise para uma perspectiva a curto e médio prazo também faz prevalecer o pessimismo nesse setor. Um levantamento recente mostra a queda abrupta de 22,1% dos investimentos financeiros em grandes obras, inclusas as da área de saneamento. Com dados de 2016, a pesquisa aponta a diminuição dos investimentos. Isso mostra o quanto estamos na contramão do que já planejamos anteriormente. Em 2007, entrou em vigor a Lei do Saneamento, que em 2013 estabeleceu o Plano Nacional de Saneamento Básico (Plansab) com a perspectiva de universalizar os serviços de esgotamento sanitário e abastecimento de água até 2033.

Para alcançar esses objetivos, as projeções técnicas indicavam a necessidade de investimentos de R$ 20 bilhões anuais no setor. A realidade dos últimos anos mostra que os cortes profundos promovidos pelo Governo Federal estão inviabilizando qualquer investimento no setor. Para piorar, o emaranhado jurídico da área de saneamento tem afastado eventuais investidores diante da insegurança na aplicação de recursos financeiros na área.

Nesse cenário de total inanição, vamos continuar convivendo com problemas típicos de países em desenvolvimento. O relatório da ABES apontou ainda que quanto maior o acesso aos serviços de água e esgoto, menor será a incidência de internações por doenças relacionadas ao saneamento ambiental adequado. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), para cada dólar investido em saneamento, temos uma economia de US$ 4,3 dólares em gastos com saúde pública.

Apesar de todos os indicativos ressaltarem a importância do saneamento básico para o desenvolvimento da população, muito pouco se tem feito pelo setor. Os governos sofrem com a total falta de planejamento e o saneamento ainda não se transformou em uma agenda dos temas prioritários para o Brasil. A falta de vontade política tem relegado a saúde dos brasileiros para o segundo plano. As próximas eleições serão um excelente momento para começar a mudar essa realidade. Precisamos votar em candidatos comprometidos com a implementação do saneamento no país.

(*) Luiz Pladevall é presidente da Apecs (Associação Paulista de Empresas de Consultoria e Serviços em Saneamento e Meio Ambiente) e vice-presidente da ABES-SP (Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental).

Em reunião, grupo apresenta situação da energia em Urussanga à ANEEL

Na última semana, enquanto a Comissão de Energia da Câmara de Vereadores de Urussanga participou de uma reunião em Florianópolis com representantes da CELESC (Centrais Elétricas de Santa Catarina), quatro representantes do Conselho de Consumidores de Energia de Urussanga e um do movimento “Energia Mais Barata Já” estiveram em Brasília e participaram de reuniões na Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) com o intuito de discutir a redução da tarifa aplicada no município.

A respeito deste encontro, o Conselho de Consumidores de Energia de Urussanga preferiu não se manifestar neste momento. Segundo informações do representante do movimento “Energia Mais Barata Já”, Alvaro Escaravaco o grupo de Urussanga foi acolhido por um dos diretores da Aneel no setor responsável pela questão tarifária praticada pelas concessionárias, caso da Eflul.

“Foi exposto ao diretor a atual situação desesperadora em que o município de Urussanga se encontra uma vez que nos últimos anos a tarifa de energia está num patamar impraticável, sendo esta a mais cara de Santa Catarina e a quarta do país. Em algumas situações, essa diferença chega a um percentual de 100% a mais do que aqui praticada. Todas as cidades que circundam Urussanga têm preços em suas tarifas muito menores. Algumas chegam a metade do que é praticado aqui. Vemos a diminuição drástica no número de empregos e até a extinção de muitos deles. As empresas que aqui, a duras penas, conseguem permanecer embutem em seus custos as taxas de energia, em suas mercadorias, onerando ainda mais a população do município. Em pouco tempo, Urussanga tenderá a tornar-se uma cidade fantasma ou dormitório, onde as pessoas terão que trabalhar em outro município e dormir tão somente por aqui. Demonstrei que nos últimos meses a população, pacata e conservadora, não teve outra saída e iniciou um movimento em protesto a esse quadro desesperador e injusto, pois não quer ver sua cidade morrer”, disse.

De acordo com Escaravaco, ele presenciou o empenho do Conselho de Consumidores em chamar a atenção deste quadro durante a reunião com o Diretor da área tarifária. “E a este, por sua vez, devemos nós consumidores, cobrar cotidianamente esse empenho. Lamentavelmente, vi em suas faces, a decepção estampada, de tanto discurso vazio. Sei que todos esperavam que eu trouxesse notícia que finalmente a redução tarifária seria uma realidade. Mas sabíamos desde o início que essa luta demandaria principalmente união entre todos na cidade, especialmente da área política, de todas as entidades representativas, incluindo-se especialmente os agricultores, estes os mais afetados, o comércio e a indústria. Demandaria tempo e contratempos. Protocolei, dentre vários documentos, histórico do movimento aqui instalado, requerimento de antecipação da revisão tarifária diante do quadro extremamente lesivo que a atual tarifa traz para Urussanga. Cabe agora, cobrança, cobrança e cobrança de todos nós, principalmente dos agentes políticos e outros, junto aquela agência, para que reveja as taxas aqui praticadas. A Aneel regula o mercado energético do país e tem em sua missão principal proporcionar condições para que o mercado de energia elétrica se desenvolva com equilíbrio entre os agentes e em benefício da sociedade. Mas essa “missão”, pelo menos aqui em Urussanga, é definitivamente esquecida. Como falar em “equilíbrio”, diante desse quadro em que nos encontramos?”, frisa.

Para Escaravaco, as ações do movimento continuam. “A Eflul insiste em repassar a responsabilidade toda deste caos à legislação vigente, que convenhamos é vergonhosamente injusta. Já a Aneel define em última instância as tarifas praticadas. Tentam as duas nos convencer que essa é a legislação, que essa é a prática do mercado e que á assim que as coisas funcionam. Digo-lhes que não. Há de se buscar saídas para não penalizar tanto o povo e tirar Urussanga dessa situação triste. Das ações já iniciadas, Projeto de Lei, visando dar às empresas distribuidoras em número de 14 no país, subsídios iguais as fornecidas às cooperativas; Projeto de Medida Provisória, nos mesmos termos do Projeto de Lei; comprometimento do Deputado Ronaldo Benedet, em buscar “cotidianamente”, palavras dele, em sua vinda à Urussanga na Câmara de Vereadores, tarifa mais justa para nosso município. Outras ações estão previstas como chamar as entidades representativas a se unirem nessa causa como CDL e ACIU, ao Conselho de Consumidores será cobrada uma enérgica atuação para o fim que ele foi criado, ao Legislativo da cidade o recebimento de ideias, cobranças e efetividade, ao Poder Executivo conhecimento atualizado de ações. Finalmente, a população deverá ser chamada a participar, ainda mais coesa nessa causa. Afinal, o que se busca é em benefício de todos. A omissão é o nosso principal obstáculo, nesse e em todos os pleitos em prol da população”, finaliza.

Prefeitura de Urussanga abre inscrições para concurso público

A Prefeitura de Urussanga abriu nesta quarta-feira, dia 4, as inscrições para o Concurso Público. Ao todo, serão disponibilizadas 117 vagas nos mais diversos setores, incluindo também a FAMU e SAMAE, nos níveis fundamental, médio, técnico e superior. As provas serão aplicadas pela empresa Instituto O Barriga Verde (IOBV), em 19 de agosto de 2018, e as informações e editais, bem como as inscrições poderão ser realizadas diretamente pelo site: www.iobv.org.br

As inscrições serão realizadas somente pela internet, porém, para os candidatos que não possuem acesso à rede mundial de computadores, a Prefeitura Municipal de Urussanga, disponibilizará local para a realização da inscrição no seguinte endereço: Praça Anita Garibaldi, 14 – Centro – Urussanga – SC, onde será disponibilizada uma sala informatizada na Biblioteca Municipal, com atendimento das 8h às 11h30 e das 13h às 17h, durante o período das inscrições.

“Abrimos o concurso para o preenchimento de vagas em todos os níveis de escolaridade e setores da administração. Abrangemos toda a população, dando assim, uma oportunidade de participar das provas e concorrer às vagas disponíveis”, esclarece o prefeito de Urussanga, Gustavo Cancellier.

O concurso que será realizado em Urussanga contará com o preenchimento de 117 vagas para os mais diversos setores da Administração Pública, nos níveis fundamental, médio, técnico e superior. “É uma grande oportunidade para os nossos urussanguenses”, aponta o prefeito.

VALORES DAS INSCRIÇÕES: boxxx
* Para cargos com exigência de curso superior: R$ 100,00 (cem reais);
* Para cargos com exigência de curso de ensino médio e técnico: R$ 80,00 (oitenta reais);
* Para cargos com exigência de ensino fundamental completo R$ 50,00 (cinquenta reais);

COOPERCOCAL COMEMORA O DIA INTERNACIONAL DO COOPERATIVISMO COM PALESTRA

No primeiro sábado de julho cooperativas do mundointeiro celebram o Dia Internacional do Cooperativismo. O slogan “Sociedades Sustentáveis através da cooperação” definido pela Aliança Cooperativa Internacional (ACI), apontaque através dos valores, princípios e estruturas de governança as cooperativas demostram sustentabilidade e resiliência em sua essência.

No Brasil, desde 2015, o Sistema OCB (Organização das Cooperativas Brasileiras) promovem duas celebrações na mesma data: o Dia Internacional do Cooperativismo que sempre ocorre no primeiro sábado de julho (este ano em virtude da copa muitas cooperativas celebrarão no dia 30/06), e o Dia de Cooperar (Dia C), um movimento composto por iniciativas voluntárias e transformadoras para a sociedade.

Para celebrar esta data a Cooperativa Energética Cocal – COOPERCOCAL realizounesta quinta-feira (05) uma palestra sobre Cooperativismo tendo como público alvo os alunos do ensino médio dos Colégios de Cocal do Sul, com o intuito de levar a educação cooperativista, solidificando a participação e a integração dos jovens no conhecimento sobre cooperativismo com ênfase ao significado da palavra cooperação.

A estudante do terceiro ano do Colégio Estadual Professor Padre Schulher disse que o encontro foi muito produtivo. “Nesta palestra pude conhecer um pouco mais sobre o cooperativismo e a Coopercocal. Com a ajuda mútua podemos fazer um mundo melhor”, afirmou.“Este tema é importantíssimo para os nossos alunos, principalmente nesta idade pois eles estão ingressando no mercado de trabalho, e a cooperação deve ser levada para a vida. Agradeço a Coopercocal em nome da escola pelo convite realizado”, declarou Cristina Réus, assessora de direção do Shuller.

Para o presidente da Coopercocal Altair Lorival de Melo, ser cooperativa é estar mais próximo das pessoas, é pensar no bem comum de todos. “Realizamos diversas ações sociais para estimular o cooperativismo na Coopercocal. Nosso ramo é distribuição de energia, precisamos fazer isto com qualidade e eficiência e acima de tudo fazer algo a mais pelo nosso associado. Pensamos em levar a educação cooperativista aos jovens, pois eles são o nosso futuro”,destacou.

Pré-evento da XVIII Festa do Vinho será realizado neste sábado

Os apaixonados por veículos de décadas passadas já estão preparados para participar do X Encontro de Veículos Antigos de Urussanga, no dia 7 de julho de 2018, a partir das 9 horas, na Praça Anita Garibaldi.

A ação será o segundo pré-evento da XVIII Festa do Vinho, que acontecerá de 8 a 12 de agosto em Urussanga. Dezenas de carros, caminhões, ônibus, motos e bicicletas de vários clubes serão recepcionados pelo grupo Veteran Car Sul Catarinense.

“Estes eventos são determinantes na sensação do clima de festa, entre os moradores e visitantes, e a participação da comunidade é essencial, prestigiando a todos os envolvidos”, enaltece o presidente da Comissão Central Organizadora da XVIII Festa do Vinho, Sergio Luiz Maccari Junior.

A expectativa é a presença de veículos com mais de 30 anos. A recepção na Praça Anita Garibaldi ainda contará com atrações musicais locais, gastronomia, o famoso vinho Goethe e a presença da corte da XVIII Festa do Vinho.

Já estão programados outros dois pré-eventos da Festa do Vinho. No dia 21 de julho haverá atrações gastronômicas, vinhos e música na Praça Anita Garibaldi. Já no dia 4 de agosto, semana que antecede o evento, será realizado o tradicional desfile e o tombo da polenta realizado pelo grupo Amici Della Polenta.

Comin comemora entrega de veículos adquiridos enquanto era secretário de assistência social

A entrega de uma centena de veículos pela Secretaria de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação (SST), é comemorada pelo deputado estadual Valmir Comin (PP), que levou o assunto à Tribuna da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc). A ação é fruto de economia das obras lançadas no ano de 2017, pela secretaria, período em que atuava como secretário.

Mesmo empolgado com a conquista que chega aos municípios, o deputado não escondeu sua indignação. “Tem parlamentares daqui correndo as prefeituras, dizendo que é trabalho seu, dizendo que ele fez e liberou o carro. Este trabalho foi feito por mim, com o apoio de uma equipe que não mediu esforços, que deixou por vários dias e várias horas, de estar junto da família para fazer acontecer, com a sua participação, dedicando seu tempo e conhecimento”, desabafou.

O deputado divulgou que o processo de compra foi desencadeado por meio de uma posição firme, após tirar da gaveta cerca de 80 obras que englobam Cras, Creas, Centro Dia para idosos e Casa de Acolhimento. Ele acrescentou que após concluído o processo licitatório, e assinado o contrato com as empresas vencedoras, deixou a secretaria. Porém, assegurou a aquisição dos veículos para os municípios contemplados. Ação esta que beneficia exclusivamente os profissionais da assistência social, possibilitando o contato direto com as pessoas.

Comin relatou ainda que o governo atual chegou a cogitar a possibilidade de cortar a entrega dos veículos destinados a esta importante pasta. Mas, na próxima segunda-feira (09), um ato no centro administrativo está agendado para a entrega oficial.

Em Urussanga, servidores aprovam reajuste proposto pelo Executivo

O Sindicato dos trabalhadores no Serviço Público Municipal de Criciúma e região (Siserp) protocolou na tarde dessa terça-feira, dia 3, no ofício número 048/2018 que aprova, após assembleia dos servidores realizada no dia 27 de junho, a proposta de reajuste enviado pelo Executivo Municipal referente ao dissídio da categoria.

A proposta feita pelo Executivo e aprovada pelos servidores garante 3,0% de reajuste para os servidores, sendo 1,31% de ganho real. Para o magistério, o reajuste fixado foi de 6.81%. “Foi uma negociação muito importante onde os servidores, sindicato e prefeitura chegaram a um denominador comum, entendendo desta forma a situação econômica do país e também do município”, esclarece o prefeito, Gustavo Cancellier.

Para a presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Criciúma e região (Siserp), Jucélia Vargas, o processo de negociação foi considerado tranquilo em Urussanga. “O prefeito sempre esteve presente na mesa de negociação e isso é uma demonstração de respeito com a categoria. Algo que não acontece em outros municípios”, explica. “Mesmo com as divergências que são naturais de ocorrerem durante o processo de negociação, o prefeito ouviu as nossas solicitações e reconheceu a importância do reajuste e dos demais benefícios conquistados”, complementa.

Além dos reajustes, foram mantidos o vale-alimentação dos servidores efetivos e reajustado para R$ 180,00 e foi realizada a concessão do vale-alimentação para todos os servidores não efetivos da secretaria de obras.

Encontro de formandos do Ginásio Municipal de Urussanga reunirá ex-alunos da década de 60

A comissão organizadora do Encontro dos formandos do Ginásio de Municipal de Urussanga, convida todos os formandos das turmas de 1963 até 1969, para confraternização, no dia 14 de julho a partir das 10h, na pousada Vigna Mazon, no Bairro São Pedro.

O valor definido por participante será de 70 reais, para um almoço diversificado, e café da tarde, sendo as bebidas consumidas fora a parte. Além de uma bela decoração e show de Mário Gaiteiro.

O objetivo do encontro é trazer a oportunidade de ex-colegas e amigos poderem se reencontrar, sendo a primeira vez em que todas as turmas se reunirão. “Será uma festa muito bonita, esperamos em torno de 250 pessoas. Estamos fazendo reuniões quase semanais para decidir os rumos finais da confraternização”, comenta Vanio Giordani, um dos organizadores da festa.

Mais informações pelos telefones: Vanio Giordani – 99418 77 55. Genoino Soares Oliveira – 999936009. Robelia Delprato – 999400201. Regina Finilli – 988027068. Vania Giordani Shimitdz – 999795958. Basílio Mazzucco – 999546725.

Zelma é eleita pela 3ª vez presidente do Lions

O Lions Clube de Urussanga realizou na noite de terça-feira (03), no Restaurante e Churrascaria Baggio, sua Assembleia Festiva de transmissão de posse da diretoria para o ano leonístico de 2018/19.

Jair Furlan transmitiu o cargo de presidente para a Senhora Zelma Mariot Hilbert. Dona Zelma faz parte do Clube a 56 anos, sendo uma dos membros mais antigos. É a sua terceira vez ocupando o local na presidência do Clube, além de já ter sido governadora do distrito LD9, no qual Urussanga faz parte. “Me sinto ótima. É muito bom saber que os Companheiros confiam em mim”, conta dona Zelma.

O nova presidente do Lions Clube afirmou que pretende, com a ajuda da nova diretoria, como também dos Companheiros e Companheiras cumprir nesse período, a importante tarefa de continuar o trabalho desenvolvido pelas gestões anteriores e cumprir as metas estipuladas pelo governador. “Os projetos que não foram concluídos na antiga gestão vão ser continuados. E depois vamos trabalhar em cima das 5 áreas propostas pelo Lions Internacional que são: o apoio aos jovens, alivio a fome, meio ambiente, auxilio a pessoas com câncer infantil e o diabetes.

Contando com mais de 1 milhão de associados pelo mundo, Lions é uma instituição sem fins lucrativos em que seus associados dedicam-se na prestação de serviços humanitários. O Lions Clube de Urussanga possui 45 associados atualmente.

Diretoria AL 2018/29 Boxx
Presidente: Zelma Mariot Hilbert
1º Vice presidente: Sebastião Turazi
2º Vice presidente: Marlon Frederico Bez Batti
3º Vice presidente: Valdete Perito Spillere.
Secretária: Simoni Biz Pinheior
Tesoureiro: Dantelino Bonetti
Diretores animadores – Ideraldo Gonçalves e Jayme Alves Baptista
Diretora Social: Nelma Mondardo
Diretores Vogais: Valdir Possamai, Graciano Rosso e Volnei Spillere.

Diretores de Patrimônio – Sebastião Turazi e Aide Ruzza Turazi

Rodovia dos Mineiros ganhará 2km de asfalto

O tão sonhado acesso pavimentado da comunidade de Santana é uma constante pauta a 4 décadas. Prometida por diversos governos, os moradores que trafegam na região tem seu desejo mais perto de ser realizado. 2km de um total de 13 estão ganhando pavimentação.

A pavimentação do trecho tem sido discutida e solicitada em diversas reuniões com representantes do estado, já que a rodovia é estadual, impedindo que o governo municipal tome providências. “Nós queremos ver todas as promessas assinadas. Estamos confiantes de que os governantes vão se conscientizar da nossa necessidade e de tudo aquilo que a nossa comunidade trouxe para a economia do nosso município, como para de outros da região”, comenta Ediraldo Albano, Presidente da Associação de Moradores de Santana.

Além das obras Santana também irá receber uma reunião do Ministério do Público sobre recuperação ambiental, trazendo esperança para a comunidade. “Nossa comunidade foi destruída, devastada, poluíram as águas, degradaram flora e fauna. Por isso hoje o nosso empenho. O asfalto vai ajudar no desenvolvimento de Santana, como já foi um dia, o que vai oferecer mais oportunidade de empregos pra pessoas da comunidade. Vai facilitar também o deslocamento da população”.

A maior parte do trecho da obra já foi concluída e a previsão é de que as obras sejam finalizadas em outubro. “Pedimos também a paciência dos moradores também nesses dias de chuva. Sabemos que fica complicado trafegar nesses dias. Mas é preciso cooperar”, finaliza Ediraldo.

40 anos de atendimento especial à população – Apae de Urussanga celebra quatro décadas de atuação na próxima semana com extensa programação

O caminho desta instituição é de aprendizagem, evolução, superação e amor à vida. Assim é a Escola Santa Rita de Cássia, a APAE de Urussanga. A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais do município foi fundada em 10 de julho de 1978 e criada para atender crianças com atrasos de desenvolvimento neuropsicomotor e pessoas com deficiência intelectual.

Na época, em uma reunião dos Lions Clube da cidade, o membro Luiz Carlos Pasini chamou a atenção dos cidadãos para a situação e sugeriu a fundação da APAE. O Lions formou uma comissão com membros da entidade para realizar um levantamento e comprovar a necessidade de implantação da entidade. Omero De Bona presidiu os trabalhos à frente deste grupo.

A comissão visitou escolas e bairros e aos poucos foi descobrindo casos de crianças especiais. Em dois meses, o grupo finalizou o relatório com a justificativa para a criação da Apae em Urussanga. Posteriormente, o Lions Clube da cidade promoveu uma assembleia com entidades para comunicar sobre a decisão.

A primeira diretoria da Apae de Urussanga foi formada em julho de 1978, tendo como presidente José Luiz Nascimento. As atividades da APAE iniciaram em uma sala no Centro Social Urbanos atendendo dez alunos. Logo, o Lions fez a doação de um terreno com a condição de que as duas entidades dividiriam o mesmo prédio e se engajou em uma ampla campanha a fim de arrecadar recursos para a construção de uma sede.

Fidelis De Brida, que já atuou em diversas funções nas diretorias da Apae e atualmente é o Diretor de Patrimônio, recorda que foi uma verdadeira luta. “Até venda de rifas foi feita na época para ajudar a arrecadar o dinheiro. A Prefeitura ajudou na mão de obra, enquanto o Lions foi pedindo auxílio com a parte material. Foi feita a construção aos poucos”, conta.

Omero De Bona, eleito o segundo presidente da entidade entre 1980 e 1982, acompanhou de perto este importante feito para a Apae. As obras iniciam efetivamente em janeiro de 1981 e a inauguração da sede ocorreu em 1982, localizada no mesmo ponto atual, na Rua Vidal Ramos. “A gente que se envolve na Apae cria uma verdadeira paixão. Sou apaixonado por essas crianças e me emociono só de lembrar do abraço deles”, frisa Fidelis.

AMOR: O SEGREDO DAS PROFISSIONAIS DEDICADAS

O cheirinho de café que invade a entrada principal da Apae de Urussanga é de responsabilidade da cozinheira Ana Ruprest Da Silva, de 64 anos. A bebida carrega um gosto peculiar: o amor e a dedicação a um trabalho desenvolvido há 36 anos nesta instituição. Desde a implantação da sede, em 1982, Ana faz parte da equipe da Apae de Urussanga.

De servente a merendeira e cozinheira, Ana traz em seu olhar o afeto de quem se dedica de corpo e alma nas manhãs e tardes aos alunos. Ela chega às 6 horas na instituição para dar os primeiros encaminhamentos às três refeições que precisa elaborar ao longo do dia. “É corrido… Faço pão, bolo e até doce de frutas mais maduras. Geralmente são refeições para mais de 20 pessoas, inclusive o almoço. Então tem que pensar para mudar o cardápio”, conta.

As mais de três décadas trabalhando em prol da Apae de Urussanga são motivo de orgulho e carinho para Ana. “Eu amo o meu trabalho. Eu visto a camisa da Apae pelos nossos alunos. É muito amor e o deles é verdadeiro. Todo dia abrançando. O carinho deles é especial. Eu cheguei para trabalhar aqui moça com 20 poucos anos. Já se passaram 36 anos. O trabalho da Apae é muito importante. Não sei como vai ser depois que eu sair. Acho que viro uma voluntária”, comenta.

Na secretaria da instituição, Marlene Mazzuco também já contabiliza 33 anos de trabalho na Apae de Urussanga. Ela ingressou em novembro de 1985 e ao longo dos anos as atividades desenvolvidas dentro da instituição só aumentaram. “Faço os planos de aplicações, a prestação de contas, os pagamentos, a atualização de documentos e organização do arquivo, o lançamento de atendimentos pelo convênio SUS, bem como atendo a solicitação dos órgãos competentes no que se refere ao fornecimento de dados. E cumpro as solicitações do presidente e da diretora da escola”, explica.

Marlene é outra apaixonada pela Apae de Urussanga. “Exerço minha profissão com muita responsabilidade, ética, organização e o principal: muito amor. E mais um respeito muito grande aos nossos alunos. Sou realizada profissionalmente”, frisa.

ATENDIMENTO ESPECIALIZADO VISA O DESENVOLVIMENTO

Prevenir e tratar a deficiência e promover o bem estar e desenvolvimento da pessoa com deficiência são prioridades da Apae de Urussanga. A associação sem fins lucrativos atua nas áreas de assistência social, educação, saúde, esportes e lazer, pesquisa, defesa e garantia de direitos da pessoa com deficiência intelectual múltipla.

Nesta instituição dedicada à educação especial quase 300 pessoas com deficiência intelectual, múltipla ou síndromes associadas já se beneficiaram e 80 alunos continuam usufruindo de possibilidades de aprendizagem, orientações e prestação de serviços desenvolvidos por meio de oficinas e atendimento especializado.

Os alunos são atendidos por idade e grau de comprometimento nas turmas de Estimulação Precoce, Serviço Pedagógico Específico (SPE), Atendimento Educacional Especializado (AEE), Serviço de Atendimento Especializado (SAE), Transtorno Espectro Autista (TEA) e em Oficinas, que contemplam aulas de artes, educação física, informática e também acompanhamento e atendimento de psicologia, fonoaudiologia, fisioterapia, terapia ocupacional e assistente social. A instituição também desenvolve outras ações como palestras, atendimentos especializados, assessorias nas escolas e orientações as famílias.

“Nessas décadas de atuação a Apae de Urussanga vem se aprimorando e superando os obstáculos que vai encontrando pelo caminho. Hoje já temos uma sede própria que atualmente está em reforma e restauração do ambiente interno. Agora contamos com um espaço para os atendimentos terapêuticos e pedagógicos, transporte próprio que gentilmente disponibilizamos para a maioria dos alunos que não possuem condições de utilizar o transporte público escolar.Todas as nossas ações são em defesa dos direitos de nossos alunos. Acreditamos nas pessoas com deficiências e para elas que dedicamos o nosso trabalho. Trabalhar na Apae me refaz todos os dias. Poder conviver com pessoas tão especiais e lutar por elas me faz ver a vida de outra maneira. Aqui temos um mundo só nosso, descomplicado, simples e cheio de amor. Fazer parte desta entidade digna e respeitada por todos é um grande orgulho”, pontua a diretora da Apae de Urussanga, Maristela Vietes de Jesus.

Entre os projetos futuros estão a ampliação da sede com mais salas de aula, construção de uma área de esporte e lazer, aquisição de equipamentos mais modernos para melhorar a qualidade do atendimento diário, troca de veículos e reforma do prédio escolar.

ACOMPANHAMENTO RESULTA EM EVOLUÇÃO

Foi na Apae de Urussanga que a família da pequena Valentina Savi Mondo, de 3 anos, encontrou a acolhida, o amparo e atendimento especializado que tanto precisava para o desenvolvimento da criança. Diagnosticada com autismo no ano passado, Valentina ingressou na instituição há 10 meses.

Ela frequenta a Apae no período da manhã e recebe a atenção de profissionais como fonoaudióloga, psicóloga, terapeuta ocupacional e pedagoga. “No primeiro mês eu e o meu marido já percebemos a evolução dela. Está mais tranquila e tenta se concentrar. Ela está avançando. A parte de comportamento acredito que será a mais difícil. Nossa preocupação é com a fala. Vivemos um dia de cada vez. Nós pais recebemos também muita orientação. O atendimento é excelente e gratuito. Por isso é fundamental valorizar o trabalho dessa instituição”, comenta a mãe Francieli Martignago Savi Mondo.

Estímulo é o que não falta na vida da pequena Valentina. Se na Apae ela é incentivada, em casa a dedicação dos pais é notória. Quadros com diferentes fechaduras, tampas para encaixe, régua com parafusos… Estes brinquedos inusitados dispostos na sala e varanda mostram o empenho em busca da evolução da filha. “Nós criamos brinquedos para estimular a coordenação motora dela. Faremos sempre de tudo por ela”, pontua.

EM BUSCA DA INDEPENDÊNCIA – novo título – 1 foto

Nos últimos meses, a rotina de Gustavo Ramos, de 20 anos, já não é mais a mesma. Ao invés de seguir o caminho rumo a Apae de Urussanga, todas as manhãs ele inicia uma jornada repleta de novas experiências na empresa Ceusa. É no setor de controle de qualidade que Gustavo desenvolve seu trabalho por meio do projeto Jovem Aprendiz.

“Eu olho os produtos, vejo se tem defeito e separo. Meus amigos que trabalham comigo me ajudam. É meu primeiro emprego. Dá vontade de ficar mais tempo”, ressalta o jovem.

No período da tarde, ele retorna à Apae para acompanhar as atividades na instituição. Uma vez por mês, Gustavo participa de treinamentos dentro do programa Jovem Aprendiz. As vivências atuais trouxeram benefícios ao jovem. “Ele mudou em tudo. Está mais maduro e tranquilo. Fala sobre outros assuntos com os colegas na Apae”, explica a diretora da Apae de Urussanga, Maristela Vietes de Jesus.

INSTITUIÇÃO COMEMORA 40 ANOS COM PROGRAMAÇÃO

Na próxima semana, a Escola Santa Rita de Cássia – Apae de Urussanga realiza ações alusivas aos 40 anos da instituição. Na segunda-feira, dia 9, acontecerá a abertura de uma exposição que faz um resgate histórico destas décadas de atuação. A ação na sede da Apae será aberta a comunidade no período integral.

Já na terça-feira, dia 10, uma Sessão Solene na Câmara de Vereadores de Urussanga, às 19 horas, presta homenagem ao fundador Lions Clube, ex-presidentes e ex-diretores da Apae.

Exposição e venda de trabalhos artesanais feitos pelos alunos acontecerá no dia 11, quarta-feira, na Praça Anita Garibaldi. Na quinta-feira, às 18h30min, uma missa será celebrada na Igreja Matriz em homenagem aos 40 anos da instituição.

A sexta-feira será de muita alegria com um piquenique envolvendo professores, alunos, funcionários, voluntários e famílias na Associação da Ceusa, no bairro São Pedro.

Tirei o siso, e agora?

Apesar de tranquila, a cirurgia de remoção do dente do siso ainda desperta dúvidas em muitas pessoas, principalmente no que diz respeito à rotina pós-operatória. Como se trata de um procedimento cirúrgico, ela exige alguns cuidados, incluindo repouso, mudanças na alimentação e produtos de higiene bucal específicos para evitar atritos e machucados na área que está sensibilizada.

Para a dentista Isabella Mendes, uma das orientações mais importantes é não deixar de fazer higiene bucal no período pós-operatório, mesmo que a região esteja dolorida ou apresente leve sangramento. “Muitas pessoas evitam o uso da escova dental devido ao incômodo que pode apresentar, mas essa é uma escolha perigosa, pois o acúmulo de detritos e placa bacteriana podem gerar graves infecções na área e dificultar o processo de cicatrização”, afirma.

A especialista explica que é essencial optar por uma escova que se adeque às necessidades do pós-operatório. A escova pós-cirúrgica da GUM é um ótimo exemplo: possui cerdas ultra macias e finas e cabo especialmente projetado para permitir precisão e uma limpeza suave.

Além disso, Isabella orienta que a escova seja manipulada de maneira delicada e que não se façam bochechos muito fortes, para não correr o risco de os pontos estourarem. “Outra dica importante é limpar a região dos pontos com gaze e soro fisiológico, a fim de garantir uma limpeza mais completa”, acrescenta.

CUIDADOS NA HORA DA RECUPERAÇÃO – boxxxxx

1 – Repouso: É essencial evitar atividades físicas ou movimentos bruscos e que exijam muita força, principalmente nos três primeiros dias a fim de evitar sangramentos.

2- Gelo: Compressas de gelo são a recomendação mais popular na hora do pós-operatório e uma das mais importantes. “A baixa temperatura ajuda a aliviar a dor e o inchaço na região operada, além de evitar inflamações”, comenta Isabella.

3 – Alimentação: A dieta do pós-operatório deve ser composta por refeições líquidas nos três primeiros dias, seguidas de pastosas, que não exijam mastigação. A dentista explica que alimentos gelados são uma boa escolha nesse período, pois têm a mesma funcionalidade das compressas de gelo, aliviando possíveis incômodos. Também é indicado evitar bebidas alcoólicas e cigarro, devido às substâncias tóxicas que possuem.

4 – Siga as recomendações do dentista: É imprescindível seguir as recomendações do cirurgião-dentista responsável pela operação, pois ele prescreverá medicamentos e cuidados específicos para cada caso. Além disso, Isabella ressalta a importância do retorno ao especialista no tempo estipulado e a comunicação em qualquer sinal de complicação no processo de cicatrização. “A volta ao consultório pode ser ainda necessária para remoção dos pontos, pois nem todos são reabsorvíveis, principalmente as suturas feitas com fio de seda ou nylon. O tempo para retirada dos pontos é de cerca de sete dias. Porém, como esse prazo pode variar é essencial manter contato com o dentista e tirar todas as dúvidas”, pontua.

5 – Incômodos: A retirada do siso pode causar o chamado trismo muscular, uma rigidez no músculo da região operada, por isso é natural que algumas pessoas sintam dificuldade para abrir ou fechar a boca após a cirurgia. A especialista informa que o incômodo costuma passar de acordo com a cicatrização do local e pode ser amenizado com anti-inflamatórios ou relaxantes musculares sempre prescritos pelo profissional responsável pela cirurgia.

Cervicalgia pode atingir até 50% da população em alguma fase da vida

Quem nunca teve dor no pescoço ou um torcicolo, levante a mão! A dor atinge a região cervical da coluna vertebral, responsável pela cabeça e pelo pescoço. Esta é a região mais flexível da coluna em relação a movimentos, sendo rica em terminações nervosas que se ramificam para mãos, braços, pescoço e ombros. Por isso, em muitos casos, a dor pode se irradiar para essas regiões.

Segundo a fisioterapeuta Walkiria Brunetti, além da dor, a pessoa pode apresentar uma limitação na amplitude de movimentos do pescoço, ou seja, vai ficar literalmente com o pescoço mais enrijecido.

“A cervicalgia tem um impacto importante na qualidade de vida. Precisamos lembrar ainda que o pescoço controla os movimentos da cabeça em relação ao resto do corpo e problemas na região podem afetar a visão, o equilíbrio e as funções motoras”, afirma.

Estima-se que a cervicalgia aguda afeta de 30 a 50% da população em geral, em algum momento da vida. A forma crônica, que dura por volta de três meses, pode afetar até 15% das pessoas, sendo as mulheres as principais vítimas.

A ORIGEM DA DOR               

O fator de risco número um para a cervicalgia é a má postura. “As pessoas que trabalham em computadores ou usam demais o celular, principalmente se ficam com a cabeça abaixada durante um período prolongado, podem sentir dor e desenvolver um quadro de cervicalgia. Outro fator de risco importante é o estresse, pois a tensão acaba se concentrando na região dos ombros e pescoço”, comenta Walkiria.

A fisioterapeuta lembra ainda das pessoas que adotam algumas posturas como colocar as mãos na cintura elevando os ombros, ou que mesmo paradas acabam elevando mais os ombros do que deveriam podem ter dores.

“Além das posturas, temos as dores ocasionadas pelo uso de travesseiros inadequados, por torção do pescoço em algum movimento mais brusco nas atividades do dia a dia, pela presença de hérnia discal na região cervical ou ainda por traumatismos ocasionados em acidentes de carro, por exemplo”, salienta.

O PAPEL DA FISIOTERAPIA

A fisioterapia é fundamental para tratar a cervicalgia, assim como para prevenir novos quadros da doença. Inicialmente o objetivo é melhorar a dor. “Com o quadro doloroso controlado, serão aplicadas técnicas para recuperação da mobilidade. Finalmente, é preciso um trabalho para fortalecer a musculatura e, principalmente, a correção das posturas. Podemos usar o RPG (Reeducação Postural Global) em conjunto com o Pilates, por exemplo”, cita Walkiria.

DICAS PARA CUIDAR DO PESCOÇO 

Celular: leve o celular até a linha dos olhos. Se estiver sentado, coloque uma almofada para amparar os braços. Abaixar o pescoço para usar o telefone é uma postura inadequada que pode levar a um quadro de cervicalgia.

Mão na cintura: Muitas pessoas têm esse hábito, especialmente se estão em pé e paradas numa fila, por exemplo. Mas, essa postura sobrecarrega os ombros e o pescoço. Então, o melhor é deixar os braços soltos ao lado do corpo.

Travesseiro: O travesseiro também é peça-chave para evitar dores na cervical, pois ele é responsável por alinhar a curvatura da cervical. O travesseiro deve ser usado de forma com que a altura se encaixe entre a cabeça e o colchão, nem muito alto, nem muito baixo.

Computador: A tela do computador precisa estar distante cerca de 40 a 60 cm dos olhos, de modo que a cabeça fique alinhada e você não precise abaixá-la nem para enxergar a tela, nem para digitar.

Uma coisa por vez: Há pessoas que seguram o celular ou o telefone fixo com o pescoço para continuar a digitar ou a fazer o que estavam fazendo. Essa postura pode levar a um torcicolo, pois deixa a musculatura do pescoço totalmente contraída durante bastante tempo. Então, a dica é fazer uma atividade por vez. Se for imprescindível falar ao telefone e digitar, por exemplo, use o viva-voz ou ainda um headset.

Respire: Pessoas tensas e estressadas tendem a segurar o ar. Com isso, acabam levando toda a tensão para região dos ombros e pescoço. A dica é respirar e até mesmo suspirar para relaxar a musculatura.

SC registra 1,4 mil denúncias de estupro de janeiro a abril deste ano

A voz que hoje grita também é a voz que se cala. Por mais que muitas mulheres e grupos feministas tenham exposto casos de assédio, agressões e humilhações, muitas vítimas – especialmente da violência doméstica – ainda deixam de denunciar e apresentar queixa policial.

A secretária estadual de Assistência Social, Trabalho e Emprego, Romanna Remor, considera preocupantes os números da violência contra a mulher em Santa Catarina. “Para se ter uma ideia foram registrados quase 1.400 estupros no Estado nos quatro primeiros meses deste ano, o que significa cerca de 350 casos por mês. Ou seja, mais de 10 casos por dia. Nesse mesmo período foram aproximadamente sete mil registros de lesão corporal em SC. Esses números são muito altos. Infelizmente a violência contra a mulher acontece diante da sociedade, às vezes sem reação”, alerta.

Conforme a Secretaria de Estado de Segurança Pública, entre janeiro e abril deste ano foram registrados 33 assassinatos de mulheres, sendo 10 casos relacionados à violência doméstica. O Estado também contabiliza 57 casos de tentativa de homicídio contra mulheres no mesmo período. Ainda no primeiro quadrimestre de 2018 foram registrados 8,4 mil casos de ameaça. O número de ocorrências de injúria, calúnia e difamação passa de 3,7 mil.

Mudança também é cultural

“Por mais campanhas que se façam para conscientização e enfrentamento da violência doméstica, ainda precisaremos de uma grande mudança cultural que passará por algumas gerações. Homens e mulheres não são vistos de forma igual. E isso precisa mudar para que a violência diminua”, comenta a delegada de Polícia Civil, Patrícia Zimmermann D’Ávila, coordenadora das delegacias de Atendimento à Criança, Adolescentes e Idosos. Ela também afirma: “As mulheres não podem aceitar situações de violência. Precisam tocar adiante os inquéritos policiais”, ao se referir ao medo que muitas sentem de denunciar os agressores.

Uma das principais ferramentas legais para enfrentamento da violência contra a mulher é a lei Nº 11.340, de 7 de agosto de 2006, mais conhecida por Lei Maria da Penha. Prevê medias protetivas e de assistência à mulher em situação de violência doméstica e familiar.

Para denunciar casos de violência contra a mulher foi criado o Disque 180 (Central de Atendimento à Mulher). Em Santa Catarina, as vítimas também podem fazer denúncias à Polícia Civil pelo número 181.

Grupo folclórico inspira próximo tema do “Siamo Tutti in Festa”

As notas da canção despertam os pés para a sincronia dos passos, enquanto o ritmo embala os corpos e envolve os casais. Em todo o mundo, a dança tornou-se uma forma de expressar os costumes e as tradições de um povo e de celebrar a vida. Na Itália, as aptidões musicais e o folclore eram cultivados por todas as classes e ganhavam as ruas, casas e salões de festas, sendo costumes incorporados ao cotidiano e a cultura dos italianos.

Em Urussanga, esta tradição fomentou o grupo folclórico “Vino, Amore e Tradizione” nas décadas de 80, 90 e anos 2000. Mais de 200 jovens difundiram o folclore através de 210 apresentações com trajes e danças inspirados em grupos italianos. O saudoso grupo será relembrado na segunda edição do evento “Siamo Tutti in Festa’, na Vigna Mazon, no dia 22 de julho, a partir das 11 horas.

A cultura será evidenciada por meio de exposições, apresentações musicais e artísticas, e enogastronomia. Associações culturais italianas da região se unem para promover o evento com entrada gratuita. Música, arte, vinho e cerveja artesanal do território serão harmonizados com a tradicional gastronomia inspirada na “italian street food” (comida de rua).

Para o conforto dos participantes estão sendo feitas reservas de mesas pelo telefone 48 3465 1500. Mais informações no site: www.mazon.com.br

Copa do Mundo: Duelo entre Brasil e Bélgica opõe melhor ataque e defesa menos vazada

Brasil e Bélgica voltarão a se enfrentar em uma Copa do Mundo. O confronto, marcado para as 15h desta sexta-feira (6), em Kazan, será o segundo das suas seleções em um Mundial. Quem perder estará fora.

Os dois times se enfrentaram apenas uma vez na história da competição, nas oitavas de final da edição de 2002, curiosamente quando Luiz Felipe Scolari e seus comandados conquistaram o pentacampeonato para o Brasil. Apesar da vitória por 2 a 0, esse foi considerado o confronto mais difícil para os brasileiros durante a campanha do título.

Depois de uma fase de grupos em que não teve muitos problemas, com três vitórias e nenhum ponto perdido, o Brasil encarou o forte e organizado time belga.

Frente a frente nesta sexta-feira (6) estarão dois candidatos a craque da Copa da Rússia. De um lado, buscando o primeiro título mundial para a badalada — e por vezes contestada — geração belga, estará Eden Hazard. O camisa 10 foi eleito pela FIFA o melhor jogador na partida contra o Japão — duelo que credenciou os Diabos Vermelhos para enfrentarem a seleção brasileira nas quartas de final — e no confronto contra a Tunísia pela fase de grupos, quando fez dois gols.

Já a seleção com cinco títulos mundiais é regida por Neymar, estrela do Santos, Barcelona e do Paris Saint Germain, que na Copa tem dois gols, um marcado contra a Costa Rica e outro contra o México, pelas oitavas de final, quando foi escolhido pela FIFA o melhor jogador da partida.

A Bélgica tem o melhor ataque da Copa da Rússia, com 12 gols. Na estreia, aplicou 3 a 0 no Panamá, com dois gols de Lukaku. No segundo jogo, bateu a Tunísia por 5 a 2.

Lukaku fez mais dois gols que o deixaram na briga pela artilharia. No encerramento da fase de grupos, os reservas da seleção belga venceram a Inglaterra por 1 a 0. Chegaram, então, às oitavas de final, na qual bateram o Japão por 3 a 2.

O Brasil tem o quarto melhor ataque, com sete gols. Por outro lado, tomou apenas um gol, contra a Suíça, na estreia na Copa. O desempenho defensivo garante à seleção brasileira a melhor defesa ao lado da equipe do Uruguai. Os dois times estão invictos.

Campeonato Municipal de futebol de campo chega a terceira rodada

O Campeonato Municipal de Futebol de Campo – Taça Birra Del Nonno chega neste final de semana a sua terceira rodada. Os jogos serão realizados no domingo, dia 8, no campo da Canela Grande, a partir das 13h30.

“Teremos a primeira partida entre De Villa e Urussanga Futebol Clube e, em seguida, às 15h30, será a vez do confronto entre Canela Grande e Ambra”, explica o diretor de esportes de Urussanga, Thiago Mutini.

Nesta rodada a folga será da equipe do Minerasil.

Classificação após a finalização das duas primeiras rodadas:
1º lugar – Minerasil (4 pontos)
2º lugar – Urussanga Futebol Clube (3 pontos)
3º lugar – Ambra (3 pontos)
4º lugar – De Villa (1 ponto)
5º Lugar – Canela Grande (0 ponto)

Alesc celebra os 40 anos de atuação da Federação Catarinense de Atletismo

Os 40 anos de atividades da Federação Catarinense de Atletismo (FCA) foram destacados na noite desta terça-feira (3) em uma sessão especial promovida pela Assembleia Legislativa. A solenidade, realizada no Palácio Barriga Verde, em Florianópolis, contou com a presença de lideranças políticas, atletas, dirigentes esportivos e representantes de poderes e órgãos públicos.

Fundada em 28 de março de 1978, a partir da antiga Federação Atlética Catarinense, a FCA é uma associação de fins não econômicos, de caráter desportivo, e constituída por entidades municipais de prática e administração de atletismo.

Filiada à Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), a entidade atualmente conta com aproximadamente três mil atletas, entre adolescentes, jovens e adultos, registrados em 21 clubes filiados, os quais são orientados por mais de 300 técnicos e árbitros nos mais de 30 eventos promovidos anualmente.

Proponente da sessão, o deputado Valmir Comin (PP) falou sobre a importância da promoção de atividades físicas como o atletismo para a melhoria da qualidade de vida da população. “Esporte é saúde, é vida, é prevenção, algo que precisa ser motivado e incentivado cada vez mais pelo poder público catarinense.”

O parlamentar também destacou o trabalho realizado pela Federação, que ao longo de suas quatro décadas de existência revelou diversos atletas que acabaram se destacando em nível nacional e internacional, projetando o nome do estado. “Nós tivemos vários expoentes catarinenses que se destacaram em nível nacional e internacional, vários recordes, pessoas de várias idades, desde crianças, jovens, até pessoas com mais de 90 anos, sedimentando o exemplo para que a juventude siga essa corrente, que é o esporte na vida das pessoas. Esta sessão é, portanto, uma maneira singela de expressar, perante o Parlamento de Santa Catarina, o sentimento de profunda gratidão pelos 40 anos de contribuição da Federação ao atletismo e ao esporte de Santa Catarina.”

Baffone – Edição 687

Parabéns APAE!

Poucas instituições atuam tão bem em uma seara tão desafiadora quanto as APAEs. A de Urussanga está completando 40 anos e com certeza merece o reconhecimento de toda a sociedade pelo belo trabalho que realiza. Parabéns aos que sustentam essa instituição e a fazem tão eficiente. Contem com nosso apoio!

Modernizando (foto)

A rádio Marconi já não é nenhum jovem na idade, mas é no espírito e agora também na estrutura. Estúdios novos e a sintonia do FM vão impulsionar mais ainda a Voz dos Vinhedos. Parabéns!

Inútil

Toda a algazarra em torno do projeto do deputado Edinho Bez sobre orgânicos é perda de tempo. É fake News dizer que será proibido vender os orgânicos em supermercados, pois o projeto diz que podem ser vendidos em propriedades particulares (supermercados são propriedades particulares). As pessoas precisam aprender a ler e os deputados precisam aprender a legislar sobre coisas úteis. Segundo especialistas o projeto é desnecessário, pois o setor já é regulado.

Cargos de confiança na mira

Enquanto o Tribunal de Justiça trabalha para criar mais de 800 cargos comissionados a serem pagos com dinheiro do estado, o Ministério Público investiga os cargos comissionados que não deveriam ter essa classificação nos municípios. Cargo comissionado deveria ser só para funções de chefia e liderança e não para operários segundo o MP. Urussanga está na lista dos municípios investigados.

Coringa do PP

Dalvânia Cardoso, que perdeu a última corrida para a prefeitura de Içara e já passou pelo poder público municipal de praticamente metade dos municípios da AMREC sempre em gestões do PP agora deve aportar na Casa Branca de Urussanga, provavelmente dando as tintas no governo Gustavo.

Dê sua opinião

O site e-cidadania que é vinculado ao senado está fazendo uma consulta sobre o assunto mais polêmico da área de saúde neste momento no país, que é a legalização do aborto. Por enquanto a disputa entre sim e não está empatada.

Proibindo o óbvio

A câmara aprovou projeto que proibi a inauguração de obras inacabadas no município de Urussanga. Para nós isso deveria ser óbvio. Não está pronto não inaugura. Agora já que teve que virar lei, que se cumpra.

Carga e descarga

Diretor de trânsito colocou novas placas de carga e descarga na praça. A ideia é que isso ajude no rodizio de carros. Nas rodas de fofoca da própria praça gerou um pouco de polêmica o fato de uma das placas estar em frente a uma certa loja. Mas é assim mesmo, nada se faz sem polêmica, nem placa de carga e descarga.

Carros da assistência social

A Secretaria de Estado da Assistência Social comprou veículos para distribuir aos municípios. Deputado Comin diz que é fruto de seu trabalho enquanto secretário. Deputado Cleiton Salvaro diz que participou desta aquisição indicando os municípios que receberão. Já a atual secretária Romana Remor se limita a dizer que a compra dos veículos estava no planejamento e ela está cuidando para que os veículos sejam distribuídos sob critérios técnicos. O Baffone acha que o dinheiro é público e espera que os carros sejam bem utilizados.

Tesourada

Entre os cortes de gastos do governo do estado está a diminuição de vagas para o ensino técnico nos CEDUPs. O governo alega que há um histórico crescente de baixa adesão a estes cursos. Funcionários e alunos dos CEDUPs agora protestam contra o governo. Interessante que não falavam nada quando abriam turmas para poucas pessoas. Achavam normal.

Exemplo

Prefeito de Joinville UdoDöhler esteve na ACIC proferindo palestra sobre a modernização que ele promoveu na gestão pública de Joinville e sobre o histórico de luta pelo desenvolvimento que é travado há muitos anos por lideranças do setor empresarial da região. Na plateia ninguém da prefeitura de Urussanga.

Influência

O jornalista Adelor Lessa vem alertando muito que falta representatividade do sul do Estado na política e nas grandes entidades. Recentemente inclusive ele citou a falta de dirigentes sulistas na FIESC. Adelor sempre cobra a falta de criciumenses protagonizando ações a nível estadual. O baffone vê muitos criciumenses e sulistas nas baladas de Jurerê, em Balneário Camboriú, em Miami, etc. Talvez o foco seja outro.

Rapidinhas

– A corte da XVIII Festa do Vinho já recebeu uma Moção de Congratulação e Aplausos na Câmara de Urussanga

– Mutirão de castração foi um sucesso. Foram castrados 75 animais com 100% de sucesso em todos os procedimentos. FAMU, Ong Raça e demaiscolaboradores merecem os parabéns!

– Vereador Zé Bis não gostou da reunião com a CELESC sobre o custo da energia em Urussanga. Não viu chances de melhorias concretas

– Bonetinho anunciou que esta semana sai o edital do concurso. São Baffone Tomé só acredita vendo, porque a promessa é antiga.

– Vereador Marquinhos quer esclarecimentos sobre uma verba para um britador em Orleans. Ele acha que deveria ser instalado em Urussanga.

– Nenhum comentário na câmara sobre o índice FIRJAN de desempenho dos municípios divulgado nos últimos dias.

– Baixa adesão dos produtores de vinho ao desfile da Festa do Vinho tem sido citada nas rodas informais de conversa.

– Círculo Italiano de Cocal do Sul está com nova diretoria, mesclando experiência e juventude. Tomara que dê certo.

– Sindicato dos servidores municipais aceitou a proposta de reajuste de 1,37% apresentada pela prefeitura de Urussanga.

Bafão

Enquanto isso, a caseira da semana foi dentro de um partido da cidade por causa de um cargo. Suplente quer colocar alguém que não é do partido, titular ameaça voltar e o presidente têm que descascar o abacaxi. Ambos estão errados. Respeitar os colegas integrantes e a cúpula é o primeiro passo da coerência e bom senso. Já que o foco é crescer e somar, eles podiam se reunir e decidir o que é melhor para o partido.